Blog do Leonardo Alves - Compromissão com o Leitor!

Pastor visita Lula e diz que cresce apoio de evangélicos ao ex-presidente

O pastor Ariovaldo Ramos, que nos últimos anos se notabilizou por ter trocado a pregação religiosa pela militância política pró-PT visitou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta segunda-feira (25). Condenado a 12 anos por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, o petista cumpre pena na carceragem da Polícia Federal, em Curitiba.
Ramos, que preside a Frente de Evangélicos pelo Estado de Direito, grupo que possui 10 mil apoiadores no Facebook, afirma que esperava ver Lula abatido, mas encontrou “um homem forte, resiliente, que sabe que está sofrendo perseguição política e que está absolutamente convicto da sua inocência, que tem como sua força a perspectiva de ver o povo brasileiro voltar a ter esperança”.
Em vídeo divulgado pela página oficial do PT, o pastor insiste que o ex-presidente “tem certeza da sua inocência” e “quer a liberdade que tem direito como uma pessoa que foi vitimada pela injustiça”.
Ainda segundo o líder religioso, eles conversaram muito sobre a situação do Brasil e falaram inclusive sobre a fé de Lula em Jesus Cristo. Também explica que orou junto com o preso, “pedindo que o Espirito Santo de Deus intervenha em favor da liberdade, em favos dos pobres e em favor da nação brasileira”.
Mesmo sem esclarecer exatamente como isso pode ser medido, garante que “a Frente de Evangélicos pelo Estado de Direito é o movimento dentre os evangélicos que mais cresce” e que “os eleitores evangélicos em favor do governo Lula crescem cada vez mais”.
No passado, Ariovaldo Ramos teve grande representatividade no segmento, sendo figura constante em grandes eventos evangélicos em todo o país. Ontem, limitou-se a repetir o discurso que se tornou um mantra nos movimentos de esquerda: que “não há provas” contra Lula, apesar de ele ter sido condenado em duas instâncias, e que se trata de “perseguição política”.
“Tenho certeza que verei o triunfo do presidente”, assegurou, reclamando do STF e da “elite brasileira”. De acordo com ele, Lula irá continuar com “seu sacerdócio, sua vocação de prestar serviço aos vulneráveis e de levar ao Brasil a mensagem da igualdade e da justiça, na qual nós evangélicos acreditamos”.
Encerrou dizendo que irá continuar lutando em prol de Lula, que agora é “hora de resistência” e que “nós vamos descansar quando retomarmos o Palácio do Planalto”.
Gospel Prime
Categoria: Notícias