Daily Archives: 21/03/2018

Infelizmente é assim que podemos definir o caos que se instalou por lá, devido a indefinição e disputa pelo poder interno que vem sendo travada naquela casa legislativa! A cada novo encontro semanal daqueles que foram eleitos para nos representar, a polícia é convocada para manter a ordem, no entanto, os ânimos vem se acirrando cada vez mais entre os vereadores e os frequentadores daquele parlamento que na maioria das vezes são servidores contratados e pessoas alheias ao papel desenvolvido no Legislativo que são convocadas muitas vezes por alguns edis simplismente para aplaudir e ou vaiar vereador A ou B, icentivando assim a discórdia e a insegurança entre todos no local, culminando com o tumulto e quebra quebra resultando em duas pessoas presas na sessão de ontem. No meio de tudo isto fica a população codoense como a maior penalizada pela falta da atuação de seus representantes que com isso deixam de desenvolver suas funções de legislar causando assim uma deficiência nos serviços públicos oferecidos ao povo devido à falta de fiscalização e cobrança por parte de nossos “parlamentares”, inclusive gerando também mais insegurança, já que boa parte do pequeno efetivo policial da cidade termina sendo deslocado até a câmara de vereadores nas terças feiras deixando o restante da população desprotegida. Além do olho vivo da população à este péssimo exemplo dado por aqueles que deveriam ser referência no exercício da ética e cidadania, algo deve ser feito pelo poder judiciário no sentido de por fim a toda esta BAGUNÇA, antes que o pior aconteça!    Prof. Marcos.

O presidente do Instituto de Promoção e Defesa do Cidadão e Consumidor (Procon) do Maranhão e coordenador do Viva, Hildélis Duarte Júnior, virou alvo de uma ação popular por suposto uso da máquina para promoção pessoal. A acusação é do advogado Thiago Brhanner.

Pré-candidato a deputado estadual pelo PCdoB, mesmo partido do governador Flávio Dino, o presidente do Procon teria, segundo o advogado, causado prejuízos ao erário estadual por meio de patrocínio de posts na rede social Facebook e por meio de uma matéria, de cunho pessoal disfarçado de teor institucional, numa revista local. A produção é assinada, inclusive, pela chefe de assessoria do Procon-MA, Emilly Castelo Branco Matos.

Na ação, Brhanner apresenta diversos indícios de que a promoção pessoal não teria como ser bancada pelo próprio bolso de Duarte, em razão de sua baixa remuneração como auxiliar do Palácio dos Leões. Uma tela desses rendimentos, capturada do Portal da Transparência do Governo do Maranhão.

“Em verdade, essa não é uma prática isolada. O Réu, por exemplo, em seu perfil social é useiro e vezeiro em patrocinar postagens, nas quais a sua figura de gestor se confunde com a pessoal. Além da grave violação ao princípio da impessoalidade, convolando sua postura em ato de imoralidade, é bem provável que toda essa promoção pessoal se dê pela via do dinheiro público”, diz o advogado, num dos trechos do documento.

Dentre os pedidos solicitados, em cautelar, Thiago Brhanner requer que seja determinado ao presidente do Procon/Viva que se abstenha divulgar anúncios, propagandas, posts, links ou algo similar associados ao Estado do Maranhão ou a qualquer órgão público estadual; oficializar a Revista Deluxe para que apresente nota fiscal ou documento equivalente referente a matéria sobre Duarte Júnior; e oficiar o Facebook, para que apresente notas fiscais ou documento equivalente dos posts patrocinados da página do chefe do Procon maranhense.

Fonte: Atual7

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com