Blog do Leonardo Alves - Compromisso com o Leitor!

Biné Figueiredo e sua esposa Eliane prestigiam o batizado do Boi Caprichoso

Biné Figueiredo, ex prefeito e pré candidato a deputado estadual, acompanhado de sua esposa Eliane Figueiredo, ex primeira dama prestigiaram na noite do último domingo (24), o batismo do boi caprichoso, realizado no Clube da SUCAM, evento que contou com a participação de moradores do bairro São Francisco entre outros convidados. Biné foi o padrinho e Eliane foi a madrinha.

Para Biné, é importante prestigiar eventos como estes e fica muito honrado pelo convite.

“O Biné é nosso amigo e apoiador dessa cultura”, disse uma integrante.

Por Professor Marcos: Elevar os índices do IDEB, compromisso de todos!

ELEVAR OS ÍNDICES DO IDEB, COMPROMISSO DE TODOS! Num período desses de luta dos professores por valorização, observa-se uma tentativa de atribuição aos mesmos pelos baixos índices do IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) em nosso município, apesar de não querermos aqui nos iximir de nossas responsabilidades, não devemos jamais arcar com esse ônus sozinhos, pois a própria Constituição Federal diz em seu artigo 205 que ” A educação direito de todos e dever do Estado e da família, será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade, visando ao pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho”. Portanto a elevação desses índices requer uma discussão, estudo, planejamento e ações mais amplas que envolvem desde a ampliação da conscientização, participação e acompanhamento familiar…, alunos motivados, compromissados e disciplinados…, investimentos na estruturação física das escolas, aquisição, manutenção e disponibilização de equipamentos e material didático e de expediente necessários para prática pedagógica, oferta regular e de qualidade na alimentação escolar…, além é claro de PROFESSORES VALORIZADOS, capacitados, concursados com sua auto-estima elevada, apoio e orientação pedagógica eficaz, formação continuada periódica com a disponibilização do centro de formação aos mesmos, sala dos professores estruturada e equipada com computadores ligado à Internet para o planejamento e pesquisas entre outras ações.

Depois de muita humilhação, prefeito de Caxias senta no colo de Flávio Dino e leva 15 vereadores

O Maranhão inteiro sabe que Fábio Gentil se elegeu prefeito de Caxias tendo que enfrentar duas pesadas máquinas: a da prefeitura da cidade e a do Governo do Estado. Foi o Davi contra Golias. Impôs uma derrota histórica na família Coutinho e ao governador Flávio Dino, que se elegeu deputado federal em 2006 com a maioria dos votos da Princesa do Sertão. Mesmo depois de eleito prefeito, Gentil ainda sofreu muitas humilhações do Executivo Estadual.  

Apesar de tudo, o prefeito jogou-se no colo do governador e ainda levou para os braços de Flávio Dino 15 vereadores para garantir a reeleição daquele que tentou sua morte política. Quanto custou a virada de lado? Com qual cara o prefeito vai encarar seus eleitores corajosos que derrotaram o governador?

Na verdade, Fábio Gentil imagina que saiu no lucro, político, é claro. Mas entrará para a história de Caxias como o maior traidor dos seus eleitores. Quem votou em Gentil votou contra os Coutinho e contra Flávio Dino.

O acordão foi selado ontem, dia 25, no Palácio dos Leões e muitos vereadores (outros traidores) saíram de lá sorrindo com as paredes. Teve até quem comemorasse na Zero Hum, aquele cabaré de luxo de São Luís.

 

Luis Cardoso

ROBERTO ROCHA VISITA MUNICÍPIOS E RECEBE APOIO DE LIDERANÇAS NA SUA PRÉ-CAMPANHA

Em continuidade à sua movimentada agenda de visitas pelos municípios do estado, o senador Roberto Rocha (PSDB), pré-candidato ao governo do Maranhão, esteve na quinta-feira, 21, nas cidades de Icatu, Axíxá, Cachoeira grande e Rosário, e angariou apoios importantes para o seu projeto eleitoral.

A comitiva do senador foi formada pelos pré-candidatos do PSDB, os deputados estaduais, Alexandre Almeida e Wellington do Curso, o deputado federal Waldir Maranhão, o ex-deputado Zé Genésio, o promotor de justiça aposentado, Celso Pinho e o ex-deputado e atual chefe de gabinete de Roberto Rocha, Clodomir Paz.

Em todos os municípios por onde passou, o senador deixou sua marca, anunciou projetos importantes conquistados pelo seu mandato no Senado Federal. Entre eles, a ampliação da Codesvaf- grande conquista para o estado, pois vai poder atuar em todo o Maranhão com obras e ações estruturantes.

A agenda começou na cidade de Icatu, onde ele conversou com pessoas da comunidade, em uma reunião organizada pela jovem liderança da região, Alex Gonçalves. Para o município, Roberto Rocha anunciou projetos importantes, que irão contribuir para o seu crescimento econômico, como a possibilidade de incluir Icatu na Rota das Emoções, um dos principais roteiros turísticos do País. Falou ainda sobre a importância do projeto de sua autoria que dobra o repasse de recursos para a merenda escolar em municípios em situação de extrema pobreza.

Para a habitação, o senador anunciou que já está em andamento no Ministério das Cidades, o projeto que prevê a construção de 100 casas para o Programa Nacional de Habitação Rural.

Para nós, a vinda do Roberto Rocha é muito positiva, porque já conhecemos o trabalho dele como senador. Eu tenho certeza de que vai ser de grande relevância a presença dele aqui, mesmo porque a gente tem que apresentar os nossos pleitos para Icatu, que é melhorar as nossas estradas, a nossa saúde, educação, transporte escolar, além de outras coisas que eu tenho certeza de que podems conseguir com a ajuda dele”, disse Élida Torres, presidente da Associação Quilombola de Santa Maria, em Icatu.

De Icatu, Roberto Rocha e sua comitiva seguiram até a cidade de Axixá, para uma reunião com a prefeita Soninha Campos. A prefeita aproveitou a presença do senador para conversar sobre as demandas do município, entre eles, a construção do balneário na Beira Rio, cujo projeto já está pronto aguardando apenas recursos para início das obras.

Ainda quinta-feira, Roberto Rocha passou também por Cachoeira Grande, onde participou de uma reunião com o prefeito Antônio Ataídes (Tonhão), vereadores, secretários e lideranças locais. Na ocasião, Rocha fez um breve resumo de sua atuação legislativa no Senado. Muitos deles beneficiam diretamente a cidade de Cachoeira Grande, como a construção, por meio do Ministério das Cidades, de 71 casas para associações; o projeto de construção de mais 200 metros de cais na cidade, além de uma ponte que vai ligar as cidades de Morros, Cachoeira Grande e Balágua.

O senador concluiu a agenda de quinta-feira com uma reunião na residência da prefeita Irlahi Moraes, em Rosário. Dentre os muitos projetos anunciados, ele destacou a revitalização do Rio Itapecuru, cujo diagnóstico ambiental já foi concluído pela Codevasf e em breve será apresentado para todo o Maranhão. Por meio de emenda do senador Roberto Rocha, Rosário vai receber também kits de irrigação para ajudar os trabalhos dos pequenos produtores rurais do município; recursos para a manutenção das unidades de Saúde a recuperação de estradas vicinais.

 “Estamos percorrendo o estado para levar a nossa mensagem de esperança, e também para mostrar que o Maranhão pode ter opções. Nosso estado não tem apenas dois partidos. Nós temos a missão de sermos essa opção para o povo que já está cansado dessa dicotomia Sarney versus antisarney. Estamos tentando construir com as pessoas o sonho e a esperança de acreditar novamente no Maranhão, acreditar que essas pessoas que são mais jovens vão ter um futuro melhor do que o nosso”, disse Roberto Rocha.

 

Alexandre defende o turismo como atração para o desenvolvimento na região do Munin

A região do Munim foi a escolhida pelo deputado Alexandre Almeida (PSDB), pré-candidato ao Senado, para mais uma etapa da intensa agenda que vem cumprindo por todo o Maranhão. Acompanhado do senador Roberto Rocha (PSDB), Almeida visitou os municípios de Icatu, Axixá, Rosário, Presidente Juscelino, Morros e Humberto de Campos.
 
Segundo Alexandre Almeida, a região do Munim, pelos seus atrativos naturais, tem um grande potencial turístico que precisa ser estimulado. “O turismo é um segmento que pode desenvolver economicamente todos os municípios que compõem  essa região. Precisamos de políticas públicas que fomentem essa atividade”, pontuou o deputado.

A agenda iniciou pelo município de Icatu, com reuniões com lideranças locais. Em seguida, a comitiva esteve em Axixá. Nesse município, Alexandre Almeida e Roberto Rocha reuniram-se com a prefeita Sônia Campos (PDT), com o presidente da Câmara de Vereadores, Sandro Maciel, e com o secretário do Sindicato dos Trabalhadorea Rurais, Augusto Andrade.

Em Rosário, a comitiva participou de uma reunião com a prefeita Irlahi Moraes (PMDB), secretários municipais e lideranças. Em seguida, Alexandre Almeida esteve em Presidente Juscelino, onde foi recebido pelo prefeito  Magno Teixeira (PP), secretários e vereadores. Ainda no município, o parlamentar participou de uma reunião com lideranças organizada pelo empresário Ricardo Lago.

Concluindo a agenda, Almeida esteve no município de Morros, onde foi recebido por Milton José, o Paraíba, uma forte liderança local. E ainda em Humberto de Campos, oportunidade em que reuniu-se com o prefeito Zé Ribamar (PSB). “Fechamos mais um ciclo intenso de reuniões. Estou muito entusiasmado com a recepção que tive em todos os municípios que visitei. Conversamos com grandes lideranças, com a população, apresentamos propostas, resultados, enfim, tivemos dias intensos e produtivos. Acredito que o povo maranhense será o grande beneficiado”, destacou Alexandre Almeida.

Assessoria de Comunicação 

Alexandre Almeida visita municípios da região do Munim

A região do Munim foi a escolhida pelo deputado Alexandre Almeida (PSDB), pré-candidato ao Senado, para mais uma etapa da intensa agenda que vem cumprindo por todo o Maranhão. Acompanhado do senador Roberto Rocha (PSDB), Almeida visitou os municípios de Icatu, Axixá, Rosário, Presidente Juscelino, Morros e Humberto de Campos.

Segundo Alexandre Almeida, a região do Munim, pelos seus atrativos naturais, tem um grande potencial turístico que precisa ser estimulado. “O turismo é um segmento que pode desenvolver economicamente todos os municípios que compõem essa região. Precisamos de políticas públicas que fomentem essa atividade”, pontuou o deputado.

A agenda iniciou pelo município de Icatu, com reuniões com lideranças locais. Em seguida, a comitiva esteve em Axixá. Nesse município, Alexandre Almeida e Roberto Rocha reuniram-se com a prefeita Sônia Campos (PDT), com o presidente da Câmara de Vereadores, Sandro Maciel, e com o secretário do Sindicato dos Trabalhadorea Rurais, Augusto Andrade.

Em Rosário, a comitiva participou de uma reunião com a prefeita Irlahi Moraes (PMDB), secretários municipais e lideranças. Em seguida, Alexandre Almeida esteve em Presidente Juscelino, onde foi recebido pelo prefeito Magno Teixeira (PP), secretários e vereadores. Ainda no município, o parlamentar participou de uma reunião com lideranças organizada pelo empresário Ricardo Lago.

Concluindo a agenda, Almeida esteve no município de Morros, onde foi recebido por Milton José, o Paraíba, uma forte liderança local. E ainda em Humberto de Campos, oportunidade em que reuniu-se com o prefeito Zé Ribamar (PSB). “Fechamos mais um ciclo intenso de reuniões. Estou muito entusiasmado com a recepção que tive em todos os municípios que visitei. Conversamos com grandes lideranças, com a população, apresentamos propostas, resultados, enfim, tivemos dias intensos e produtivos. Acredito que o povo maranhense será o grande beneficiado”, destacou Alexandre Almeida.

Att.

Assessoria de Comunicação do Dep. Alexandre Almeida

 

Marina propõe plebiscito sobre aborto e maconha; Bolsonaro rebate: “ela se esquiva”

Marina Silva, 60 anos, tenta pela terceira vez consecutiva se eleger presidente do Brasil. Ela já tentou pelo PV em 2010, PSB em 2014 e agora foi lançada pela Rede Sustentabilidade, da qual é fundadora. Apesar de figurar em segundo lugar nas pesquisas recentes, sua falta de posicionamento gera o mesmo tipo de crítica dos pleitos anteriores.
Nas entrevistas, Marina tem dado repostas vagas a questões que deveriam ser abordadas de frente por uma candidata que se define como evangélica. Recentemente, ela vem atacando seu principal oponente, o deputado Jair Bolsonaro (PSL). Às Páginas Amarelas da revista Veja desta semana, afirmou que ele é um “radical” e tenta minimizar o apoio que o capitão vem recebendo, sobretudo nas rede sociais.
“Em que medida a crise política do Brasil tem relação com o apoio de parte do eleitorado a um candidato com o perfil radical de Bolsonaro?… Um primeiro momento da indignação sai muitas vezes como um berro de protesto. Mas ninguém fica berrando o tempo todo. Chega uma hora em que a consciência sussurra mais alto, e as pessoas começam a perceber que as saídas mágicas não têm base na realidade”, afirmou.
Ao ser questionada sobre a descriminalização do aborto e da maconha, Marina voltou a falar em plebiscitos. “O aborto envolve questões de natureza ética, de saúde pública e religiosa. Defendo para esse tema, assim como para a descriminalização da maconha, que se faça um plebiscito. Esse é o caminho de ampliar o debate. Não se resolve o problema das drogas e do aborto rotulando alguém de conservador ou fundamentalista. Nós não queremos que mulher alguma tenha uma gravidez indesejada. Qual é a melhor forma para chegar a isso? Debatendo”, insistiu.
Fiel ao seu estilo, Bolsonaro usou sua conta no Twitter para rebatê-la. O deputado lembrou que sempre se posicionou contra a liberação das drogas e do aborto e disse que “um chefe de Estado deve mostrar a todos a sua verdadeira face”.
Na mesma postagem, avaliou que “Marina, ao sugerir plebiscito, sem dizer sua posição para temas tão relevantes, se esquiva e lava suas mãos no politicamente correto”. O revide do candidato do PSL recebeu atenção de vários órgãos de imprensa.
Já os comentários nas redes sociais mostram que o eleitor brasileiro está mais interessado em propostas claras que em discursos evasivos, como os que a candidata da Rede continua fazendo.
Gospel Prime

Nesta sexta-feira (29), é dia de consulta de vista na Ótica São Francisco, Marque agora mesmo sua consulta

Venha para Ótica São Francisco e garanta o melhor cuidado com seus olhos. Deixe a saúde dos seus olhos na mão de quem entende o assunto. Então não perca tempo e marque agora mesmo sua consulta.

Nesta sexta-feira (29), é dia de consulta com oftalmologista de Caxias com 50% de desconto na sua consulta, na compra do óculos completo. Teremos bolo e mingau de milho.

Agende sua consulta e garanta seu desconto! Mais informações através do WhatsApp (99)9-81941267

A Ótica São Francisco está localizada na rua 28 de julho 312- centro-próxima ao Banco do nordeste.

Ótica São Francisco, sua visão cada vez melhor.

Roberto Rocha acredita em crescimento ao lado de Alckmin

O senador Roberto Rocha, pré-candidato a governador do Maranhão pelo PSDB, acredita que seu projeto tende a crescer junto com a candidatura do presidenciável tucano Geraldo Alckmin e que a eleição maranhense será inevitavelmente decidida em dois turnos.
Em entrevista exclusiva a O Estado, ele acrescentou que, por conta da certeza de que o pleito estadual não se resolve no dia 7 de outubro, avalia que o melhor para os pré-candidatos de oposição ao governador Flávio Dino (PCdoB) é marchar unidos num segundo turno, quem quer que passe.
“É natural que haja uma convergência entre as candidaturas estaduais e a nacional. Isso é da própria lógica política. Tanto mais que partilharemos o mesmo número. Por enquanto o cenário político nacional está turvado por um ambiente de muita animosidade, fruto da criminalização da atividade política. Eu creio que o curso da campanha ajudará a dar mais racionalidade à escolha do eleitor, que hoje está movido por uma justa indignação. Mas essa indignação levará a uma reflexão sobre os projetos e os nomes postos e ficará claro que nenhum candidato reúne os atributos de integridade e experiência de Geraldo Alckmin”, disse Rocha, sobre sua campanha vinculada à do ex-governador de São Paulo.
Sobre a unidade dos nomes da oposição, ele ressalta que essa nem sequer precisa ser uma estratégia, porque se trata de uma verdadeira aspiração do eleitorado.
“Essa unidade nem precisará do aval dos políticos. Ela acontecerá por vontade do eleitorado”, completou.
Senado – O senador também comentou a recente polêmica envolvendo o lançamento da pré-candidatura do deputado federal Waldir Maranhão ao Senado – o que ocorreu na semana passada, em Carutapera, durante discurso do próprio Rocha.
Até aquela data, o PSDB tinha apenas dois pré-candidatos a senador: o deputado federal José Reinaldo Tavares e o deputado estadual Alexandre Almeida. Com três nomes, o natural seria uma disputa entre eles em convenção.
Apesar disso, Roberto Rocha crê em uma decisão consensual antes da definição oficial da chapa majoritária tucana.
“Esse é o caminho protocolar. Mas acredito no diálogo e no entendimento, para chegarmos a uma solução de consenso”, completou.
Abaixo, a íntegra da entrevista.
O Estado – Senador, sua pré-candidatura está muito vinculada à imagem da pré-candidatura do ex-governador Geraldo Alckmin. O senhor acredita que o recente desempenho do seu colega de partido – que melhorou segundo as mais novas pesquisas – pode também funcionar como uma alavanca ao seu nome no Maranhão?
Roberto Rocha – É natural que haja uma convergência entre as candidaturas estaduais e a nacional. Isso é da própria lógica política. Tanto mais que partilharemos o mesmo número.
Por enquanto o cenário político nacional está turvado por um ambiente de muita animosidade, fruto da criminalização da atividade política. Eu creio que o curso da campanha ajudará a dar mais racionalidade à escolha do eleitor, que hoje está movido por uma justa indignação. Mas essa indignação levará a uma reflexão sobre os projetos e os nomes postos e ficará claro que nenhum candidato reúne os atributos de integridade e experiência de Geraldo Alckmin. Será o caminho natural para conduzir o país no rumo da reconciliação e respeito entre as diferentes correntes de opinião.
Não tenho dúvida também que o eleitor compreenderá que, aqui no Maranhão, o projeto do PSDB estará alinhado a essa perspectiva de solução pelo trabalho e o respeito à coisa pública. Sem demagogia, sem bravatas. Pé quente, cabeça fria, como diz a música.
O Estado – O senhor se considera um representante da terceira via?
Roberto Rocha – Ninguém pode se auto proclamar a terceira via. Cabe ao julgamento da população determinar quem reúne os atributos de contraste para se constituir numa via alternativa. Eu tenho clareza que levarei para o debate eleitoral uma outra visão para o Maranhão, que em nada se compara com essa triste e fatalista escolha que querem impor ao nosso Estado, entre o passado que não quer passar e o presente que não tem futuro.
O Estado – Recentemente surgiram informações de que o senhor teria convidado a ex-prefeita Maura Jorge para uma composição. Estrategicamente, o senhor acredita que é melhor diminuir a quantidade de candidaturas no campo de oposição ao governador Flávio Dino? Esse movimento não enfraqueceria esse campo?
Roberto Rocha – Sempre tive um diálogo fraterno com a Maura Jorge e nesse diálogo já discutimos cenários eleitorais, o que é da natureza da política. Não vejo essa questão como um cálculo matemático. Na política, podem haver convergências, mas é importante que se preservem os campos políticos. Toda candidatura é legítima, desde que represente um projeto com identidade própria.
O Estado – Qual a relação atual com o deputado federal José Reinaldo? Ao anunciar a pré-candidatura do deputado Waldir Maranhão ao Senado, José Reinaldo é considerado carta fora do baralho tucano?
Roberto Rocha – Sobre a minha relação com Zé Reinaldo, da minha parte ele terá sempre o respeito que merece, por sua biografia e importância na história do nosso Estado.
Sobre a pré-candidatura do deputado Waldir, é bom que se entenda que é uma legítima postulação dele, não do partido. Assim também as pré-candidaturas dos deputados Alexandre Almeida e Zé Reinaldo. É um direito deles. Eu não anunciei a pré-candidatura de Waldir Maranhão. Apenas fiz menção em um contexto da presença dele em um evento. Aliás, outras pré-candidaturas ainda podem se manifestar, dentro do partido, inclusive para governador. Esse é um direito assegurado no estatuto partidário.
O Estado – No caso da manutenção das três pré-candidaturas ao Senado, a definição dos dois escolhidos se dará mesmo em convenção, com os três submetidos ao voto dos correligionários?
Roberto Rocha – Esse é o caminho protocolar. Mas acredito no diálogo e no entendimento, para chegarmos a uma solução de consenso.
O Estado – O senhor acredita em eleição em dois turnos no Maranhão?
Roberto Rocha – Não tenho dúvida alguma de que a eleição será decidida em segundo turno. Só quem acha que as pesquisas são prognósticos, e não diagnósticos, é que pode se iludir imaginando que o Maranhão tenha capitulado ao marketing da propaganda oficial.
O Estado – Havendo segundo turno na eleição no Maranhão, o senhor acredita em unidade da oposição, seja em torno do nome da ex-governadora Roseana Sarney, seja em torno do nome de outro candidato que passar?
Roberto Rocha – Essa unidade nem precisará do aval dos políticos. Ela acontecerá por vontade do eleitorado.
Fonte: Gilberto Leda
error: Content is protected !!