" /> Notícias
Blog do Leonardo Alves - Compromisso com o Leitor

Dois homens são presos acusados de estuprar e matar doente mental

A Polícia Civil do Maranhão (PC-MA) prendeu na quarta-feira (15) duas pessoas suspeitas de participar da morte de Fernanda Corrêa Pereira, de 25 anos, que foi estuprada e morta a pauladas no povoado Marajá, no município de Vitória do Mearim, localizado a 178 km de São Luís. As informações são do G1.

Após a prisão, os dois suspeitos de 18 e 19 anos, confessaram o crime à polícia. Em depoimento, eles contaram que estavam saindo de um ambiente da festa quando viram Fernanda Corrêa e tentaram tirar proveito dela. Eles afirmam que cometeram o crime por estarem sob efeito de bebida alcoólica. A vítima sofria de problemas mentais.

Os suspeitos foram localizados no povoado Marajá, o mesmo onde o corpo da vítima foi encontrado, após uma ligação anônima. Eles foram presos temporariamente e vão responder pelos crimes de vulnerável e homicídio seguido de roubo.

Segundo a polícia, após saberem da prisão dos suspeitos, um tumulto chegou a ser registrado em frente a Delegacia de Vitória do Mearim, onde ambos estavam prestando em depoimento. Por conta disso, eles foram encaminhados para a Delegacia Regional de Viana. Mesmo com a confissão, a polícia não descarta a participação de outras pessoas no crime.

Entenda o caso

Fernanda Corrêa Pereira foi encontrada morta com requintes de crueldade na manhã do último domingo (12) no povoado Marajá, no município de Vitória do Mearim, localizado a 178 km de São Luís. De acordo com a Polícia Civil, a vítima foi estuprada e em seguida, foi morta a pauladas.

O rosto da vítima ficou completamente desfigurado. A vítima que sofria de problemas mentais, morava com os pais e os três filhos com idades de 9, 7 e 4 anos no povoado Marajá, em Vitória do Mearim. A vítima desapareceu após sair para uma festa no povoado Santa Rosa, próximo ao local onde morava.

O corpo dela foi encontrado por um casal que ficou assustado com a situação em que o corpo dela estava. Em seguida, ele foi recolhido e levado para ser periciado pelo Instituto Médico Legal (IML) em São Luís.

Ministro da Educação admite que houve erros na correção da prova do Enem

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirmou na manhã de sábado (18) que foram encontradas “inconsistências na contabilização e correção da segunda prova do Enem do ano passado”, referindo-se ao Exame Nacional do Ensino Médio, de 2019. Informações do G1.

Segundo Weintraub, o erro atingiu 0,1% dos candidatos que prestaram o exame.

“Nós encontramos inconsistências na contabilização e correção da segunda prova do Enem do ano passado. Um grupo muito pequeno de pessoas teve o gabarito trocado quando foram fechados os envelopes. Uma inconsistência fácil de ser consertada. Estamos falando de alguma coisa como 0,1% das pessoas que fizeram, dos milhões [que prestaram a prova]” – Abraham Weintraub, ministro da Educação. Segundo Weintraub, o erro está sendo corrigido.

“Apesar de estatisticamente [os participantes afetados] não serem significativos, individualmente não pode haver injustiça como essa. A gente está corrigindo e até segunda-feira será resolvido”, afirmou.

Alexandre Lopes, presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), que é responsável pela prova, afirmou que o órgão segue fazendo buscas por outros erros.

Ele também afirmou que o Inep criou um email para que os candidatos que se sentirem prejudicados enviem suas dúvidas. O endereço é enem2019@inep.gov.br.

Assim que as notas individuais do Enem 2019 foram divulgadas na manhã desta sexta-feira (17), relatos de avaliações diferentes entre candidatos que tiveram o mesmo número de acertos ou notas próximas a zero com número alto de acertos começaram a aparecer nas redes sociais.

O Inep chegou a enviar uma nota à TV Globo informando como as notas são calculadas de acordo com a Teoria de Resposta ao Item (TRI). De acordo com o Inep, a avalia se o estudante acertou as questões fáceis e difíceis ou só as difíceis, por exemplo.

Prefeito Nagib e equipe técnica da Alliance Química Maranhão visitam obras em Codó

Na segunda-feira (13) o prefeito de Codó, Francisco Nagib, acompanhado da equipe técnica da empresa Alliance Química Maranhão, realizou vistoria nas obras da planta industrial em Codó. Mais de duzentos trabalhadores e máquinas já começam a dar forma para a nova fábrica, que irá produzir três produtos básicos, utilizado por diversas outras empresas. Na ocasião, o prefeito destacou a importância da vinda da nova indústria para Codó.

As obras estão a todo vapor, como podemos observar aqui. É um grande empreendimento industrial, que além de gerar muitos empregos diretos e indiretos em Codó, também irá atrair uma série de outras indústrias, empresas e investidores para o nosso município. Novas empresas estão chegando, de diversas éreas, além de instituições de ensino superior. Tudo isso vai gerar um crescimento sem precedentes na história de nossa cidade”, explicou o prefeito.

A Alliance Maranhão

A Alliance Química é uma joint venture entre a Chlorum Solutions e a AVS Technology. A empresa possui uma fábrica em Fortaleza, no Ceará, operando desde 2014. O grupo também possui outra fábrica em Canelones, no Uruguai, operando desde 2017. A unidade de Codó será inaugurada no primeiro semestre de 2020. Seu diferencial é a produção de cloro álcalis em pequenas fábricas, próximo a seus clientes, utilizando uma tecnologia e processos ambientalmente limpos e corretos.

O investimento, da ordem R$ 40 milhões, terá financiamento parcial do Banco do Nordeste do Brasil (BNB), e atrair novas indústrias para a região, já que o cloro é uma matéria-prima fundamental para diversas indústrias químicas, produtos de limpeza, tratamento de água, siderúrgicas e até mineradoras.

Ascom – PMC

UFMA e SECMA dialogam para fomentar projetos culturais

SÃO LUÍS – “A Universidade Federal do Maranhão dialoga com todas as instituições que visam atender à sociedade e implementar políticas públicas para o bem comum. Estender os braços da UFMA para a cultura é uma das missões mais nobres que tomamos para nossa gestão”, declarou o reitor Natalino Salgado em reunião com o Secretário de Estado da Cultura do Maranhão (SECMA), Anderson Lindoso. O encontro, realizado nesta sexta-feira, 17, teve por finalidade fomentar a parceria entre a UFMA e o Governo Estadual, visando à projeção da cultura regional para além do cenário local.

“A UFMA é uma instituição muito importante para a educação do estado, e educação também é cultura. Por isso a parceria com a Secretaria de Cultura pode trazer maiores benefícios para a sociedade, valorizando nossos artistas e englobando todas as manifestações populares da nossa terra. A Universidade está cumprindo seu papel social, mostrando para o Brasil o que o Maranhão produz”, destacou Anderson Lindoso.

Na reunião foi abordada a parceria entre a UFMA e a SECMA para a realização de vários eventos culturais produzidos pela Universidade, entre eles o Palacete Interativo; a Virada Cultural; Prêmio UFMA de Cultura (Pintura, Escultura, Música, Teatro, Dança, Audiovisual e Fotografia); Uni Reggae, Programa de Ação Cultural do Bacanga; entre outros. Também foi discutido o aumento da captação de recursos para o Festival Guarnicê de Cinema.

“Como instituição de ensino, é essencial buscar parcerias, porque a Universidade não é um ente isolado. Por isso esse diálogo interinstitucional é fundamental para a cultura, a extensão, a pesquisa e a inovação. Neste momento atual de crise econômica e fiscal, quanto mais parceria nós temos, menos dependentes de uma única fonte de recursos ficamos”, explicou a diretora do Departamento de Assuntos Culturais da UFMA (DAC), Li Chang Shuen.

A pró-reitora de Extensão e Cultura da UFMA, Zefinha Bentivi, também falou sobre os benefícios advindos dessa união com a Secretaria de Estado da Cultura. “A gente não entende porque essas parcerias estavam sem funcionar durante tanto tempo, pois a Universidade deve ser um ente aberto, sobretudo, quando se trata de extensão da cultura. Estou muito feliz em integrar uma administração que tenha essa sensibilidade”, pontuou.

UFMA

Aberta consulta pública sobre revalidação do Tambor de Crioula como Patrimônio Cultural do Brasil

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) abriu consulta pública sobre o Tambor de Crioula. Até o dia 15 de fevereiro, qualquer cidadão pode se posicionar sobre a revalidação do título de Patrimônio Cultural do Brasil concedido à manifestação cultural maranhense.

Para a Revalidação do Título de Patrimônio Cultural dos bens registrados, o Iphan elaborou o Parecer de Reavaliação que abordam as transformações pelas quais passaram o Tambor de Crioula. O documento faz uma comparação entre o momento do registro do bem e os anos posteriores, identificando aspectos culturalmente relevantes ou empecilhos à sua continuidade. Além disso, os pareceres trazem recomendações e encaminhamentos para a continuidade do processo de salvaguarda dos bens.

Segundo o Iphan, cidadãos de qualquer idade, organizações e os próprios detentores desses bens podem se manifestar por meio do correio eletrônico dpi@iphan.gov.br ou via correspondência, enviando propostas para o Departamento de Patrimônio Imaterial – Diretor – SEPS Quadra 713/913, Bloco D, 4º andar – Asa Sul -Brasília – Distrito Federal – CEP: 70.390-135”, explica o Iphan.

“Convidamos os interessados a realizar uma leitura do conteúdo desse parecer a partir da pertinência de seu conteúdo: se ele traz as questões que de fato preocupam os detentores, que são os diretamente interessados no processo”, explica o técnico em Ciências Sociais do Iphan, Rodrigo Ramassote. “Ou seja, se esse conteúdo de fato corresponde à realidade do bem hoje, mais de dez anos depois do registro. O parecer traz essa comparação do momento do registro até a revalidação, as transformações, o fortalecimento, a vitalidade do bem.”

De acordo com o Iphan, depois do dia 15 de fevereiro, as manifestações sobre os pareceres de revalidação serão enviadas à Câmara Setorial do Patrimônio Imaterial, para subsidiar a avaliação do bem registrado. A Câmara, por sua vez, manifestará sua decisão sobre a reavaliação do bem e, por fim, o processo será encaminhado ao Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural, que decidirá sobre a Revalidação do Título de Patrimônio Cultural do Brasil do bem. Caso a revalidação seja negada, será mantido apenas o registro do bem como referência cultural do seu tempo.

A cada 10 anos, os bens culturais registrados pelo Iphan devem passar pelo processo de revalidação, com base no Decreto nº 3.551/2000.

Transformações e fortalecimento do Tambor de Crioula

O parecer reúne vários apontamentos. O primeiro deles diz respeito ao canto, considerando a preocupação a respeito do falecimento dos mestres cantadores mais antigos. “Mesmo reconhecendo que novos cantadores vêm surgindo no interior dos grupos, alguns detentores mencionaram a necessidade de incentivar a multiplicação de oficinas com jovens nas comunidades”, diz o parecer da revalidação, “buscando estimulá-los e identificar cantadores potenciais, sendo possível substituir os mais antigos que não permanecem mais em ação.”

Interessados podem se manifestar sobre parecer favorável do Iphan pela revalidação do bem como Patrimônio Cultural do Brasil. — Foto: Edgar Rocha

Ainda segundo o documento, detentores identificaram a reduzida renovação das toadas nos últimos anos, já que “muitos jovens já não participam do canto, do toque e da dança no tambor”. Outra questão apontada pelo parecer é quanto à fabricação dos tambores: a produção de instrumentos de madeira diminuiu, levando à substituição por aqueles feitos em plástico de PVC (policloreto de vinila). O uso do plástico nesses objetos é identificado desde a década de 1970, mas essa forma de produção se acentuou nos últimos anos. “Apesar dessas vantagens, os detentores consideraram que a fabricação do tambor com PVC leva à possibilidade de ameaça de transmissão deste ofício aos mais jovens”, completa o parecer.

Por outro lado, o documento aponta o fortalecimento do bem, a partir do surgimento de novos grupos. Na década de 1970, havia um indicativo de 15 a 18 grupos distribuídos na capital São Luís, além de outros localizados em municípios como Alcântara e Rosário. Já na primeira metade dos anos 2000, durante o registro do Tambor, foram registrados 60 grupos em São Luís, Caxias, Pinheiro, Porto Rico e Carapió. E em 2018, por fim, havia 113 grupos na capital, além de outros 102 outras organizações em municípios do interior do estado. O crescimento indica a centralidade do Tambor para a identidade cultural e musical, memória social e práticas religiosas maranhenses.

Tambor de Crioula

O Tambor de Crioula do Maranhão, inscrito no Livro das Formas de Expressão em 2007, é uma manifestação afro-brasileira que envolve dança circular, canto e percussão. Registrada na maior parte dos municípios maranhenses, o Tambor é realizado em praças, ao ar livre e no interior de terreiros. Sem calendário pré-fixado, a manifestação é praticada principalmente em louvor a São Benedito. Marcada pelas dançadeiras ou coreiras, seguindo os baques do tambor, a dança ainda tem como destaque a umbigada ou punga – gesto de saudação e convite. Um conjunto de práticas que compõem a identidade de resistência da população negra maranhense.

G1

Lei de autoria do deputado César Pires obriga escolas a manterem livros didáticos por três anos

O deputado César Pires (PV) vai acionar o Procon para que fiscalize a aplicação da Lei 8.048/2003, de sua autoria, que dispõe sobre o reaproveitamento de livros didáticos a serem utilizados pelos alunos de escolas públicas e particulares do Maranhão, por um prazo de três anos. A iniciativa visa proteger os pais de alunos da prática abusiva de alguns estabelecimentos de ensino, que aumentam excessivamente os gastos com material escolar a cada ano.

A lei em vigor determina o reaproveitamento de livros didáticos a serem utilizados pelos alunos dos estabelecimentos oficiais de ensino público e particular do estado do Maranhão, por um prazo mínimo de 3 anos. Pela norma, os livros didáticos somente poderão ser substituídos de um ano letivo para o seguinte caso ocorra uma alteração substancial do seu conteúdo, a fim de possibilitar o reaproveitamento por outros alunos.

“A direção da escola deverá justificar aos pais ou responsáveis dos alunos que os livros, comprovadamente, já passaram por um processo de revisão, atualização e publicação da nova edição””, diz o parágrafo único da referida lei. O deputado buscar também o apoio do Ministério Público Estadual, para que a norma seja cumprida.

César Pires destaca que a Lei 8.048 estabelece que, no caso do seu descumprimento, os prejudicados poderão acionar o órgão de defesa dos direitos do consumidor e o Ministério Público estadual. “Os pais têm o amparo legal e devem cobrar a aplicação da lei para não serem submetidos a essas práticas abusivas. Nossa intenção é apoiar as famílias que se esforçam para dar educação de qualidade aos seus filhos”, concluiu o deputado.

 

Assecom

Lula diz que tem “jeitão de pastor” e reforça desejo de conquistar evangélicos

Na quarta-feira (15), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a sinalizar a vontade de que o Partido dos Trabalhadores (PT) conquiste o eleitorado evangélico, visando as eleições municipais.

Durante entrevista à “TV do Trabalhador”, vinculada ao PT, Lula afirmou em tom de brincadeira que tem “jeitão de pastor”.

Apesar de sofrer com uma forte rejeição do eleitorado evangélico, Lula acredita que pode “resgatar” a simpatia do segmento, conquistando novamente a confiança daqueles que já votaram no PT em eleições anteriores.

“Eu acho que tem um espaço pra discutir religião nesse país muito grande. Eu quero entrar nessa. Eu tenho até um jeitão de ser pastor, tenho um jeitão, tô de cabelo branco… Eu posso ser pastor ou posso ser padre, é só a igreja acabar com o celibato que eu topo”, disse.

Em certa altura da entrevista, Lula afirma que seu governo foi o que melhor tratou os evangélicos, ignorando as ideologias contrárias ao cristianismo defendidas pelo PT.

“Eu quero que você vá perguntar pro seu Edir Macedo, pro seu Crivella quem é que tratou eles melhor, quem é que tratou eles com mais respeito e mais decência”, afirmou.

 

Gospel Prime

Mical Damasceno promove ação social no bairro Piçarreira em Viana

A Igreja Assembleia de Deus do bairro piçarreira do município de Viana recebeu nesta quinta-feira (16) uma ação social de iniciativa da deputada estadual Mical Damasceno (PTB).

Diversos atendimentos foram realizados e teve muita diversão para a criançada. Mical interagiu com as famílias em roda de conversa durante o evento. 

A parlamentar aproveitou para agradecer aos voluntários que se prontificaram em ajudar  na ação na comunidade vienense.

“Realizamos hoje Ação Social na Assembleia de Deus do Bairro Piçarreira em Viana. Onde, diversos atendimentos em variadas áreas, prioritariamente de saúde foram oferecidas à população. Agradecemos aos voluntários e todos que participaram desse grande momento, dos quais em especial agradecemos ao Dr. Apolo, Dr. Ítalo Bonifácio, Dra. Lanna Arruda, Dr. Mikael, Dra. Adriana, PR Ribamar e Missionária Erismar – Área 13 e toda Família Damasceno. Deus abençoe. Estaremos sempre trabalhando para melhor servir o povo vianense, o nosso Maranhão. A Deus seja a Glória”, finalizou Mical.

DE PARABÉNS! Hoje é o aniversário da deputada estadual Mical Damasceno

Temos a imensa honra de parabenizar a deputada estadual Mical Damasceno, que está aniversariando hoje (14).

Mical é uma deputada bastante atuante na Assembleia Legislativa do Maranhão, filiada ao Partido Trabalhista Brasileiro e a mais bem votada de sua coligação em 2018.

Mical Damasceno

Com forte militância no segmento evangélico, é fruto da força política das igrejas cristãs.

Que sobre você sejam derramadas muitas bençãos e o seu caminho seja iluminado pela luz de Deus.

 

Cresce número de evangélicos no Brasil, diz Datafolha

O número de evangélicos cresceu no Brasil nos últimos anos e atingiu a marca de 31% da população, segundo pesquisa Datafolha que foi divulgada nesta segunda-feira (13).

A pesquisa também mostra a queda do número de católicos que hoje representam 50% da população, e o crescimento do número de pessoas sem religião que está em 10%.

Espíritas representam 3% dos brasileiros, religiões afro-brasileiras 2%, outras religiões 2%, ateus 1%, judeus 0,3%.

Os números são bem diferentes do apresentado no Censo 2010, quando católicos representavam 64,6% da população, evangélicos 22,2%, sem religião 8% e espíritas 2%.

Gospel Prime
error: Content is protected !!