Blog do Leonardo Alves - Compromisso com o Leitor!

Dono de escola particular é preso suspeito de estuprar três crianças

O gerente das Delegacias Especializadas, delegado Jetan Pinheiro, informou em coletiva na manhã de sexta-feira (26) que as investigações apontam que os abusos contra as crianças ocorriam dentro da sala do diretor.

O dono da escola, que também é diretor, foi preso na manhã de hoje suspeito de abusar de três crianças dentro da escola que fica no bairro Ilhotas, zona Sul de Teresina.  

Jetan Pinheiro concedeu coletiva sobre a prisão do dono da escola e explicou o processo da investigação.  Jetan disse que as vítimas revelaram, em depoimento, que os abusos ocorriam dentro da sala da direção. Segundo a polícia, ele tirava as crianças da aula e as chamavam para sua sala.

O delegado não revela detalhes de como os abusos eram feitos, mas afirma que os relatos das vítimas são “fortes”. As crianças de 8, 9 e 12 anos estão abaladas com a situação e foram retiradas da escola pelos pais. 

Ainda de acordo com as investigações, os professores da escola desconfiavam da ocorrência dos abusos sexuais, mas afirmaram em depoimento que eram coagidos pela direção a não falarem com os pais dos alunos. 

Durante a prisão feita na manhã de hoje na casa do suspeito, o diretor negou ter praticado os abusos e disse estar sendo vítima de um complô feito por algumas mães da escola. O delegado ressalta que não houve conjunção carnal, no entanto, o caso é configurado como estupro de vulnerável. 

Computadores, celulares e tablet da escola e do diretor foram apreendidos para realização de perícia. O objetivo é identificar se existiam conversas virtuais entre o diretor e as alunas. 

O suspeito foi indiciado ainda ontem por estupro de vulnerável, a pena para este crime é de 8 a 15 anos de reclusão. 

“A gente orienta que os pais conversem com seus filhos, essa investigação há dois meses após a mãe de uma aluna em parceria com o conselho tutelar denunciar o caso no decorrer das investigações, mais duas vítimas também denunciaram. É importante haver conversa entre pais e filhos porque esse tipo de crime acontece toda semana em Teresina e ocorrem em ambientes fechados”, aconselha o delegado Jetan Pinheiro.

O delegado não quis informar o nome da escola, segundo ele, para não identificar as vítimas que já estão sofrendo muito com o que aconteceu. 

Até o momento a escola não se posicionou sobre o assunto.

Atualizada às 9h

O dono de uma creche-escola particular no bairro Ilhotas, em Teresina, foi preso suspeito de estuprar três crianças. As investigações apontam que os casos de  violência sexual teriam ocorrido dentro do próprio colégio. O empresário é conhecido como professor Monteiro e foi preso na manhã desta sexta-feira (26). Ele estava em casa, situada no mesmo bairro onde fica a escola. 

A prisão foi efetuada pela Polícia Civil do Piauí, por meio da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente, que deu cumprimento a mandado de prisão preventiva. 

“São denúncias contundentes contra o dono da escola localizada no bairro Ilhotas e os estupros ocorriam dentro da escola. Os relatos são muito fortes”, informou o delegado Jetan Pinheiro, gerente das Delegacias Especializadas, delegado Jetan Pinheiro, que acompanha a equipe da DPCA .

De acordo com o delegado, o inquérito policial já foi concluído e remetido à Justiça. “Hoje cumprimos os mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão onde recolhemos notebooks, computadores da escola, tablet e celular pessoal dele para serem submetidos à perícia e detectar qualquer coisa que por ventura ele tenha apagado e que possa ser usado como prova e também para saber se há outras vítimas”, afirmou Jetan Pinheiro. 

A denúncia partiu de uma mãe juntamente com o conselho tutelar há cerca de dois meses lá na DPCA. 

“Ele nega as acusações, mas temos depoimentos das mães, das três vítimas que passaram por exames lúdico-terapêuticos, de professores de forma que está muito embasado. A gente concluiu pelo indiciamento e foi representado pela prisão preventiva”, declarou o delegado.  

A creche-escola funciona do berçário até o 5º ano do Ensino Fundamental. As vítimas eram meninas com idades inferior a 12 anos. O empresário foi  levado para a Polinter.

Delegado Jetan Pinheiro participa das investigações

Fonte: cidadeverde.com

HOMEM É PRESO APÓS AMEAÇAR POPULARES COM ARMA BRANCA NO BAIRRO SÃO PEDRO

A Polícia Militar de Codó, na tarde deste sábado (27/01), durante patrulhamento ostensivo pelas ruas do Bairro São Pedro, foi abordada por populares que denunciaram que havia um homem visivelmente alterado armado com uma faca fazendo ameaças a quem se aproximava. Imediatamente a guarnição iniciou as buscas e conseguiu localizar o elemento na Avenida Marechal Castelo Branco. Durante a abordagem o homem identificado por Francisco da Silva, 35 anos, foi revistado e com o mesmo foi encontrado uma arma branca (faca). O homem que supostamente havia ingerido bebida alcoólica foi conduzido e apresentado sem lesões corporais para a 4ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Codó para que as providências cabíveis sejam adotadas.

Material apreendido:
1 arma branca (faca)

Vereador é preso suspeito de estuprar menina de 12 anos

O vereador Apolinário José da Silva do PR foi preso suspeito de estuprar uma menina de 12 anos no município de Francisco Macedo, a 391 km de Teresina. De acordo com o delegado Miguel Carneiro Correia, responsável pela investigação, a menina é parente do vereador e era abusada na casa de seus familiares há mais de um ano.

“Quando ele tinha oportunidade de ficar só com ela, ele a abusava. Em depoimento, ela relata que foi ameaçada a ficar calada por todo esse tempo até denunciar. Colhemos o depoimento da menina, da mãe e juntamos outras provas durante a investigação”, explica o delegado.

A menina foi submetida a exames que comprovaram o rompimento do hímen. Por ter foro privilegiado, o mandado de prisão contra o vereador foi expedido pelo Desembargador Sebastião Ribeiro Martins e cumprido no fim da tarde da última quinta-feira (25).  

O vereador foi conduzido para a delegacia de Padre Marcos, mas será transferido para a delegacia de Jaicós onde prestará depoimento. Segundo o delegado, por medida de segurança do próprio vereador, ele não será transferido de imediato para um presídio e deve permanecer na delegacia a disposição da Justiça.

Fonte:  cidadeverde.com

TV Assembleia completa 7 anos e faz história na Comunicação Pública do Maranhão

Neste sábado (27), comemoram-se os sete anos de instalação da TV Assembleia. A emissora está situada no Complexo de Comunicação, em um prédio de três andares, com uma das mais modernas estruturas de televisão do Nordeste e tecnologia de ponta. Está no ar 24h, de segunda a domingo, e tem uma grade de programação composta de 20 programas com conteúdos referentes à Política, Cidadania, Esporte, Entretenimento, Cultura e Literatura.

O presidente da Assembleia, deputado Othelino Neto (PCdoB), parabenizou a equipe e destacou a relevância do trabalho realizado. “A TV Assembleia, além de dar cobertura aos eventos do Parlamento Estadual, tem participado de diversos outros eventos de interesse da sociedade. Tem prestado um excelente trabalho. Estão de parabéns todos os profissionais que compõem a equipe da TV Assembleia. O que esperamos é que continuemos, a cada ano, melhorando e prestando mais serviços para a população do Maranhão”, afirmou Othelino Neto.

O diretor de Comunicação da Assembleia, Edwin Jinkings, enfatizou que a criação da TV Assembleia foi um divisor de águas na Comunicação Pública do Maranhão e vem cumprindo bem o papel para o qual foi destinada. “É um projeto ousado que vem dando bons resultados porque tem à frente excelentes profissionais”, frisou.

Edwin anunciou que a emissora fará parceria com outras instituições públicas como, por exemplo, o Tribunal de Contas do Estado (TCE), cujas negociações já estão bem adiantadas. “Vamos abrir espaço para que essas instituições possam também prestar contas do seu trabalho para a sociedade maranhense”, ressaltou.

Para a diretora adjunta de Comunicação, Silvia Tereza, o trabalho realizado pela TV Assembleia é de extrema importância. “Levar tudo que acontece numa casa legislativa ao conhecimento da população é uma responsabilidade muito grande que a TV Assembleia cumpre com maestria, porque tem uma equipe integrada, que trabalha com o objetivo de fazer o melhor”, assinalou.

EQUIPE

A diretora de TV, Jacqueline Heluy, relembrou os fatos históricos que vão da instalação em canal fechado até a obtenção do sinal digital. “O que se vê hoje na TV Assembleia é a evolução de uma história. Começamos no canal 17 fechado da TVN e, em 2013, chegamos ao canal aberto com sinal digital 51.2. De lá para cá, os telespectadores puderam acompanhar, com mais qualidade, as atividades da TV Assembleia”, afirmou.

“O trabalho da equipe de experientes profissionais que fazem a TV Assembleia começa cedo, com uma reunião de pauta. Nas ilhas de edição, no master e no setor técnico, o trabalho é acelerado. Buscamos ser uma televisão democrática a serviço do povo do Maranhão”, salientou Natália Macedo, chefe de reportagem.

A repórter Milena Dutra enfatizou o sentimento positivo que tem por ter ajudado a construir a história da emissora. “Tenho um orgulho imenso da TV Assembleia, afinal de contas faço parte dessa história. Vi esse trabalho crescer e cresci junto com toda a equipe. Estamos sempre em busca da comunicação democrática a serviço da população”, disse.

Em sete anos de história, a TV Assembleia produziu um vasto acervo de programas e documentários, resultante de apurações de fatos relevantes, do trabalho do Poder Legislativo e de inúmeras viagens dos seus profissionais em busca das belezas naturais do Maranhão e da rica e multirracial história de sua gente.

Fonte: http://www.al.ma.leg.br