Blog do Leonardo Alves - Compromissão com o Leitor!

Governo do Maranhão: O maior “cabide” de empregos comunistas do Brasil

Há poucos critérios para ter um bom emprego e ganhar 10 mil reais no Governo Flávio Dino

Há poucos critérios para ter um bom emprego e ganhar 10 mil reais no Governo Flávio Dino, o indivíduo só precisa ser filiado ao PC do B, não ser oriundo do Maranhão e ter tido uma boquinha no governo da presidente afastada, Dilma Roussef

Este é o caso do Secretário-Adjunto de Projeto Especiais da Secretaria de Educação do Estado – SEDUC, o jovem carioca Ismael de Almeida Cardoso ex presidente da UBES (2007-2009), ex-dirigente da UJS (entidade juvenil de base do PC do B) e membro do PC do B. 

O mais escandaloso de tudo é saber que o Governador Flávio Dino mal esperou o rapaz ser exonerado no Governo Federal, após o afastamento da então presidente Dilma e o nomeou aqui no Maranhão.

Mesmo sabendo que o índice de desemprego é altíssimo em nosso estado e com excelentes profissionais o comunista optou por trazer pessoas de fora do estado para ocupar cargos.

Em tempo: Este é mesmo o “Maranhão de todos nós” ??? 

E mais: Não seria melhor “Maranhão de todos nós, comunas” ???

Fonte: Filipe Mota

MEC anuncia 710 vagas em cursos de medicina

O Ministério da Educação (MEC) anunciou, nesta terça-feira (1º), a abertura de 11 novos cursos de medicina, que devem oferecer 710 vagas. O anúncio ocorre por meio do 1º Ato de Credenciamento e Autorização dos Cursos de Medicina do Edital nº 6/2014, firmado pelo ministro Mendonça Filho.

Para o ministro, a abertura terá impacto na questão da saúde da população brasileira. “O aumento no número de vagas dos cursos de medicina no país vai possibilitar, em médio prazo, a ampliação do atendimento e a melhoria no acesso da população à saúde Os novos cursos serão monitorados pelos próximos três anos. Serão realizadas visitas anuais para aferir a qualidade e a entrega dos compromissos firmados com o MEC para formação discente e a capacidade de cada instituição”, comentou Mendonça Filho, conforme informações divulgadas no site oficial do MEC.

De acordo com o MEC, vagas estão distribuídas entre os estados do Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo. Estados do Norte e Nordeste devem ser contemplados na próxima rodada de autorizações – a meta do Ministério é anunciar 36 autorizações.

O MEC garante que as instituições de ensino passaram por um rigoroso processo seletivo, para só assim serem autorizadas a receberem as graduações. “Todas as instituições de educação superior credenciadas neste ato passaram por rigorosas fases de habilitação e classificação, nas quais foram averiguadas habilitação da mantenedora, análise da experiência regulatória da mantenedora e da mantida e análise e classificação das propostas”, reforça o secretário de Regulação e Supervisão do Ensino Superior do MEC, Henrique Sartori. A previsão é que os cursos de medicina iniciem as atividades ainda neste ano.

Fonte: LeiaJá