Blog do Leonardo Alves - Compromisso com o Leitor!

Moradores do Bairro Santo Antonio reclamam do Abandono do Balneário Prainha

Balneário Prainha no Bairro Santo Antonio abandonado há Mais de 08 Anos

 Recebemos uma reclamação de uma moradora da Rua da Prainha no Bairro Santo Antonio, onde a mesma reivindicou da situação que encontra-se o Balneário há mais de 04 (quatro anos). Estive fazendo uma visita no local nesta quinta-feira (17/05) e pude vê de perto a triste realidade do espaço que deveria está funcionando. O Mato cobriu as grades de ferro e a quadra esportiva, mesmo com a péssima estrutura da quadra, jovens se arriscam a praticar esporte sem ter outra opção.

 Conversei com a moradora Maria Eunice  Sousa de 46 anos, que mora há muitos anos na região. Segundo a mesma, nos relatou que o local que deveria está funcionando, está servindo para prostituições e uso de drogas e que a noite a situação é perigosa, causando medo até nos estudantes que precisam trafegar a noite pelo Balneário. A moradora aproveitou para reclamar da falta de iluminação pública nas ruas próximas.

Imagine um local em que você poderia passear, curtir momentos de lazer e diversão… Imagine também que esse lugar seja um espaço público, tudo de graça.

Essa é a situação que encontra-se o Balneário Prainha, deixado pelo ex prefeito Biné Figueiredo. O balneário Prainha, fica localizado na Rua Ninas Rodrigues no Bairro Santo Antonio, conservado e que atraia até mesmo pessoas das cidades vizinhas.

Os anos passaram e a situação que os codoenses presenciam é diferente. O balneário chamado de “Prainha” está depredado, abandonado, o que prejudica os moradores que residem próximo ao espaço, onde está servindo para usuários de drogas. O que antes era considerado local de diversão tornou-se preocupação e desconforto.

O atual Prefeito Francisco Nagib, em seus primeiros dias de governo reuniu com a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e colocou em discussão a situação do Balneário, mas até agora nada de resposta.

Prédio acabado

Quadra abandonada

POR FALHA DO GOVERNO ZITO, CODÓ PERDEU O PROGRAMA MAIS EDUCAÇÃO


O município de Codó perdeu o Programa Mais Educação para o ano de 2017, por falha da gestão anterior de Zito Rolim.

 A Secretaria Municipal de Educação da gestão anterior fez a adesão ao programa, mas não inseriu no Sistema do Ministério da Educação  (MEC), os planos de trabalhos das escolas e prazo que finalizou no mês de Dezembro  e 1.400.000 a menos na merenda escolar, difícil para a nova gestão.

 Esse procedimento de adesão era necessária para que as escolas pudessem ser contempladas com recursos financeiros, pois a gestão passada fez a adesão, mas perdeu 1.400.000 reais.
O Programa Novo Mais Educação criado pela portaria MEC n° 1.144/2016 e regido pela resolução FNDE n° 5/2016, é uma estratégia do Ministério da Educação que tem como objetivo melhorar a aprendizagem em lingua portuguesa e matemática no ensino fundamental, por meio da ampliação da jornada escolar de crianças e adolescentes.

 É lamentável perder um programa tão importante para a educação de nosso município devido ao consenso da ex gestão. Os estudantes são os mais prejudicados.