Blog do Leonardo Alves - Compromissão com o Leitor!

Prefeitura de Codó deve realizar Conferência Municipal de Saúde até Julho

  As Conferências Municipais de Saúde são de extrema importância para o  bom funcionamento da gestão municipal, por meio dela é possível avaliar a situação de saúde do município e propor diretrizes para a formulação da política de saúde. Prevista na Lei nº 8142/90, a conferência deve acontecer a cada quatro anos e contar com a representação dos vários segmentos sociais, seu produto expressará as necessidades de saúde daquela população e servirá de base para a construção do Plano Municipal de Saúde (PMS), para os planos e metas estaduais, que por sua vez serão base para o plano e metas nacionais.

A partir da aprovação do novo modelo de repasse de recurso do SUS, pactuado este ano, os repasses se darão unicamente baseado no Plano Municipal de Saúde, fica ainda mais relevante a realização desse planejamento eficaz e feito de forma ascendente com a participação do controle social e isso se dá, principalmente, a partir de uma Conferência Municipal bem-feita. Os gestores municipais de saúde devem fazer as conferências durante o primeiro semestre.

Embora simples, a organização da Conferência Municipal de Saúde deve ser cuidadosa, principalmente por se tratar de uma construção coletiva.  Para prevenir equívocos esse processo deve ser coordenado preferencialmente por uma comissão organizadora indicada e eleita pelo Conselho Municipal de Saúde, que deve estar à frente desta construção, seguindo uma sequência de passos para facilitar o trabalho.

É por meio da Conferência Municipal de Saúde que o gestor pode ouvir sua população de forma ampla e organizada. É papel do prefeito convocar a Conferência ou, extraordinariamente, o Conselho de Saúde. É responsabilidade da gestão dar os meios necessários para que a conferência aconteça, destinando recursos financeiros, materiais e pessoal para apoiar e trabalhar diretamente em sua realização. Resumindo: Trata-se de uma grande reunião para discutir a saúde das pessoas e o sistema de saúde das cidades, onde governo, trabalhadores e usuários farão propostas para confirmar o certo, modificar o errado e construir o novo. Portanto partindo da saúde que temos para chegar à saúde que queremos.

Em caso de dúvidas a respeito da organização da Conferência Municipal de Saúde acesse a publicação do Conasems com o “passo a passo” para realização da conferência.

Como o relatório final da Conferência Municipal de Saúde será a referência para a construção do PMS, é importante destacar alguns pontos:

  • Em seu conteúdo o PMS deve ter a análise de situação de saúde do município, as ações para alcançar objetivos, diretrizes e metas, bem como os respectivos indicadores e a descrição do processo de monitoramento e avaliação.
  •  Definido como instrumento de planejamento em saúde, o PMS está previsto como obrigatório na Portaria nº 2135/13, e se trata de importante ferramenta de gestão, e sua elaboração será orientada pelas necessidades de saúde da população.
  •  O PMS deverá considerar as diretrizes definidas pelo Conselho e Conferência Municipal de Saúde, ser submetido à apreciação e aprovação do Conselho Municipal de Saúde até o dia 15 de abril do primeiro ano de governo.
  • O PMS faz parte do conjunto de instrumentos que integram o Planejamento da Saúde e o Planejamento do Orçamento de Governo, estes instrumentos relacionam-se numa lógica e fluxo demonstrada na figura abaixo:

    Conferências temáticas em 2017

    Vale destacar que neste ano acontecerão duas conferências temáticas, que foram convocadas pelo Conselho Nacional de Saúde (CNS), são elas:

    • II Conferência Nacional de Saúde das Mulheres (II CNSMu), que acontecerá nos dias 1 à 4 de agosto de 2017 em Brasília. As etapas municipais estão previstas para acontecer entre os dias 01/01 à 21/05/17, e as etapas estaduais entre os dias 22/05 à 20/06/17;
    • I Conferência Nacional de Vigilância em Saúde (I CNVS), que acontecerá nos dias 21 à 24 de novembro de 2017 em Brasília. As etapas municipais e/ou macro regionais estão previstas para acontecer entre os dias 22/06 à 31/08/17, e as etapas estaduais entre os dias 01/09 à 21/10/17.

    Considerando que os municípios estão em seu primeiro ano de gestão e devem realizar suas conferências municipais de saúde, o CONASEMS, em debate com CNS, apresentou proposta para aqueles municípios que não tiverem condições de realizar, além da sua conferência, outras duas etapas municipais das conferências temáticas. Estes podem participar das etapas macro regionais e, durante suas conferências municipais de saúde eleger seus delegados para as etapas estaduais das conferências temáticas e levantar as propostas sobre saúde das mulheres e vigilância em saúde que serão encaminhadas para as respectivas etapas estaduais. Vale destacar que propostas cuja responsabilidade na execução sejam da esfera municipal não devem ser encaminhadas para as etapas nacional e estadual.

    Fonte: CONASEMS

Grupo Amigos Solidários convida comunidade Codoense para Campanha Solidária

  A organização do grupo “Amigos Solidários” , faz um trabalho solidário nos bairros de Codó.  A campanha tem o  objetivo de arrecadar fraldas geriátricas para a Casa Pio, realizar curso de ovos de páscoa artesanal para catadoras de lixo, e entrega de ovos de páscoa para as crianças internadas no Hospital Geral Municipal (HGM), entre outras doações como roupas.

Diante do tamanho sucesso na campanha de cestas básicas e o quanto foi de vital importância para tão grande êxito, convida os empresários e a comunidade codoense para participar da campanha de fraldas geriátricas para a Casa Pio XII e promover um curso artesanal de ovos de páscoa para as catadores de lixo.

“Sabemos que é muito importante não somente darmos o peixe, assim como também ensinarmos a pescar. Daí a idéia de proporcionarmos o curso que será ministrado pelo Grupo Mulheres em Ação. Como diz em Hebreus 13:16, “Não se esqueçam de fazer o bem e de repartir com os outros o que vocês tem, pois de tais sacrifícios Deus se agrada”. Disse Ana Carla, Coordenadora do grupo.

  Os interessados em fazer as doações, podem realizar depósito em conta, no valor de 30,00 reais  valor que será usado no curso, na conta; Banco do Brasil, Conta: 40.699-6, Agência: 0248-8, Íris M. A. C. Branco.

RESULTADO: Após denúncia aqui neste blog, Agentes de Endemias aparecem no Bairro Santo Antonio


Após denúncia feita por moradores aqui neste blog, onde denunciaram ausência de Agente de Endemias e Agentes de Saúde, encontramos hoje (21), por volta das 09:horas da manhã, podemos encontrar agentes de Endemias no Bairro Santo Antonio, realizando visitas. Ainda não encontramos os agentes de saúde, nas ruas que foi feita a reclamação e denúncia. Moradores aguardam pelos ACS.

O trabalho realizado pelos Agentes de Endemias  são de suma importância para a tentativa da erradicação de doenças. São esses os agentes responsáveis por contribuir para a construção de uma Codó mais saudável, são  profissionais importantes no processo de prevenção à doenças principalmente ao agravo da DENGUE. São 76 profissionais de Endemias em Codó, segundo a Diretora Karen Cruz, diretora de vigilância epidemiológica.

Sabemos também que nos últimos anos Codó cresceu com os residenciais e outros bairros e percebe- se que ainda precisamos de mais Agentes de Endemias e Agentes de Saúde para atender a demanda, ou seja, em nosso município é necessário a realização de concurso público para esta área.

Codó enfrentando a Evasão Escolar

    A evasão escolar é um problema complexo e se relacionar com outros importantes temas da pedagogia como formas de avaliação, reprovação escolar, curriculum e disciplinas escolares, considerando os outros índices de evasão. O importante é diagnosticar, detectar o problema e buscar as possíveis soluções, com o intuito de proporcionar o retorno efetivo do aluno à escola.

É necessário pensar, uma vez evadidos da escola para onde vão esses alunos, quem são e quais são os papéis dos autores integrantes desse processo educacional. A evasão escolar faz parte do contexto social e, como tal, sugere análise específica e motivo para reflexão. Muitos são os fatores que são determinantes para a ocorrência dessa problemática em relação à escola não atrativa, autoritária, professores despreparados, ausência de motivação, etc. O aluno desinteressado, falta de perspectivas para o futuro, indisciplinado como problema de saúde, gravidez, etc. Pais e  responsáveis desinteresse em relação ao destino dos filhos.

Como se vê, os desafios são muitos e os outros índices de evasão tornam o sistema escolar em um caminho lento e tortuoso para os alunos. Ninguém compreende a profundidade do drama alheio se não senti- lo na própria pele, mesmo que superficialmente. Por isso, é importante aproximar-se do processo e sentir na prática os efeitos das condições às quais estamos subordinados.
Cabe, portanto, uma reflexão sobre o tema de forma a ser tratado não apenas com problema da educação, mais como um ponto de debate para efetivação das políticas públicas.

Codó precisa URGENTEMENTE de um Programa ou Projeto de Educação em Diabetes


A prevenção, o monitoramento  e o tratamento de doenças crônicas não transmissíveis, como diabetes melitus, é uma das prioridades do Ministério da Saúde. Já foram distribuídos no Brasil, 12 tipos de medicamentos gratuitamente de diabetes, por meio do Programa Saúde não tem preço. Precisa- se conscientizar para tratar. É necessário promover orientações fundamentais sobre a prevenção das complicações da doença, por meio de oficinas, um programa ou Projeto muito bom e importante é um desafio constante, uma vez que mudar o comportamento do ser humano é um desafio, principalmente em adultos. Com o objetivo de chamar atenção de quem está envolvido direta ou indiretamente nos cuidados com diabetes, realizando ciclo de capacitações educativas de promoção de saúde, prevenção de diabetes, trabalhando o papel da família no apoio ao paciente, fracionamento de refeições, embora a doença não tem cura, o controle da glicemia vai permitir que o diabético tenha uma vida perfeitamente saudável, a prevenção e O CONTROLE CORRETO DE DIABETES PRECISAM DE DISCIPLINA. O paciente deve seguir pontos importantes.

O Brasil está no 4° lugar no ranking mundial de países com os maiores índices da doença. É hora dos município dar o primeiro passo. Um dos principais objetivos específicos a serem alcançados pelas pessoas submetidas aos processos de educação em diabetes é compreender a ação dos medicamentos e da insulina, monitorar a glicemia e manter equilíbrio emocional para conviver com o diabetes.

O EDUCADOR EM DIABETES DEVE MANTER O FOCO NO PACIENTE

A capacitação desses profissionais requer muito mais que conhecimento técnico da doença. É preciso estimular a atualização constante desse conhecimento de habilidades para lidar com os diferentes tipos de pacientes, e em seus hábitos de vida, necessidades e dificuldades.

Instrutores sem treinamento não conseguem bons resultados na mudança de comportamento dos pacientes. Daí a importância da atualização constante dos profissionais em estratégias de educação em diabetes e em intervenções comportamentais além da sua qualificação básica. A equipe é o resultado da soma das características de cada um dos seus membros e sua interação é o processo fator determinante para o sucesso ou insucesso das suas intervenções.

Aniversariante do dia – Professor Valdemir Guimarães

Professor Valdemir Guimarães

Quem está completando mais um ano de vida hoje (20), é o Professor Valdemir Guimarães, que é atualmente Gestor Escolar Adjunto do CEJA Lúcia Bayma, que educa os estudantes codoense e presta relevantes serviços para educação de nosso município.

Os seus ensinamentos são muito além de conteúdos do currículo. Você tem aprendizados importantes para a vida. A sua missão vai muito além da missão de um professor, você é um verdadeiro Mestre. Você sabe despertar a nossa admiração de um modo único, e se tornou uma inspiração para nós da classe estudantil.

PARABÉNS. FELIZ ANIVERSÁRIO

IBGE tem novo Processo Seletivo autorizado com mais de 26 mil vagas

Profissionais serão contratados por um ano, com possibilidade de prorrogação

Nesta sexta-feira, 17, o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, divulgou no Diário Oficial da União, a autorização de um novo Processo Seletivo para o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O objetivo é contratar mais de 26 mil profissionais para realizar o Censo Agropecuário de 2017.

Serão preenchidas vagas nos cargos de Analista Censitário – AC (266), Agente Censitário Regional – ACR (375), Agente Censitário Administrativo – ACA (381), Agente Censitário Municipal – ACM (1.285), Agente Censitário Supervisor – ACS (4.946), Agente Censitário de informativa – ACI (174), e Recenseador (19.013).

Cabe ao IBGE definir a remuneração dos novos servidores, que serão contratados por até um ano, com possibilidade de prorrogação por até três anos.

A portaria de autorização que já está disponível para consulta começa a valer a partir da data de publicação.

Homem morre após cair do 19º andar da Câmara dos Deputados

Segundo a assessoria de imprensa da Câmara, a vítima não era parlamentar nem funcionário da Casa

Homem caiu do 19º andar, por motivo ainda desconhecido.

Um homem morreu depois de cair do 19º andar do Congresso Nacional, no início da tarde desta sexta-feira (17/3), por volta das 12h30. Ele caiu no espelho d’água do complexo e morreu na hora.

Segundo a assessoria de imprensa da Câmara dos Deputados, a vítima não tinha ligação com a Casa, havia entrado no prédio como visitante e era advogado. A Polícia Legislativa vai abrir um inquérito para apurar as circunstâncias da queda.

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) fez a perícia no local para ter mais informações sobre o caso. Testemunhas relataram que o funcionário tinha entrado em várias salas até encontrar uma que estivesse vazia.

No 19º andar do Anexo 1 da Câmara funciona a Coordenação de Arquitetura e Engenharia. A sala 1906 de onde ele caiu era da Sessão de Projetos e Estudos de Engenharia.

Foto do corpo na frente do Congresso Nacional.

Fonte: Correio Braziliense

 

16 de março – Dia Nacional do Ouvidor

 16 de março – Dia Nacional do Ouvidor

 O Dia Nacional do Ouvidor comemora-se em 16 de março de 2013 pela primeira vez no Brasil, após a promulgação da Lei nº 12.632/2012 instituindo oficialmente o dia e fortalecendo o papel desse profissional, cujo objetivo é dar voz, tanto interna quanto externamente, ao cidadão, ao consumidor e ao funcionário, contribuindo para o exercício da cidadania.

A data foi escolhida em referência ao aniversário da criação da Foto: Divulgação Associação Brasileira de Ouvidores/ Ombudsman (ABO), em 1995.

A figura do ouvidor, ou do ombudsman, como é internacionalmente conhecida, surgiu na Suécia, no início do século XIX, para fortalecer os direitos do cidadão diante do poder do Estado, por meio da fiscalização e aplicação das leis por parte dos funcionários públicos.

No mercado segurador brasileiro, as ouvidorias já estavam presentes na maior parte das empresas mesmo antes da publicação da Resolução 279 da Superintendência de Seguros Privados (Susep) tornando obrigatória sua criação por sociedades seguradoras, entidades abertas de previdência complementar e sociedades de capitalização, a partir de 31 de março deste ano.

Importantes para os públicos que atendem, as ouvidorias também são de extrema relevância para as próprias empresas, à medida que são um canal barato e permanente para conhecerem a avaliação de seus produtos e serviços, possibilitando corrigir distorções e promover a sustentabilidade.

Em 2006 a CNseg criou sua Comissão de Ouvidoria, atendendo às diretrizes da Política Nacional de Relações de Consumo. No mesmo ano, a Confederação realizou o seminário “Ouvidorias no Mercado Segurador – Transparência na relação com Clientes”, no Rio de Janeiro e publicou o “1º Relatório das Atividades das Ouvidorias”. Em 2010, quando as ouvidorias do setor já haviam atendido a mais de 90 mil demandas, foi publicada a segunda edição do Relatório.

Em 2010, a CNseg realizou a primeira e a segunda Conferência de Proteção ao Consumidor de Seguros e Ouvidoria como parte das comemorações pelos 20 anos do Código de Defesa do Consumidor. Em 2012, realizou a terceira, quando lançou o “Guia de Acesso às Ouvidorias do Mercado Segurador”, listando os contados das ouvidorias das seguradoras associadas.

“O mercado segurador aposta na eficiência das ouvidorias para atender os clientes cada vez melhor.” Afirma a diretoria-executiva da CNseg, Solange Beatriz Palheiro Mendes.

Após reivindicação de estudantes aqui neste blog, Vereador Iltamar Muniz, apresenta indicação solicitando revitalização da Biblioteca Pública.

Após reivindicação de estudantes aqui neste blog, Vereador Iltamar Muniz, apresenta indicação solicitando revitalização da Biblioteca Pública.

Vereador Iltamar Muniz

Os estudantes reivindicaram aqui no blog sobre as condições que encontra- se a biblioteca pública municipal, falando as suas necessidades. Uma importante matéria foi apreciada pelo Vereador Iltamar Muniz, onde solicitou a Prefeitura Municipal, a revitalização externa e interna da biblioteca, localizada na Praça Alcebíades Silva no Centro da cidade. Foi solicitado Internet, aquisição de novos computadores, mobiliária de apoio, manutenção de ar condicionado e impressoras.