Breve em Codó você poderá estudar em uma das melhores escolas técnicas do Maranhão

Breve em Codó, você poderá estudar em uma das melhores escolas de Ensino Técnico do Maranhão, o renomado instituto IPEDE, o único do estado com 03 selos de qualidade e seu diploma tem respaldo em 25 países.

Você que é jovem e precisa de uma oportunidade de emprego, agora será sua chance de se qualificar e ter o tão sonhada independência financeira.

Nosso site: www.institutoipede.com.br
WhatsApp (99)982143013
Instagram @instituto_ipede

Sistec-MEC n 44290 resolução 141/2015 CEE-MA. Aguardem!!!!!!

Wellyngthon Sampaio registra boletim de ocorrência contra Leonel Filho

Jornalista registra B.O e fala pela primeira vez após ser agredido pelo Presidente da Câmara Leonel Filho

O Jornalista Wellyngthon Sampaio, em entrevista ao programa Viraliza, se pronunciou pela primeira vez após ser agredido pelo Presidente da Câmara de Vereadores, Leonel Filho. Ele registrou um Boletim de Ocorrência após os ataques sofridos.

Ascom

Reitor Natalino Salgado participa das comemorações dos 191 anos da Academia Nacional de Medicina

RIO DE JANEIRO – O reitor Natalino Salgado participou, nessa terça-feira, 30, da Sessão Solene Virtual Comemorativa do 191º Aniversário de Fundação da Academia Nacional de Medicina, que contou com a presença de aproximadamente 200 participantes, sob a coordenação do Presidente Rubens Belfort Jr.

Fundada em 30 de junho de 1829, sob o reinado do imperador D. Pedro I, a Academia teve o primeiro nome de Sociedade de Medicina do Rio de Janeiro. Tempos depois, a Sociedade tornou-se Academia Nacional de Medicina, mantendo sempre o mesmo objetivo: contribuir para o estudo, a discussão e o desenvolvimento das práticas da medicina, cirurgia, saúde pública e das ciências afins, além de servir como órgão de consulta do Governo brasileiro sobre questões de saúde e de educação médica.

Atualmente, a ANM possui 104 acadêmicos, entre eles, o reitor Natalino Salgado, médico nefrologista, ocupante da cadeira nº 19, cujo patrono é o médico Manoel Vitorino Pereira. “Na nossa Academia, predomina o espírito da união e da fraternidade. Pertencer a essa casa é motivo de júbilo e orgulho. Longevidade e relevância: eis os meus votos para a Academia Nacional de Medicina”, exaltou Natalino.

Orador da solenidade, o acadêmico Manassés Claudino Fonteles destacou que a Academia buscou, durante esses quase 200 anos, a cooperação de todos os seus integrantes para desenvolver as Ciências Médicas. “Nossa Academia tem um histórico que se associa a quase todo o Conhecimento Acadêmico Nacional das Ciências Médicas, que começaram a consolidar-se nas Faculdades de Medicina na Bahia e, subsequentemente, no Rio de Janeiro. Seguindo essa mesma vocação, o Hospital da Santa Casa do Rio de Janeiro veio a tornar-se, durante o Século XIX, um ponto de convergência para se amalgamar à juventude das nossas Ciências Médicas”, lembrou.

Durante a programação, nomes como o do cirurgião Marcos Fernando de Oliveira Moraes, o de Hildoberto Carneiro de Oliveira, Abram Josek Eksterman, Domingo Marcolino Braile e Jean Civatte, falecidos este ano, foram alvos de homenagem póstuma. Emocionado, o presidente da ANM, Rubens Belfort Júnior, destacou os relevantes servicos prestados pelos acadêmicos: “Profissionais que contribuíram de forma significativa para o fortalecimento da medicina no país”. Também foram outorgados os Títulos Honorários Nacionais aos médicos Luís Felippe Judice, Luís Augusto de Freitas Pinheiro, Bodo Wanke e Angelita Habr-Gama.

Ao completar 191 anos, uma história viva, a Academia Nacional de Medicina reafirma seu compromisso com a vida humana, construindo hoje o presente do amanhã, levando consigo o lema “Ler o passado e escrever o futuro”.

Ascom

De inverno a verão, moradores sofrem com buraqueira, lama e muito lixo no Codó Novo

Amigos leitores, a falta de comprometimento do poder público com os moradores do Codó Novo é grande.

Prestes a completar quatro anos de mandato, a gestão de Nagib coleciona denúncias de descaso, abandono e má gestão na avaliação dos codoenses.

A pedido dos moradores, o repórter Gildo Brito percorreu algumas ruas e mostrou a triste realidade da infraestrutura das ruas daquele bairro. Confira o vídeo abaixo:

SOLIDARIEDADE: Jovem sem mãe, sem pai e sem teto pede ajuda para seguir sua vida

Com a ausência de seu pai e de sua mãe,  Eduardo de 16 anos, está passando por muitas dificuldades e precisa da sua ajuda.

Ele é um jovem otimista e sonha em ser médico. Atualmente dorme em uma vacaria no Residencial Santa Rita.

Eduardo cursa o 9° ano do Ensino Fundamental e não tem envolvimento com drogas.

Quem tiver interesse em ajudar, pode se dirigir no seguinte endereço: Rua Pará Quadra B 7 casa 21 no Residencial Santa Rita I.

Jesus Nilson conta a história de Eduardo no video abaixo: