Blog do Leonardo Alves - Compromisso com o Leitor!

Internauta diz que encontrou a VEREADORA NÃO SEI perdida na Câmara Municipal

A grande polêmica da Vereadora Cleane do Edson Cobel, ocorreu no início da semana e continua sendo compartilhada nas redes sociais, repercutindo em rede nacional, através de um vídeo de uma entrevista, onde a repórter Emanuela Carvalho da TV Cidade (Record Canal 11), aborda a parlamentar, perguntando sobre sua votação a favor do projeto de lei que aumenta o salário do procurador geral do município. A parlamentar não justificou à imprensa os motivos de ter votado a favor do projeto e disse apenas que não sabe.

Na manhã desta quinta-feira (09), uma internauta usou sua página no Facebook para comentar sobre esta polêmica do Não Sei. A internauta disse que achou a Vereadora perdida na Câmara.
Veja a sua publicação;

Coitada da parlamentar, levada à forças pelo marido para o legislativo, deve está arrependida em ter se metido nessa política conturbada. Já começou a mostrar- se despreparada para representar não somente seus eleitores, mas sim toda a população codoense. Este é o resultado de candidatos que ficam aperriados com ficha suja  durante a campanha eleitoral e indicam familiares para concorrer cargos. Qual será a próxima vergonha da vereadora?

BINÉ FIGUEIREDO e ZITO ROLIM: Ex-Prefeitos que deixaram legados no seguimento evangélico de Codó

A carreira política de Biné Figueiredo e Zito Rolim, parece ter sido coroada pela valorização do seguimento evangélico do município de Codó. Biné em suas gestões apoiou a realização das atividades do Conselho de Pastores, e ainda continua com prestigio com o seguimento evangélico, onde recentemente recebeu uma homenagem da Igreja Assembleia de Deus, Congregação Madureira.

Zito Rolim sancionou o projeto de lei que institui o Dia Municipal do Evangélico em Codó e foi aprovado pela Câmara Municipal em 2010, que valorizou a data trazendo grandes atrações gospel para Codó. Milhares de evangélicos se reúnem no Corredor da benção para grande comemoração.

Estamos vivenciando um momento muito conturbado na administração pública de Codó, e esperamos que o atual prefeito valorize o seguimento evangélico e respeite a lei municipal.

No dia 30 deste mês de novembro, será comemorado mais uma festa dos evangélicos e a comunidade já se prepara. Este ano o Conselho de Pastores decidiu que Marquinhos Gomes será a atração gospel de 2017. Eventos como estes são importantes e movimentam a cidade, valorizando a religião, onde todos proclamam e louvam a Deus como Senhor Salvador e Deus da cidade.

No dia 30 de novembro é comemorado o dia nacional do evangélico, decreto n° 12.328, foi sancionado pelo ex presidente Lula, mas não institui um feriado, nem ponto facultativo no Brasil. Segundo informações recebidas pela redação do blog do Leonardo Alves, o Vereador Max Tony, está lutando para que o dia do evangélico torne-se feriado municipal em Codó.

O blog parabeniza aos políticos que apoiaram e vem apoiando a comunidade evangélica que está crescendo no município. Codó é a cidade de DEUS.

Pastor Samuel Câmara se prepara para deixar a CGADB e mais de 25 mil pastores

Uma notícia extraoficial afirma que Pastor Samuel Câmara, presidente Assembleia de Deus em Belém do Pará, se prepara para deixar a Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB) e mais de 25 mil pastores devem seguí-lo para se filiarem a uma nova convenção nacional que está sendo criada.

Uma fonte, que pediu para não ser identificada, confirmou a saída do pastor que está há 33 anos na CGADB e declarou que pastores de todo o Brasil já estão se reunindo para formar esta nova convenção. “É um caminho inevitável”, declarou a fonte citando os problemas gerados na CGADB por conta das últimas eleições para presidente.

O entendimento a esse respeito, já acontece há dois meses e várias reuniões aconteceram em diferentes estados brasileiros e em uma delas, em Belém do Pará, já teriam criado o Estatuto da nova Convenção Assembleiana – cujo nome não foi divulgado. Entre as principais mudanças estará a ordenação de pastoras, algo não permitido atualmente na CGADB. A nova convenção também terá uma editora para produzir e distribuir o material da Escola Bíblica Dominical, livros, além de ter um curso básico de teologia com certificado do MEC.

Procurado pelo JM Notícia, André Câmara, filho do pastor Samuel Câmara, afirmou que  o entendimento para a criação da nova convenção partiu de diversas lideranças evangélicas do país.

“Isso é um movimento de todos os pastores do Brasil, é um movimento do Brasil, não é do pastor Samuel Câmara viu. O pastor Samuel Câmara não tem ingerência nisso, é uma coisa muita espontânea” , disse André Câmara ao JM Notícia.

Momento do acordo histórico entre Jonatas Câmara e Bezerra, no entanto, não foi cumprido nas eleições de 2017.

Em abril de 2013, pastor Samuel Câmara concorreu à eleição da CGADB e perdeu para José Wellington por um placar apertado. Dentre os 16.410 votos válidos, José Wellington obteve 9.003 votos (54%) e contra 7.407 (46%) de Câmara. O resultado da eleição de 2013, foi questionado na justiça, e em consequência, a CGADB foi multada a pagar mais de R$ 9 milhões de reais, porque não demonstrou em juízo os comprovantes de pagamentos de inscrições dos ministros que votaram na eleição de 2013.

Após acordo entre Câmara e o ex-presidente da CGADB, pastor José Wellington Bezerra da Costa, a ação judicial foi retirada e José Wellington fez o compromisso de que na eleição de 2017, Samuel Câmara teria acesso a todo o processo eleitoral da entidade, o que de fato, não aconteceu.

 
Pastores comentam convocação da CGADB para Dia de Clamor pelo Brasil: “Para que isso?”

Em 2017, após várias demandas judiciais, envolvendo supostas inscrições de pastores desligados e até mortos, a CGADB anunciou em abril deste ano, a vitória do pastor Wellington Júnior como o novo presidente da CGADB, obtendo 14.675 votos, contra 8.145 votos do pastor Samuel Câmara.

No dia da eleição, pastor Samuel Câmara afirmou que foi impedido de ter acesso ao local da apuração. “Nós viemos aqui para participar da eleição e lamentavelmente a empresa Scty não deixou nem a gente chegar perto e mudaram tudo para aquele Hotel…e nem deixou a gente entrar… só tínhamos uma coisa a fazer… orar”.

Propostas

Entre as propostas que Câmara sempre defendeu enquanto candidato à presidente da CGADB, foi alternância de Poder na Presidência e Mesa Diretora, a criação da Rede Assembleia de Deus de TV, Rádio e Internet. Ele tinha defendido ainda que, a CPAD estivesse presente em todos estados e com valores acessíveis, prestasse atendimento Jurídico, Contábil e previdenciário aos pastores da CGADB e a criação de impactos sociais, de evangelismo e Missionários no Brasil e Exterior.

Fonte: jmnoticia

Padrasto suspeito de matar a menina Alanna se mija ao ser preso

A polícia acabou de prender Robert Serejo Oliveira, principal suspeito da morte da menina Alanna Ludmilia, assasinada brutalmente em sua casa no Maiobão, no município de Paço do Lumiar-MA.

Roberto Serejo se mijou todo ao ser preso por policiais militares, numa barreira da Estiva. A imagem abaixo mostra o suspeito mijado.

Segundo informações o padrasto de Alanna foi reconhecido dentro de uma Van por um policial que estava a paisano.

O local onde Roberto Serejo ficará preso ainda não foi definido pela polícia.

 

 

Fonte: luispablo

Igreja Quadrangular batiza 3 mil pessoas no Rio de Janeiro

Nesta quinta-feira (2) aconteceu a Festa das Águas, realizada pela Igreja do Evangelho Quadrangular. O evento aconteceu no Parque Olímpico de Deodoro, na Zona Norte do Rio de Janeiro. Cerca de 12 mil pessoas estiveram presentes e aproximadamente três mil foram batizadas. A festividade faz parte do mês de celebração pelos 66 anos de existência da igreja no Brasil. O pastor Vander Antônio da Silva, administrador da Quadrangular no Rio de Janeiro, diz que a sensação é dever cumprido pela grande quantidade de fiéis que tiveram a oportunidade de se batizar. – Tenho certeza que foi um divisor de águas na história do Rio de Janeiro. Não tem preço o que Deus nos proporcionou. A Quadrangular, com a graça de Deus vai continuar crescendo junto com os pastores e com a liderança do Rio. Estamos no caminho certo de uma igreja forte e poderosa, em nome de Jesus – comemorou. A Igreja do Evangelho Quadrangular foi fundada nos Estados Unidos, em 1923, pela evangelista Aimee Semple McPherson. No Brasil, a denominação chegou em novembro de 1951, na Cidade de São João da Boa Vista, em São Paulo e foi fundada pelos pastores Harold Edwin Willians, natural dos Estados Unidos, e Hermirio Vasques Ramos, natural do Peru.

Fonte: pleno.news

Governo entra com recurso para zerar redação que ferir os direitos humanos

O governo federal recorreu contra a decisão provisória que proíbe dar nota zero para redações do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) que tenham trechos interpretados pelos avaliadores como contrárias aos direitos humanos. O recurso foi protocolado nesta sexta-feira (3) pela Advocacia Geral da União (AGU) junto ao Supremo Tribunal Federal (STF), de acordo com a assessoria do órgão.

A AGU representa o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), entidade responsável por organizar o exame e estabelecer os critérios de correção das provas que devem ser seguidos pelos avaliadores contratados.

Segundo a assessoria de imprensa da AGU, o recurso será analisado pela presidente do STF, Cármen Lúcia, durante o plantão – a Corte iniciou feriado prolongado na quinta (2). O primeiro dia do Enem será neste domingo (5) e inclui a prova de redação.

A ação da AGU busca derrubar uma decisão da Justiça Federal tomada em um processo movido pela Associação Escola Sem Partido. Na ação, o Inep e a AGU argumentam que o Enem segue a Declaração Universal dos Direitos Humanos e a Constituição Brasileira. “A educação está associada aos direitos humanos, assunto que deve ser objeto de avaliação na prova como um todo, e não apenas em determinada competência”, diz a peça.

Minoria contra os direitos

Ter a redação anulada por causa de trechos com desrespeito aos direitos humanos foi problema para uma minoria em 2016. Das redações anuladas no ano passado, 0,08% levaram zero por esse motivo. O número exato de candidatos que defendeu ideias contrárias aos direitos humanos ao abordar o problema da intolerância religiosa e, por causa disso, teve a prova anulada, foi 4.798.

Motivos para tirar nota zero na redação

Das 291.806 provas que zeraram no ano passado, só 4.798 tiveram como razão o desrespeitos aos direitos humanos:

Prova em branco: 206.127

Feriu direitos humanos: 4.798

Fuga ao tema: 46.874

Parte desconectada: 13.276

Cópia do texto motivador: 8.325

Texto insuficiente: 7.348

Não escreveu dissertação: 3.615

Outros motivos: 1.443

No total, 5.881.213 provas de redação do Enem 2016 passaram pela correção. Dessas, 291.806 acabaram com a nota zero por uma série de motivos, a grande maioria (70,6% dos casos) porque o candidato ou não compareceu para fazer a prova, ou compareceu, mas deixou a redação em branco. O segundo principal motivo para a nota zero no Enem 2016 foi a fuga ao tema, que representou 16% dos casos.

Entenda a polêmica

A liberdade para desrespeitar os direitos humanos foi solicitada em uma ação judicial movida pela Escola Sem Partido. No pedido em tramitação no Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), a Associação Escola Sem Partido sustenta que a regra não apresenta critério objetivo e tem “caráter de policiamento ideológico”.

“Ninguém é obrigado a dizer o que não pensa para entrar na universidade. O edital viola o direito de livre expressão do pensamento do candidato”, diz Romulo Martins Nagib, advogado do movimento, em entrevista ao G1.

Entretanto, apesar da decisão provisória, outro trecho do edital ainda mantém como regra que a “proposta de intervenção” respeite os direitos humanos. A proposta de intervenção é uma das cinco competências exigidas dos alunos, e cada uma delas vale 200 pontos. Ao desrespeitar os direitos humanos ao dissertar sobre o problema proposto, o candidato vai tirar zero apenas neste item e poderá, no máximo, tirar nota 800 na redação.

Argumento contra a decisão

No texto, a AGU argumentou que desde 2013 o Inep adota o critério e que ele está claro no manual de redação. O órgão divulgou inclusive exemplos de frases que foram interpretadas como desrespeito os direitos humanos.

“Pode-se dizer que determinadas ideias e ações serão sempre avaliadas como contrárias aos direitos humanos, tais como: defesa de tortura, mutilação, execução sumária e qualquer forma de “justiça com as próprias mãos”, isto é, sem a intervenção de instituições sociais devidamente autorizadas (o governo, as autoridades, as leis, por exemplo); incitação a qualquer tipo de violência motivada por questões de raça, etnia, gênero, credo, condição física, origem geográfica ou socioeconômica; explicitação de qualquer forma de discurso de ódio (voltado contra grupos sociais específicos)”, conforme trecho do Manual de Redação do Enem.

Fonte: http://caxiasonline.com

ESPORTE atrai Juventude da Igreja do Evangelho Quadrangular

O esporte está atraindo a juventude, devendo ser visto como prática inclusiva e evangelizadora. Jovens que sonham em seguir o caminho de grandes jogadores começam à revelar seus grandes talentos.

O grupo de jovens de células da Igreja do Evangelho Quadrangular; Galileu e Santa geração, está lotando os campos de futebol nos finais de semana. A idéia surgiu das lideranças e membros de células, visando também a permanência da juventude na igreja. As igrejas evangélicas devem despertar para atender ao clamor de seus membros, principalmente jovens e adolescentes.

O ESPORTE é uma boa atividade importante para mantermos o corpo sadio e iniciativas assim, podem transformar a vida da juventude. Tão importante quanto a implementação do esporte nas igrejas é a utilização dele para estender os momentos de comunhão.

Para o jovem Marcos Vinicius de 20 anos de idade, a importância do esporte está no evangelismo, onde a grande maioria dos jovens gostam da prática esportiva, como uma atração para conhecer o Senhor, uma ferramenta atrativa.

Prédio da Secretaria Municipal de Saúde de Codó é PODRE e FEDORENTO

O famoso prédio do antigo Fórum de Justiça de Codó, prédio de grande importância na história do município, localizado na Praça Alcebíades Silva, onde funciona atualmente a Secretaria Municipal de Saúde está PODRE e FEDORENTO, ficando problemático, devido o acúmulo de fezes de pombo em seu segundo andar. Pelas inúmeras reclamações feitas sobre o local, nota-se a insatisfação da população ao receberem atendimento público no local.

O problema é que esse mau cheiro insuportável além de prejudicar os usuários que procuram atendimentos de Saúde está incomodando também os servidores da secretaria, onde vivem se queixando desse odor. Segundo reclamações feitas ao blog, os banheiros também estão podres. Pelo que percebemos, os banheiros estão nestas condições devido a falta de higiene e do mau cheiro resultante das fezes dos pombos, como já informamos.

Estivemos na Secretaria Municipal de Saúde, nesta terça-feira (31), às 10:12, e uma usuária de 61 anos de idade, nos relatou que sempre quando procura o órgão se sente incomodada com o mau cheiro e do ambiente muito fechado e abafado e disse ainda que se tivesse uma máscara usava para tentar amenizar o odor.

Na primeira gestão do Ex Prefeito Zito Rolim, no prédio (antigo fórum), funcionava 2 (duas) secretarias; Educação e Saúde, já em sua segunda gestão, quando Rosina Benvindo assumiu a Secretaria Municipal de Educação, a mudança da Secretaria foi feita para o outro prédio que funcionava a escola Despertar e até hoje a atual Secretaria de Educação está em funcionamento no local escolhido pela gestão anterior.

Pobres coitados que ficaram no prédio do antigo Fórum! Melhor o prefeito comprar as máscaras.

Petição on-line quer cancelar palestra, no Brasil, da criadora da ideologia de gênero

A mulher responsável pela criação da “ideologia de gênero” virá para o Brasil palestrar no Sesc Pompeia, na zona oeste da cidade de São Paulo, entre os dias 7 e 9 de novembro. O evento em questão é o seminário internacional “Os Fins da Democracia / The Ends Of Democracy”. Judith Butler, que é doutora em Filosofia pela Universidade Yale e professora de Retórica e Literatura Comparada da UC Berkeley, foi a convidada para abertura e encerramento.

Judith acredita que “as ações apropriadas para homens e mulheres foram transmitidas para produzir uma atmosfera social que mantém e legitima a existência aparentemente natural de dois gêneros”. É o que ela afirma em seu livro “Performative Acts and Gender Constitution, publicado em 1988.

Apesar da construção ideológica se desenvolver nesta obra, seu livro mais conhecido no Brasil é “Problemas de Gênero – Feminismo e a Subversão da Identidade”, de 1990. Na obra, Judith faz uso de autores como Freud, Simone de Beauvoir, Jacques Lacan e Michel Foucault. Sua tentativa é afirmar que o gênero, o sexo e a sexualidade seriam “construídos culturalmente” segundo o que a sociedade permite que seja visto como coerente e natural, em uma “ordem compulsória”.

Por isso, a autora afirma que é preciso “desconstruir as ligações entre sexo e gênero”, deixando a biologia de lado, para que os gêneros sejam “flexíveis e de flutuação livre”. Tais afirmações se tornaram a base da teoria queer, também conhecida como “ideologia de gênero”.

Muitos internautas que souberam de sua vinda estão assinando uma petição que pede o cancelamento de suas palestras no Sesc Pompeia. A nota diz: “Judith Butler não é bem-vinda ao Brasil! Nossa nação negou a ideologia de gênero no Plano Nacional de Educação e nos Planos Municipais de Educação de quase todos os municípios”.

E ainda complementa: “Não queremos uma ideologia que mascara um objetivo político marxista. Seus livros querem nos fazer crer que a identidade é variável e fruto da cultura. A ciência e, acima de tudo, a realidade nos mostram o contrário. Sua presença em nosso país num simpósio comunista, pago com o dinheiro de uma fundação internacional, não é desejada pela esmagadora maioria da população nacional. Zelamos pelas nossas crianças e pelo futuro do nosso Brasil”, finaliza com o uso da hashtag “#ForaBrutler”.

Até o fechamento dessa matéria, a petição, que almeja alcançar pelo menos 200 mil assinaturas já conseguiu mais de 140 mil.

Organizado pelo Departamento de Filosofia da Universidade de São Paulo (USP), em colaboração com a Universidade da Califórnia em Berkeley (UC Berkeley) – principal sede do pensamento da Escola de Frankfurt na atualidade – o seminário é o segundo encontro do ciclo de conferências do “Convênio Internacional de Programas de Teoria Crítica”. A vinda de todos os palestrantes internacionais é financiada pela fundação americana Andrew W. Mellon Foundation.

Fonte: http://folhagospel.com

Disney terá primeiro personagem gay em série para crianças e adolescentes

O Disney Channel vai apresentar seu primeiro personagem gay fixo em uma série para crianças e adolescentes. Na segunda temporada de Andi Mack, que estreia nesta sexta (27) nos Estados Unidos, Cyrus (Joshua Rush) vai perceber que tem sentimentos românticos por Jonah (Asher Angel), paquera da personagem título (vivida por Peyton Elizabeth Lee), criando um triângulo amoroso entre os personagens.

A criadora da série, Terri Minsky, diz ter feito consultas a especialistas em desenvolvimento infantil. Organizações LGBT também assistiram ao primeiro episódio da temporada.

Em nota oficial enviada para a imprensa, o canal diz que “Andi Mack conta a história de adolescentes descobrindo quem eles são. Terri, o elenco e todos os envolvidos na série tomam muito cuidado para se certificar de que o conteúdo é apropriado para todos os públicos e que mandará uma mensagem poderosa sobre inclusão e respeito para a humanidade”.

O canal Disney Channel está se distanciando, cada vez mais, da família tradicional. Em 2014, um casal lésbico participou de um episódio da série Boa Sorte, Charlie! (2010-2014), como as mães de uma amiguinha de escola da personagem principal. Já no início deste ano, a animação Star Contra as Forças do Mal mostrou dois homens e duas mulheres se beijando rapidamente na plateia de um show musical. A série A Casa da Raven, que tem pré-estreia no Brasil neste domingo (29), mostra duas mães divorciadas criando seus filhos.

“Nunca os nossos filhos estiveram tão expostos a tanto lixo”, diz Cristina Mel

Fonte: http://folhagospel.com/

error: Content is protected !!