Blog do Leonardo Alves - Compromissão com o Leitor!

“A feitiçaria traz a morte”, diz Feiticeiro que se rendeu a Jesus Cristo

Filho primogênito das 21 mulheres de seu pai, Binora era o mais velho entre 65 irmãos e irmãs. “Foi meu destino seguir meu pai, que era um feiticeiro. Eu acreditei em muitas mentiras”, disse ao projeto Jesus ​​Film.

 Quando Binora decidiu seguir a Cristo, ele sabia que enfrentaria a rejeiição de sua família. “Eu fiz uma coisa que é imperdoável para meu pai. Ele certamente vai me matar”, ele pensou, na época.

Por causa de sua nova fé, Binora viveu mais de 20 anos separado de sua família. Mas com o passar do tempo, Deus despertou em seu coração o desejo de retornar e compartilhar o Evangelho com seus parentes.

 “Agora vai ser diferente. Vou contar tudo a eles”, Binora decidiu. “A feitiçaria traz a morte. Meu povo precisa de vida. Mesmo que eu morra, tenho que dizer que eles devem conhecer Jesus”.

Mesmo colocando sua vida em risco, Binora voltou para sua aldeia a fim de compartilhar o conteúdo do filme “Jesus”. O longa não estava disponível em sua língua nativa, então ele mesmo fez a tradução da história de Cristo para seu povo.

Binora faz a tradução simultânea do filme para a língua de seu povo. (Foto: Jesus Film Project)

Binora mostrou o filme sete vezes e o resultado de sua iniciativa foi surpreendente. O pai de Binora, o feiticeiro, se rendeu a Jesus, assim como muitos outros que viviam no povoado.

Como resultado das exibições do longa, 30 igrejas foram plantadas na aldeia e hoje existem mais de 7 mil discípulos na região.

Mesmo com todo o impacto da mensagem, nenhuma das pessoas conseguiu assistir o filme ​em sua própria língua. “Eles querem o filme e querem treinamento. Imagine como a igreja poderia se multiplicar. Imagine o que Deus poderia fazer”, diz Binora. Com informações guiame.

Fonte: gospelgeral

Categoria: Notícias