Monthly Archives: julho, 2017

 Política é confiança

Confiança! Esse é o nome
Se eu pudesse colocar no lugar de política
Ora, votar e um ato puramente de confiança
Pelo o menos é o que se diz em tese, mas […]

Candidatos não disputam simplesmente o poder da “polis”
Medem, sobre tudo, o seu nível de confiabilidade
Quem o diga, os cidadãos da cidade de Codó do Maranhão.

Um eleição acontecida, no mínimo muito curiosa, me fez crer nisso.
Nesse negócio de confiar.
O candidato vencedor, antes da eleição, era visto com desconfiança,
Mas foi só se “amigar” com o até então prefeito, “querido pela população”
E o homem ganhou a eleição.

O discurso do homem foi grande, falou que iria melhorar tudo
E a população ouviu
Agora, mais de seis meses depois, a população cobra
E o homem pede um pouco de calma, e reafirma o discurso.

Alguns ja dizem aquela velha frase: ” políticos são mentirosos”
Outros falam que o homem é ” amigo da onça”
E uns poucos “corajosos” dizem que o ” homem vai trabalhar,”
“E só o tempo é que vai mostrar.”

Ora, da mesma forma que dois mais dois são quatro
Política se ganha com confiança
O resto, se ajeita até o final do mandato
” O que vale é ter o poder.”

 

Por José Wellington Aguiar Dutra – Estudante de Química no IFMA Campus de Codó

Prefeito – Francisco Nagib

Em Codó, pacientes estão dormindo em filas enfrente a Secretaria Municipal de Saúde, nas segundas, terças e quarta-feiras para agendamento de exames e dormindo em frente aos postos de saúde para marcação de consultas. Segundo informações de um servidor da Secretaria, a mudança dos agendamentos para a Secretaria de Saúde foram para evitar vendas de fichas e que o Prefeito Francisco Nagib, irá criar a Central de Marcação de Consultas para facilitar no atendimento da população.

Uma das principais promessas de campanha do Prefeito, a Central de Marcação de Consultas na rede municipal, continua fora do alcance dos usuários. Enquanto o atual gestor está realizando outras ações de menos importância, o mesmo acaba esquecendo a Saúde como prioridade em sua gestão.

O serviço já deveria estar em pleno funcionamento. Enquanto a Central de Marcação de Consultas não sai do papel, as filas da madrugada não saem de cena. A paciente Maria da Conceição, por exemplo, sempre perde sono quando precisa usar o serviço de saúde pública.

Alegando estar cansado de ser traído pela mulher, um morador de Cáceres, cidade a 220 km de Cuiabá, procurou a delegacia da Polícia Civil e registrou um boletim de ocorrência contra a companheira. No documento, registrado na última segunda-feira (17), o homem, de 50 anos, disse que não aguentava mais ‘tomar chifre’, por isso resolveu procurar a polícia.

G1 não localizou o marido ou a mulher. O boletim de ocorrência foi feito com termos chulos e palavras grosseiras em relação ao suposto comportamento da mulher do morador, além de conter vocabulários normalmente encontrados no linguajar mato-grossense. A Polícia Civil confirmou que o boletim de ocorrência foi feito pelo marido na delegacia, que assinou e concordou com o que foi dito.

No documento, o homem disse que tem um relacionamento com uma mulher que conheceu em Cáceres, porém, teria presenciado diversas traições, sendo que em uma delas encontrou a companheira na cama com outro homem. Ele disse à polícia que chegou a danificar a bicicleta da mulher para evitar que ela saísse de casa e o traísse outras vezes.

“(…) o comunicante [marido] não aguenta mais tomar chifre na cabeça e ver sua morena (…) com outros homens na rua e por isso veio até a delegacia para registrar o boletim de ocorrência”, diz o BO. O próprio marido se diz ‘corno’ e pede ajuda da polícia para não ter mais problemas com a ‘morena’.

A Polícia Civil informou que o boletim de ocorrência foi classificado como ‘natureza atípica’. Por isso, não gera nenhum procedimento policial, já que a situação narrada não é considerada crime pela polícia.

Ainda conforme a polícia, o próprio marido quis que os termos fossem descritos na forma em que foram colocados no documento. Contudo, pela maneira narrada e pelas palavras grosseiras usadas no boletim de ocorrência, o marido deve ser chamado para se explicar na delegacia.

A previsão é que ele seja ouvido na tarde desta quarta-feira (19) em uma delegacia em Cáceres.

Fonte: G1

A Rua onde o prefeito mora está sendo recuperada, enquanto isso nas demais ruas do município está um verdadeiro caos, ou melhor dizendo uma buraqueira sem limites. As demais ruas da cidade estão intrafegáveis, cheia de buraco, capim e lixo enquanto a do gestor do município está com as qualidades mencionadas acima. Mais de fato se olhar para os outros bairros está uma verdadeira lamentação. Senhor Prefeito, não dá mais pra suportar, pelas ruas da cidade tem buraco pra danar.

Neste dia 18 (terça-feira), às 03:57, foi feita a abertura da 6° Conferência Municipal de Assistência Social, no auditório da Universidade Federal do Maranhão- Campus de Codó, com a presença da sociedade civil organizada, usuários, funcionários públicos e autoridades municipais e estaduais. Entre as autoridades presentes estiveram presentes na composição da mesa, o Prefeito Francisco Nagib, a Secretária Agnes Oliveira, a Secretária adjunta de Estado de desenvolvimento social, Célia Salazar e o Presidente do Conselho Estadual de Assistência Social.

Agnes em seus pronunciamentos de destaques, falou da oposição na Câmara Municipal de Codó, mas já estávamos sabendo à quem a primeira dama estava referindo-se em seu pronunciamento, com certeza o Vereador Rodrigo Figueiredo, que vem fazendo uma oposição forte, com seriedade, ética e respeito, defendendo os interesses da população mais carente. Confira um dos trechos da Secretária Agnes Oliveira na plenária;

“Quero agradecer a todos os vereadores aqui presentes, Vereadora Maria Paz, Vereadora Cleane, Vereador Iltamar, Pastor Max, que muito nos defende na Câmara Municipal, quando a oposição tenta falar algo de ruim da nossa secretaria”, disse a Secretária.

O que seria do povo de Codó sem um vereador de oposição? É importante o respeito às idéias contrárias. Governo sem oposição é democracia de porta fechada, para não dizer ditadura.

A Câmara Municipal de Vereadores vem passando por falência desde os primeiros dias da gestão do Presidente eleito e reeleito recentemente, Senhor Expedito Carneiro, na carência de materiais de limpeza e expediente. Estes materiais de expediente e limpeza são indispensáveis no órgão para seu funcionamento, por ser um órgão público. É uma vergonha tomarmos conhecimento desta situação que a Câmara vem passando.

Estivemos na Câmara Municipal nesta terça-feira (18), na sessão ordinária, quando um (a) funcionário (a) da casa relatou ao blog que estava chateada (o) com a atual administração, e seu gabinete está com poucos materiais, disse que foi até o almoxarifado para solicitar um resma de folha xamex para imprimir os documentos do gabinete onde trabalha, quando recebeu folhas contadas e apenas uma unidade de papel higiênico, falou também da necessidade de recarga de tonner nas impressoras. A situação está feia. Alguns gabinetes estão passando pela mesma situação. O que será que está acontecendo? Cadê as livrarias que ganharam licitações? Falta de dinheiro ou estão economizando? Se tiverem economizando, estão agindo corretamente, agora se estão sendo mesquinhos é uma vergonha. Na porta da secretaria já colaram cartazes pedindo para economizar folhas. Quem usam estas folhas são os funcionários da casa. O pessoal da Câmara não economizam ou a presidência está sem dinheiro?

 

O Prefeito Francisco Nagib se reuniu na manhã desta terça-feira (18), com bombeiros civis e vereadores em seu gabinete, após muito vexame e pressão dos bombeiros civis. Na última sessão da Câmara Municipal de Vereadores, o Presidente Expedito Carneiro, anunciou na sessão a marcação de uma audiência pública no salão nobre da prefeitura. Só que houve alguns problemas durante essa movimentação dos bombeiros entre auditório da CDL e Prefeitura, e não aconteceu da forma que Expedito Carneiro anunciou. Reunião com 10 bombeiros e 6 vereadores com portas do gabinete trancadas é considerada uma audiência pública? Além da restrição do gabinete durante a reunião, a repórter Emanuela Carvalho da TV Cidade Canal 11 e o Blog do Leonardo Alves, foram impedidos de entrar no gabinete do prefeito. O prefeito autorizou apenas a entrada dos 10 bombeiros civis e a TV da Prefeitura.

Será por qual foi motivo de o Prefeito não ter deixado a TV cidade e O Blog do Leonardo Alves entrar no gabinete para acompanhar a reunião? Porque a TV de situação entrou e a de oposição não entrou?

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com