Blog do Leonardo Alves - Compromisso com o Leitor!

Tarifas postais são reajustadas em 5,99%

As tarifas postais foram reajustadas em 5,99%. O aumento vale a partir de hoje (9), quando a medida foi publicada no Diário Oficial da União pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), ao qual os Correios estão vinculados.

Com isso, os valores de diversos serviços serão alterados. A carta comercial sairá de R$ 1,85 para R$ 1,95. Pela carta não comercial passará a ser cobrado R$ 1,30, contra R$ 1,25 antes do reajuste. O telegrama escrito pela internet passará de R$ 7,69 para R$ 8,15 por página.

Segundo os Correios, o reajuste corresponde à inflação acumulada do período de fevereiro de 2017 a setembro de 2018, usando como referência o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (IPCA).

A majoração das tarifas vale apenas para os produtos vinculados à atuação da estatal como monopolista, não abrangendo encomendas e marketing, onde há concorrência com outras empresas.

Edição: Kleber Sampaio

Celso Portiolli fala sobre o poder da fé: “derruba qualquer barreira”

Celso Portiolli

Em seu Twitter, o apresentador do programa Domingo Legal, do SBT, Celso Portiolli divulgou um vídeo inspirando as pessoas a despertarem a fé. “Deus não criou a fé para que ela ficasse parada. A fé é sua arma para agradar a Deus e conquistar o impossível”, disse.

Conhecido pelo seu jeito brincalhão e animado, Portiolli que também faz palestras motivacionais, entende que Deus não dá uma cruz mais pesada do que uma pessoa pode carregar. “Por isso, nunca desanime. A fé derruba qualquer barreira”, incentivou.

“A fé e a esperança são vitaminas essenciais para mantermos a saúde física, emocional e espiritual. Caminhe sempre confiante e fortaleça a esperança dentro do seu coração”, continua.

Embora prefira se denominar “sem religião”, Portiolli já declarou que tem forte conexão com Deus. “Minha mulher é evangélica, cresci católico e simpatizo com evangélicos. Comecei em rádio evangélica. Minha ligação com Deus é uma coisa bacana. Eu tenho rezado muito. É impressionante a força que a oração tem”.

 

Fonte: Gospel Prime

Igreja do Evangelho Quadrangular realiza Evangelismo e Ação Social no KM 17

A Igreja do Evangelho Quadrangular realizou no último sábado (03), um dia de evangelismo e ação social no KM 17. 

Durante todo o dia, foram realizadas diversas ações oferecendo serviços de beleza, partida de futebol, orientação nutricional, orientações sobre a campanha Novembro Azul, orientação espiritual, serviços para mulheres e ao fim das atividades foi realizado um culto de celebração com louvor e adoração do Ministério Adonai. 

Estamos fazendo o ide de Jesus, que é anunciar o Reino de Deus, fazer o bem, cuidar das pessoas, amar o próximo. Esse é o jeito Quadrangular de ser, estamos implantando esse ministério no Km 17, que será mais uma porta de evangelização e de ajuda ao próximo”, destacou o missionário Manoel Júnior, coordenador da Ação Social.

Veja alguns momentos desta ação:

UFMA: Autoritarismo é marca da gestão Nair Portela

Vice-Reitor da UFMA, Profº Fernando Carvalho, eleito pela Comunidade, tem carro recolhido de forma equivocada e autoritária pela Reitora Nair Portela, após participar de evento como palestrante no PROJETO PACTO PELA UFMA, onde foi ouvir mais de 500 pessoas entre Docentes, alunos e Técnicos administrativos no Campus de Codó. Na ocasião fez-se acompanhar do Ex Reitor Natalino Salgado, de vários docentes, discentes, Sindicatos e técnico-administrativos.

Nair Portela

folhaludovicense

Programa Alfabetiza Codó realiza sua 5ª formação continuada para professores da rede pública municipal

Entre os dias 7 e 8 de novembro aconteceu a 5ª Formação de Professores do Programa Alfabetiza Codó. Professores da rede pública municipal de ensino, do 1º e º2 anos, da sede e zona rural de Codó, receberam materiais estruturados de alfabetização e a respectiva formação continuada para a aplicação do material. A capacitação, que aconteceu na sede da UEMA e envolveu cerca de duzentos professores, é uma parceria entre a Secretaria Municipal de Educação (SEMECT) e a Editora Aprender.

“Hoje estamos passando aos nossos professores o material estruturado e vamos trabalhar como melhor utilizá-los. Iremos recolher junto aos professores dados de alunos leitores pré-silábicos, fluentes leitores de palavras e textos, para saber quais habilidades devem ser trabalhadas com eles. É um projeto muito bem sucedido em vários municípios do nordeste, que rendeu ótimos resultados e que estamos aplicando aqui em Codó”, disse a Professora Elidan Figueiredo, da Editora Aprender.

Projetos para o ensino fundamental I

De acordo com o Coordenador do Centro de Formação de Professores da SEMECTI, Cícero Barros Feitosa Filho, o programa Alfabetiza Codó tem como meta alfabetizar todas as crianças de até sete anos de idade, por meio da utilização de material adequado e professores capacitados e com a devida formação. “Estamos em nossa última formação de 2018, com professores de 1º e 2º anos. Essa parceira com a Editora Aprender visa à formação de nossos professores para correta utilização do material estruturado e a conseqüente alfabetização adequada e na idade certa de nossos alunos”.

O coordenador Cícero ainda informou que o convênio com a Editora Aprender inclui projetos para formação de professores do 1º ao 5º ano. “É um pacote completo, onde temos o Alfabetiza Codó, para alunos do 1º e 2º anos, projeto para Produção de Textos, com alunos do 3º ao 5º ano, e para alunos do 4º ano, que além da produção de texto, tem projeto para trabalhar as questões da Prova Brasil. Todo esse trabalho possui uma supervisão que avalia o rendimento dos alunos, visando um melhor aproveitamento a cada etapa do ensino”, explicou.

Responsabilidade de todos

Para Jandira Machado, supervisora escolar, responsável pela coordenação do 1º ao 5º ano em Codó, a palavra de ordem para o ensino moderno é a corresponsabilidade. “A tematização da prática é o conteúdo que deve ser trabalhado com os alunos por meio do aperfeiçoamento profissional de nossos professores. E durante o processo de aprendizagem, a palavra de ordem é corresponsabilizar, dividindo a responsabilidade com gestores, educadores e pais. Esse esforço conjunto nos trará os resultados tão esperados”.

Ascom – PMC

Mulher morre após ser torturada durante crise de ciúme do namorado

Um homem foi preso suspeito agredir a companheira por pelo menos dois dias até a morte, no sítio onde eles moravam em Miracatu, no interior de São Paulo. O casal estava junto há três anos, mas segundo vizinhos, as brigas entre eles eram constantes por causa de bebida e ciúme. A vítima foi identificada como Leonice Pinto de Oliveira, de 34 anos.

O crime aconteceu na noite de terça-feira (6), no bairro Sam Remo, distante cerca de 13 km da rodovia Régis Bittencourt. Segundo informações da Polícia Civil, assim que chegaram ao local, os agentes encontraram o imóvel bagunçado e a mulher desfigurada e morta no chão da casa com vários hematomas provocados por agressões, além cortes pelo corpo, possivelmente feitos com uma faca. A Polícia Civil aguarda o laudo pericial para ter certeza da causa da morte.

Durante o registro do boletim de ocorrência, os policiais receberam a informação que Eliomar Jesus do Nascimento, de 30 anos, companheiro da vítima, teria fugido para São Paulo. O suspeito é caseiro do sítio onde morava, foi encontrado por policiais militares na capital paulista e levado para o 26 DP.

Eliomar fugiu após o crime, foi preso na capital paulista e trazido para o Vale do Ribeira — Foto: G1 Santos

Eliomar fugiu após o crime, foi preso na capital paulista e trazido para o Vale do Ribeira — Foto: G1 Santos

Ainda no local do crime, vizinhos do casal ouvidos pela polícia disseram que as brigas entre Leonice e Eliomar eram constantes, especialmente por conta do consumo excessivo de álcool. Ao ser interrogado, o suspeito confirmou as brigas com a então companheira e que as agressões físicas entre eles eram mútuas. De acordo com a Polícia Civil, as agressões teriam começado no domingo (4) e o agressor alegou ainda que, quando saiu de casa, a namorada estava viva.

Eliomar Jesus do Nascimento foi indiciado por homicídio , além de motivo fútil, tortura e meios que dificultaram a defesa da vítima.

Imagens de Leonice após agressões foram registradas pelo suspeito de torturá-la — Foto: Divulgação

Imagens de Leonice após agressões foram registradas pelo suspeito de torturá-la — Foto: Divulgação

G1

Aprovado requerimento de Othelino Neto que propõe homenagem aos 50 anos da Receita Federal do Brasil

A Assembleia Legislativa aprovou, na sessão plenária de terça-feira (6), o Requerimento 429/2018, de autoria do presidente da Casa, deputado Othelino Neto (PCdoB), que propõe a realização de uma sessão solene em homenagem aos 50 anos da Receita Federal do Brasil, no dia 21 de novembro. Segundo o presidente, a iniciativa se justifica em razão da importância do trabalho da instituição para os brasileiros, em especial, os maranhenses.

Em meio século de instituição, a Receita Federal é a mais recente denominação da Administração Tributária Brasileira. A história do Fisco no país iniciou em 1534 com a criação das Provedorias da Fazenda Nacional. 

“Na década de 90 foi adotada uma nova filosofia: os Centro de Atendimento ao Contribuinte. Posteriormente, o cidadão passou a resolver seus problemas com o Fisco em um único local. Hoje, as inovações da tecnologia, como a internet, permitem solucionar muita coisa sem sair de casa. A nova Receita cuida dos principais tributos federais, da aduana, das contribuições previdenciárias, sem esquecer do combate à sonegação fiscal”, destaca no requerimento.

 

Andressa Valadares / Agência Assembleia

Mais de 400 educadores se reúnem para construir o Documento Curricular do Território Maranhense

Aberto nesta terça-feira (6) o Seminário Regional de São Luís para Construção do Documento Curricular do Território Maranhense: etapas Educação Infantil e Ensino Fundamental. O evento, que segue até quarta-feira (7), é o quarto de seis seminários a serem realizados no estado, como forma de consultas públicas presenciais, para referenciar as propostas pedagógicas e o trabalho educativo das escolas municipais maranhenses.

O objetivo é construir, com base na educação das redes municipais, caminhos em direção a uma sociedade justa, democrática e inclusiva. O seminário é promovido pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc) e União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), em parceria com a União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação (UNCME).

Participam do evento 417 educadores, entre coordenadores estaduais da Base Nacional Curricular Comum (BNCC), redatores especialistas da Fundação Getúlio Vargas (FGV), articuladores regionais da Seduc e da Undime. Durante o seminário os educadores irão debater as várias propostas prévias que compõem o documento inicial, além de poder propor modificações e apresentar novas propostas.

“Este seminário tem por objetivo apresentar à sociedade civil o documento curricular para o território maranhense, conforme foi pactuado com a Undime. Esse documento é como se fosse uma base estadual, um referencial que está sendo construído com base na BNCC”, explicou a professora Socorro Fortes, coordenadora estadual da Seduc para a implantação da BNCC no estado.

De acordo com Socorro, o documento irá estabelecer os direitos de aprendizagens, ou as aprendizagens essenciais para os alunos das etapas do Ensino Infantil e Fundamental I e II. Esse documento será apresentado à sociedade civil para consulta pública presencial, uma vez que já está disponível a consulta pública online na plataforma do MEC.

O secretário Felipe Camarão participou da solenidade de abertura do seminário e destacou que o fortalecimento do regime de colaboração com os municípios, com foco na qualidade do ensino e no aprendizado do aluno, está entre as prioridades do Governo para a educação.

“Não adianta estruturar as escolas estaduais e abandonar as escolas municipais. Por isso, nos próximos quatro anos nós estenderemos o Programa Escola Digna a todos os 2017 municípios maranhenses, com assessoria técnico-pedagógica, que inclui formação de professores com foco na qualidade do ensino e na aprendizagem do aluno”, disse Felipe Camarão.

“É um avanço, acima de tudo democrático, dialógico e de atualização, trazendo modernidade para a educação básica. E o Estado, por meio da Seduc, ajuda, auxilia os municípios nessa construção do documento, com tratamento horizontal com as prefeituras, como tem que ser”, completou Felipe.

Ex-ministro de Educação Henrique Paim presta consultoria na elaboração do documento curricular

O ex-ministro da Educação, Henrique Paim, consultor da Fundação Getúlio Vargas, responsável pela redação do documento, destacou a preocupação do Governo do Maranhão em apoiar e fortalecer a educação nos municípios.

“A gente vê por parte do governo estadual a preocupação em dar apoio aos municípios. E esse documento vai contribuir para aproximar, ainda mais, o estado dos municípios, esse regime de colaboração é fundamental”, frisou Felipe Paim.

De acordo com Felipe, o regime colaborativo também aproxima os representantes municipais, que se encontram e trocam ideias e experiências.

“Outra questão que vejo com muita felicidade em cada um e cada uma que está aqui, é um sentimento de esperança. Quando o educador perde isso, a educação deixa de ter sentido para ele, a nação perde a esperança. E eu vejo a esperança de que a gente construa no Maranhão uma referência curricular a partir da BNCC, que traga para o estado uma esperança de um novo momento”, acrescentou Paim.

Neste primeiro dia do seminário foram realizadas cinco palestras e debates como: ‘Análise da realidade maranhense com ênfase no IDEB’; ‘O processo de construção do documento curricular do território maranhense’; ‘Os elementos que compõem a introdução ao documento’; entre outros aspectos da BNCC.

“É uma oportunidade única e muito relevante, porque dá a todos os maranhenses a possibilidade de serem representados na proposta curricular para o Maranhão”, disse Antônio José Ribeiro, secretário adjunto de Milagres do Maranhão.

“Espero que esse documento atenda realmente as expectativas de aprendizagem, aquilo que os nossos alunos precisam aprender sobre si, sobre seu local de vivência, sua escola, seu município, uma vez que a BNCC nos dá essa abertura de começar do local para o global”, concluiu o adjunto.

Mais de 400 educadores reunidos no seminário

Fonte: Seduc