Blog do Leonardo Alves - Compromisso com o Leitor!

ANIVERSARIANTE DO DIA: Rafaela Oliveira

Hoje queremos desejar feliz aniversário para nossa leitora Rafaela Oliveira, uma pessoa maravilhosa, uma grande mulher, guerreira cheia de vida e energia.

Desejamos que esta data se repita por muitos anos e se acenda no seu coração, a luz da alegria e ela brilhe a vida toda. Que DEUS te abençoe com paz, saúde e alegria.

Deputado Fábio Braga relata situação de municípios atingidos por enchentes

A chuva que atinge grande parte dos municípios maranhense foi tema do discurso proferido, quinta-feira (12), na tribuna da Assembleia Legislativa, pelo deputado Fábio Braga (SD). “Nos últimos dias, milhares de maranhenses de várias cidades perderam suas moradias”, lamentou.
De acordo com o deputado, mais de 150 municípios estão em estado de alerta por conta das enchentes. Entre elas, Vargem Grande, Nina Rodrigues, Itapecuru, Maracaçumé, Marajá do Sena, Tuntum, Bacabal, Trizidela e Pedreiras.
Centenas de famílias estão em abrigos e recebem assistência das prefeituras e do Governo do Estado. A infraestrutura das estradas é outro problema. “A MA-006 está intrafegável, na região de Alto do Parnaíba, Tasso Fragoso e Balsas. E a BR-135 foi cortada no trecho entre Presidente Dutra e Dom Pedro. O tráfego está inviabilizado e outras estão em seus limites de trafegabilidade”.
A situação de calamidade, segundo o parlamentar, deve-se não somente ao aumento do índice pluviométrico, mas também à ação humana. “Não podemos culpar somente a natureza, mas o desmatamento, o assoreamento do leito dos rios, a malha asfáltica e outras ações humanas, que inviabilizam o fluxo normal da água”, ponderou.
“Outro fator que contribui para a situação caótica é a ocupação desordenada da maioria das cidades, onde a população prefere áreas mais próximas aos córregos, rios, riachos, morros e encostas”, completou Fabio Braga.
“É necessária à união dos poderes estadual e federal, na busca de recursos para amenizar o sofrimento das pessoas que perderam suas casas e tiveram suas cidades destruídas. O estado, também, terá de recuperar boa parte de algumas estradas, assim como os prefeitos recuperarem suas estradas vicinais e prédios públicos”.
Fonte:  alpanirmesquita

Bumba meu boi pode receber título de Patrimônio Cultural e Imaterial da Unesco

O Complexo Cultural do Bumba meu boi, nomeado patrimônio histórico e artístico nacional pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), é uma celebração artística que pode se tornar patrimônio cultural e imaterial da humanidade perante a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

A festa do Bumba meu boi é uma tradição maranhense desde o século 18 e conta com performances dramáticas, musicais, coreográficas, exposição de artesanatos, bordados do boi e confecção de instrumentos musicais, além de possuir mais de 400 grupos divididos em zonas urbana e rural de São Luís e em mais de 70 outros municípios.

Em busca de apoio para que o Bumba meu boi se torne patrimônio cultural e imaterial da humanidade, o deputado federal Victor Mendes (MDB-MA) esteve presente na cerimônia de entrega do dossiê da candidatura ao Ministério de Relações Exteriores para o reconhecimento internacional da Unesco.

“É o primeiro passo para um processo longo de reconhecimento dessa riqueza cultural do nosso estado. É uma cultura muito importante do nosso povo do Maranhão e do Brasil”, afirma o deputado.

O Bumba meu boi conta a história de um escravo chamado Pai Francisco, que matou um gado de estimação do senhor da fazenda devido o desejo de sua esposa grávida de comer língua de boi. Diz a lenda que o senhor da fazenda chamou pajés e curandeiras para ressuscitá-lo. Após o animal voltar à vida, a comunidade local entrou em festa. A festa do Boi pode receber esse título caso o projeto do deputado federal Victor Mendes alcance essa conquista.

Confira:

 

Fonte: vandovalrodrigues

Bombeiros Civis prestam ajuda às famílias desabrigadas por inundações do Rio Itapecuru em Codó

Os Bombeiros Civis(Grupamento GAR) no comando do comandante Leandro Viana, preocupados com as famílias que estão sendo obrigadas a deixarem suas residências por conta do Rio Itapecuru que está aumentando de 7 a 8 cm por hora segundo a Defesa Civil de Codó, passaram a tarde ajudando as famílias desabrigadas.
 
Segundo o comandante da equipe, o Bombeiro Civil mesmo sem receber nenhum chamado da prefeitura, se prontificou voluntariamente para ajudar essas famílias.
Fonte:  cocaisnoticias.com.br

Bombeiros Civis prestam ajuda às famílias desabrigadas por inundações do Rio Itapecuru em Codó

Os Bombeiros Civis(Grupamento GAR) no comando do comandante Leandro Viana, preocupados com as famílias que estão sendo obrigadas a deixarem suas residências por conta do Rio Itapecuru que está aumentando de 7 a 8 cm por hora segundo a Defesa Civil de Codó, passaram a tarde ajudando as famílias desabrigadas.
 
Segundo o comandante da equipe, o Bombeiro Civil mesmo sem receber nenhum chamado da prefeitura, se prontificou voluntariamente para ajudar essas famílias.
Fonte: cocaisnoticias.com.br

Empresa Global tem contratos de R$ 30 milhões na Secretaria de Educação do governo Dino

Governo Flávio Dino (PC do B), já empenhou à Empresa Global Serviços e Comércio LTDA, R$ 29,5 milhões apenas em contratos com a Secretaria de Estado da Educação.

A empresa Global Serviços e Comércio Ltda foi alçada a ser fornecedora da Secretaria de Educação, durante a gestão da ex-secretária Áurea Prazeres (PDT), a empresa só foi efetivada após um processo administrativo, uma vez que a mesma não venceu o certame licitatório (veja abaixo), para prestar serviços técnicos de manutenção predial preventivo e corretivo.

De lá pra cá a empresa Global é a principal empresa prestadora de serviços à Seduc, no governo comunista, para manutenção das Unidades Regionais de Educação (URE), em todo o estado.

A empresa é de propriedade de irmãos que se revesam nas assinaturas dos contratos com a Seduc. A Global tem outros contratos com secretarias no governo Flávio Dino, contudo, chama a atenção o valor com a secretaria de educação.

Fonte:  http://filipemota.com.br

Deputados repudiam atitude preconceituosa e machista de assessor de Wellington do Curso, parlamentar se cala

A deputada estadual pelo Rio Grande do Sul e pré-candidata à presidência da República Manuela D’ávila (PCdoB) voltou a ser agredida covardemente na noite de terça-feira (10/04).

A parlamentar já tinha sido ofendida verbalmente por um bolsominion declarado, na tarde desta terça, em Curitiba. Desta vez, o agressor foi o professor da rede estadual de ensino, blogueiro e assessor do deputado Wellington do Curso, Hilton Franco.

O professor utilizou palavras de baixo calão e chamou a pré-candidata de “vaca”, “vagabunda” e “mulherzinha”. Em repúdio ao ataque misógino e machista praticado nas redes sociais pelo assessor do dono do Curso Wellington, os deputados professor Marco Aurélio, Othelino Neto e a deputada Francisca Primo se pronunciaram no plenário da Assembleia.

“Eu quero alertar e deixar o meu repúdio a algo que já é sabido por todos, discriminação é crime e amparado pela Lei Maria da Penha e pelo Código Penal. No dia 09 de abril, deste ano, às 19h39, um senhor publicou na sua rede social a seguinte frase: “Muito ridícula essa mulherzinha, tenho nojo dessa vaca”. Essa frase foi direcionada à Deputada Manuela D’Ávila, pré-candidata à Presidência, pelo PCdoB”, criticou Francisca Primo.

“Eu quero me solidarizar com a fala da Deputada Francisca Primo, quando coloca o seu repúdio a uma publicação de uma pessoa que se diz professor e faz uma publicação preconceituosa, e não é a uma pessoa. Essa postura certamente se dispõe a todas as mulheres. Usa palavras de ofensa, usa palavras que minimizam, usa palavras que humilham”, criticou Marco Aurélio.

O presidente da Assembleia Othelino Neto, igualmente, repudiou a agressão. “Foi postagem infeliz, agressiva, preconceituosa e que, independente de coloração partidária, merece o repúdio de todos nós”.

A União Brasileira de Mulheres – UBM Maranhão também se manifestou e emitiu uma nota contra as atitudes do assessor de Wellington e em solidariedade à Manuela. “A tentativa de desqualificar o protagonismo das mulheres em qualquer campo de atuação, mas sobretudo na política, busca intimidar a TODAS que ousam escolher seus caminhos e lutar por seus direitos”, dizia a nota.

Quem não deu um pio sobre o assunto foi o parlamentar do Curso. Ele preferiu ignorar a atitude preconceituosa de seu assessor.

Veja o Print da agressão:

Fonte:   http://www.marrapa.com

NOVO SUPERINTENDENTE DE POLÍCIA CIVIL DO INTERIOR É EMPOSSADO NA SSP

A Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP), priorizando as ações de investimento em prol de uma segurança pública cada vez mais compromissada com o cidadão, resolve substituir o Superintendente de Polícia Civil do Interior (SPCI), o Delegado Dicival Gonçalves, pelo Delegado de Polícia Civil do Interior Armando Pacheco.

O Delegado Armando Pacheco já assumiu as ações da SPCI na manhã desta segunda-feira (09), localizada na Secretaria de Segurança, pasta esta, incumbida de coordenar as ações da Polícia Civil; juntamente com as Delegacias Regionais, responsáveis pelas delegacias localizadas nos municípios maranhenses.

Delegado permanece no Pacto pela Paz

O Delegado Dicival Gonçalves se dedicará exclusivamente ao projeto Pacto da Paz, tendo em vista, vindo acumulando as duas funções. O Projeto do Pacto da Paz, realiza uma parceria entre as forças de segurança e a sociedade civil organizada, no sentido de ampliar o apoio das forças de segurança para com as comunidades, no quesito, ajuda por conta de serviços básicos, e na divulgação dos programas sociais do Governo do Maranhão, por conta da Secretaria de Segurança Pública.

Fonte:  www.ssp.ma.gov.br

Eleitor tem 30 dias para transferir, atualizar ou emitir título eleitoral

Os eleitores podem transferir, atualizar ou emitir o título eleitoral até 9 de maio para participar das eleições de 2018. O 1º turno ocorre em seis meses, no dia 7 de outubro. Se nenhum dos candidatos a presidente ou governador tiver mais da metade dos votos válidos, o 2º turno deve ocorrer em 28 de outubro.
Os eleitores votam neste ano para presidente, governador, senador, deputado federal e deputado estadual ou distrital. O voto é obrigatório no Brasil. Apenas eleitores que têm menos de 18 anos ou mais de 70 anos não precisam votar. O voto também é facultativo para analfabetos.
O eleitor que completa 18 anos até 7 de outubro, dia do 1º turno, também precisa emitir o título eleitoral até 9 de maio. Esse também é o prazo para quem mudou de endereço e deseja transferir o título eleitoral. O procedimento exige a apresentação do comprovante de residência e de um documento oficial com foto em uma unidade do cartório eleitoral.
Para transferir o título, o eleitor deve residir a pelo menos três meses no novo município. Ainda é necessário, no mínimo, um ano da data do alistamento eleitoral ou da última transferência do título. Consulte o site do Tribunal Regional Eleitoral do seu estado.
Neste ano, a biometria será obrigatória em cerca de 2.800 cidades de todos os estados. Nesses municípios, os eleitores que não fizerem o cadastro biométrico devem ter o título de eleitor cancelado. Ainda, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), quem não votou nem justificou ausência nas últimas três eleições teve título cancelado e deve procurar a Justiça Eleitoral para regularizar a situação.
A partir deste ano, o título eleitoral de uma pessoa transgênero trará apenas o nome social com o qual ela se identifica, e não terá o nome da certidão de nascimento. Pessoas trans poderão pedir a mudança no documento no cartório eleitoral da cidade também até 9 de maio.
Justificativa eleitoral
Cerca de 8 milhões de eleitores costumam justificar a ausência em eleições. Essa parcela pode fazer a diferença em uma eleição polarizada, com muitos candidatos. Essa é a expectativa para a disputa para presidente em 2018. Por enquanto, há pelo menos 17 pré-candidatos à Presidência.
Nos últimos anos, o número de eleitores aptos cresceu enquanto o de justificativas eleitorais oscilou pouco. No 1º turno da eleição de 2016, 5,4% dos eleitores aptos justificaram a ausência.
Fonte: blogsilviodeoliveira
error: Content is protected !!