Blog do Leonardo Alves - Compromisso com o Leitor!

Um milhão de evangélicos argentinos nas ruas contra o aborto

Durante final de semana, centenas milhares de evangélicos protestaram contra o aborto na Argentina. O senado do país votará dia 8 a lei que legaliza a prática, podendo mudar a decisão da Câmara dos Deputados que a aprovou em junho.

O ato organizado diante do Obelisco da avenida 9 de Julio, um tradicional ponto de protesto no país, foi o maior dos últimos anos. Durante da marcha, que teve como lema “Salvemos as duas vidas”, os participantes usaram lenços azuis, que caracteriza o movimento pró-vida no país.

Além da marcha, pastores evangélicos organizaram vigílias e promoveram campanhas de orações para que a lei não passe. O presidente Maurício Macri disse que não pretende vetá-la, caso passe no Senado.

Os organizadores acreditam que havia 650 mil em Buenos Aires. Entre os muitos discursos, os líderes do movimento lembraram aos evangélicos que, nos períodos eleitorais, muitos candidatos visitam seus templos para obter votos. Os pastores avisaram que farão um alerta nacional para que os fiéis não votem naqueles que se mostrarem a favor da legalização do aborto.

No domingo, outras cidades argentinas também tiveram manifestações do tipo. Em Tucuman foram cerca de 150 mil e, em Córdoba, a movimentação atraiu um número similar. Não existe uma contagem oficial, mas estima-se que elas mobilizaram mais de um milhão em todo o país. Jornais argentinos dão conta que havia muitos católicos e pessoas sem religião participando também.

Parlamento e Fé

Luciano Bongarrá, presidente do Parlamento e Fé. (Foto: Claudia Werhli da Silva)
Luciano Bongarrá, presidente do Parlamento e Fé. (Foto: Claudia Werhli da Silva)

Em entrevista ao Gospel Prime, o pastor Luciano Bongarrá, líder do ministério “Parlamento e Fé” diz que, quando a Câmara debatia a legalização do aborto, a Igreja no início não estava atenta à gravidade da situação. Porém, passou a se manifestar fortemente após ela ser aprovada.

“Hoje, em cada província há um grande ativismo das igrejas. Os pastores estão mobilizando suas igrejas e cremos que isso vai ser revertido no Senado”, explica.

Bongarrá destaca que há uma influência estrangeira, pois houve um forte lobby pela legalização, a exemplo do que ocorreu na Irlanda, que também é um país majoritariamente católico. “Organizações multinacionais como a OEA e a ONU têm sua agenda mundial e ela chegou até nós”, denuncia.

Além disso, o pastor entende que “o populismo dos partidos de esquerda insistia fortemente na questão do ‘Estado laico’, mas nunca foi só uma questão religiosa, há fortes argumentos à luz da biologia e da legislação atual do país que protegem a vida”.

O Parlamento e Fé é um ministério paraeclesiástico que atua junto a autoridades, focado na evangelização de políticos e na conscientização que a igreja possui valores inegociáveis. O pastor Bongarrá acredita que “se tivéssemos mais políticos cristãos, a tentativa de legalização não chegaria tão longe”.

Nas últimas semanas, vários senadores foram procurados para ouvirem a posição da igreja. “Nosso ministério está lutando junto às igrejas e junto aos políticos pró-vida para que, apesar da decisão da Câmara, a lei não seja posta em prática. Desafiamos a igreja evangélica a ser protagonista nesta luta e começar um despertamento sobre a gravidade dessa agenda política anticristã”, ressalta.

 

Gospel Prime

Condenado e inelegível, Stênio Rezende lança a mulher candidata a deputada

O deputado estadual Stênio Rezende (DEM) decidiu lançar a esposa, Andrea Martins Rezende (DEM), como candidata no seu lugar nas eleições deste ano depois de sofrer mais uma derrota na Justiça.

O ato ocorreu no último sábado (4), dois dias depois de a Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidir, por maioria, não conceder um habeas corpus em que o parlamentar pedia que fosse reconhecida a nulidade de um inquérito que culminou com sua condenação a oito anos e seis meses de prisão pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1).

Como a decisão foi colegiada, Stênio está inelegível, por isso lançou a mulher.

HC

No habeas corpus negado pelo STJ, a defesa do deputado – representada pelo notório Willer Tomaz  – sustentava a necessidade de anulação do inquérito da Polícia Federal que culminou com sua condenação.

Segundo o advogado do democrata, a PF teria extrapolado sua competência investigativa ao diligenciar para apurar responsabilidade de deputado estadual em supostos crimes contra a administração pública. “O MPF e o próprio Poder Judiciário foram coniventes com as investigações veladas contra o ora paciente”, destacou a defesa.

Por maioria, os ministros da Quinta Turma do STJ sequer conheceram o HC, acompanhando voto do relator, ministro Joel Ilan Paciornik .

Entenda o caso

Stênio Rezende foi acusado pelo Ministério Público Federal (MPF) de inserir dados falsos na declaração de Imposto de Renda de duas servidoras comissionadas da Assembleia Legislativa do Maranhão (Maria Raimunda Melo França e Ana Carolina Urucu Rego Fernandes), então lotadas em seu gabinete, sem o conhecimento ou anuência delas.

Ele também foi acusado de tomar para si e desviar, dolosamente, salários de outros funcionários lotados em seu gabinete.

Outros dois comissionados (Wander Luiz e Silva Carvalho e Socorro de Maria Martins Macedo), então nomeados pelo democrata para auxiliá-lo no suposto esquema criminoso, também foram enquadrados nos mesmos tipos de crimes.

No ano passado, em entrevista ao Blog do Gilberto Léda, Resende disse ter “fé em Deus” que conseguiria reverter a condenação à prisão.

Na fase atual, a Justiça aguarda apenas a republicação da decisão do TRF-1 – que foi embargada pela defesa – para que o deputado comece a cumprir a pena. Nesse caso, há ainda um debate no Legislativo sobre se há necessidade de os parlamentares autorizarem a prisão.

Stênio Rezende

 

Fonte: Gilberto Leda

Prefeitura de Codó entrega Escola Carmem Palácio Lago totalmente reformada e ampliada

Com cento e sessenta e cinco alunos, a Escola Municipal Carmem Palácio Lago, no bairro Santo Antônio, se tornou um dos melhores pólos educacionais para o ciclo de alfabetização de Codó, nas séries do primeiro ao terceiro ano. A unidade foi totalmente reformada e ampliada pelo governo Mais Avanço, Mais Conquistas. Na manhã de terça-feira (7), o prefeito Francisco Nagib e a primeira-dama, Agnes Oliveira entregaram a nova escola para a comunidade. Na cerimônia de reinauguração também estavam presentes o vice-prefeito de Codó, Ricardo Torres, secretários de governo, representantes do Legislativo, além do corpo docente e discente da escola.

“É mais um sonho realizado, um presente para a população do bairro Santo Antônio, com a entrega de mais um espaço muito bonito e funcional para a comunidade escolar. Um lugar confortável para os professores e funcionários e onde as crianças gostem de frequentar. Que este espaço seja de aprendizagem, de comunhão e muito crescimento”, observou o secretário municipal de educação, Paulo Buzar.

Construída na década de cinquenta, a Escola Municipal Carmem Palácio Lago já passara por várias reformas, mas nenhuma delas tão completa, bonita, confortável e agradável para a alunos e professores. “Estamos nos aproximando do dia dos pais. E poder dar uma escola climatizada, nova em folha, moderna, com toda a estrutura de segurança e de conforto, de presente aos pais é realmente muito gratificante. Parabéns a todos”, disse o vice-prefeito Ricardo Torres.
A unidade escolar foi praticamente reconstruída. Os investimentos foram aplicados em reforma de banheiros, refeitório, cozinha, sala de gestão e secretaria. Todas as salas de aula foram climatizadas e receberam nova mobília. “É realmente um exemplo de investimento bem feito, um trabalho coeso da gestão do prefeito Nagib e da SEMECTI. É com muita alegria que compartilhamos com a comunidade o recebimento de uma escola digna para professores, gestores, todos os profissionais da educação e para nossas crianças. É uma demonstração de vontade, planejamento e trabalho. A prova de como é importante uma gestão sensível e de ampliada visão”, comentou o vereador Pastor Max.

“Para mim e para toda a equipe é um momento se satisfação e alegria, poder estar aqui com nossas crianças, vendo essa alegria em seus olhos, de receber do prefeito Nagib uma escola novinha, reformada, ampliada, climatizada, equipada e decorada com muito amor e carinho. Com toda essa estrutura renovada, só podemos fazer uma grande festa e agradecer de coração ao prefeito Nagib ao secretário Paulo Buzar e todas as equipes envolvidas”, declarou Lucilene Silva dos Santos, Gestora da escola.

Para o prefeito Francisco Nagib, com as instalações e ambientes da escola revitalizados, as crianças poderão aprender com mais conforto e dignidade, desfrutando de um excelente padrão de qualidade e sonhando com um futuro bem promissor. “Quero agradecer a Deus e a população de Codó por ter me dado a oportunidade de cuidar dessa cidade e das pessoas. Praticamente reconstruímos esta escola e é mais um obra entregue para a educação. No entanto, estamos sempre investindo em outras frentes para melhorar nosso IDEB, como a formação continuada de professores, pagamento em dia, compra de materiais didáticos, uniformes e equipamentos, erradicação das escolas de taipa, transporte escolar. Servir nossas crianças, cuidar de nossa educação e garantir o futuro de Codó”, concluiu o prefeito.

Ascom – PMC