Blog do Leonardo Alves - Compromissão com o Leitor!

Professora da UFMA Campus de Codó, percorre caminho de Dom Pedro II no Egito

Professora da Universidade Federal do Maranhão, Liliane Correa está em Assuã e vai visitar locais pelos quais o imperador brasileiro passou em suas viagens ao país árabe na década de 1870. Ela deu palestra na cidade.

Divulgação

Professora esteve no Templo de Abu Simbel

São Paulo – Uma pesquisadora brasileira está visitando no Egito os lugares por onde passou o imperador Dom Pedro II em suas viagens ao país árabe na década de 1870. A iniciativa faz parte de um estágio de pós-doutorado que a professora e doutora Liliane Correa realiza no Departamento de Língua Portuguesa da Universidade de Assuã, com a supervisão do coordenador do departamento, o também professor e doutor Maged Elgebaly.

Liliane desembarcou há cerca de 20 dias no Cairo e está atualmente em Assuã, onde começou a percorrer os locais por onde o imperador passou. Por enquanto ela visitou templos nos quais Dom Pedro II esteve, entre eles Abu Simbel, construído por Ramsés II, que fica próximo a fronteira com o Sudão. A brasileira conta que o templo foi transportado do local original, ao contrário estaria submerso nas águas do Nilo em função da formação do Lago Nasser, criado com a construção da Barragem de Assuã.

De Assuã, a professora irá para Luxor. A rota inclui também o Cairo e Alexandria. O próprio Elgebaly organizou, juntamente com o diretor do Setor de Turismo da companhia aérea local EgyptAir, Nagy Abdalla, um itinerário que contempla a maioria dos locais visitados por Dom Pedro II nas viagens de 1871 e 1876. Liliane Correa deve produzir artigos para publicações acadêmicas sobre o tema e não descarta a possibilidade de produção de um livro.

A brasileira faz atualmente parte da coordenação do Curso de Ciências Humanas da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), no Campus VII/Codó, e ministra várias disciplinas da área de História na instituição. Ela também integra o Grupo de Estudos e de Pesquisa Literatura, História e Imprensa (Gepelhi) juntamente com a professora Cristiane Tolomei e Elgebaly. O tema da pesquisa são as publicações dos jornais do Maranhão no século 19.

A imprensa maranhense escreveu sobre a viagem do imperador ao Egito na época e o registro na imprensa é tema do estágio de pós-doutorado de Liliane na Universidade de Assuã. Na quinta-feira (22), a brasileira deu um minicurso sobre o assunto na instituição de ensino para os estudantes do Departamento de Língua Portuguesa. A universidade egípcia mantém um curso de Língua e Literaturas de Língua Portuguesa, no qual professores brasileiros lecionam.

Divulgação
Liliane (dir.) com alunos e lideranças da Universidade de Assuã

A professora Liliane Correia é formada em História pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), tem mestrado pela Universidade de São Paulo (USP) e doutorado pelo Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil (CPDOC) da Fundação Getulio Vargas (FGV) do Rio de Janeiro.

A pesquisadora conta que ouviu falar das viagens de Dom Pedro II ainda durante a graduação, mas acabou deixando o tema de lado em função dos compromissos profissionais. “Sabe quando você tem vontade de estudar, mas deixa num cantinho e pensa: uma hora vejo isso?”, contou ela à ANBA. A partir de uma conversa com Elgebaly, que esteve no Maranhão no ano passado, surgiu a ideia de unir em uma pesquisa o Egito e o Brasil do século 19.

Da palestra de Liliane na Universidade de Assuã, além de estudantes, participaram professores e lideranças de ensino, entre eles o professor doutor Ahmed Ghallab, reitor da instituição. Ela foi feita em português com tradução de Elgebaly para o árabe. 

Fonte: http://www.anba.com.br

Categoria: Notícias