Daily Archives: 17/05/2017

Balneário Prainha no Bairro Santo Antonio abandonado há Mais de 08 Anos

 Recebemos uma reclamação de uma moradora da Rua da Prainha no Bairro Santo Antonio, onde a mesma reivindicou da situação que encontra-se o Balneário há mais de 04 (quatro anos). Estive fazendo uma visita no local nesta quinta-feira (17/05) e pude vê de perto a triste realidade do espaço que deveria está funcionando. O Mato cobriu as grades de ferro e a quadra esportiva, mesmo com a péssima estrutura da quadra, jovens se arriscam a praticar esporte sem ter outra opção.

 Conversei com a moradora Maria Eunice  Sousa de 46 anos, que mora há muitos anos na região. Segundo a mesma, nos relatou que o local que deveria está funcionando, está servindo para prostituições e uso de drogas e que a noite a situação é perigosa, causando medo até nos estudantes que precisam trafegar a noite pelo Balneário. A moradora aproveitou para reclamar da falta de iluminação pública nas ruas próximas.

Imagine um local em que você poderia passear, curtir momentos de lazer e diversão… Imagine também que esse lugar seja um espaço público, tudo de graça.

Essa é a situação que encontra-se o Balneário Prainha, deixado pelo ex prefeito Biné Figueiredo. O balneário Prainha, fica localizado na Rua Ninas Rodrigues no Bairro Santo Antonio, conservado e que atraia até mesmo pessoas das cidades vizinhas.

Os anos passaram e a situação que os codoenses presenciam é diferente. O balneário chamado de “Prainha” está depredado, abandonado, o que prejudica os moradores que residem próximo ao espaço, onde está servindo para usuários de drogas. O que antes era considerado local de diversão tornou-se preocupação e desconforto.

O atual Prefeito Francisco Nagib, em seus primeiros dias de governo reuniu com a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e colocou em discussão a situação do Balneário, mas até agora nada de resposta.

Prédio acabado

Quadra abandonada


O município de Codó perdeu o Programa Mais Educação para o ano de 2017, por falha da gestão anterior de Zito Rolim.

 A Secretaria Municipal de Educação da gestão anterior fez a adesão ao programa, mas não inseriu no Sistema do Ministério da Educação  (MEC), os planos de trabalhos das escolas e prazo que finalizou no mês de Dezembro  e 1.400.000 a menos na merenda escolar, difícil para a nova gestão.

 Esse procedimento de adesão era necessária para que as escolas pudessem ser contempladas com recursos financeiros, pois a gestão passada fez a adesão, mas perdeu 1.400.000 reais.
O Programa Novo Mais Educação criado pela portaria MEC n° 1.144/2016 e regido pela resolução FNDE n° 5/2016, é uma estratégia do Ministério da Educação que tem como objetivo melhorar a aprendizagem em lingua portuguesa e matemática no ensino fundamental, por meio da ampliação da jornada escolar de crianças e adolescentes.

 É lamentável perder um programa tão importante para a educação de nosso município devido ao consenso da ex gestão. Os estudantes são os mais prejudicados.

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com