NOTA DE ESCLARECIMENTO: Com histórico na divulgação de números duvidosos, Instituto divulga pesquisa duvidosa em TIMBIRAS

Retiramos a matéria do ar e pedimos desculpas ao senhor Lino Prazeres, proprietário da Exata no Maranhão, que em contato com o Blog disse que se sentiu ofendido pela matéria. Informou que não é proprietário  do Instituto divulgado pelo Blog e que nunca teve nenhum funcionário preso. Trata-se de uma empresa de Goiás.

A matéria publicada foi uma sugestão de pauta e infelizmente a fonte pode ter passado a informação de forma equivocada e em respeito e a pedido do proprietário, retiramos a matéria do ar. O Blog não teve a intenção de prejudicar o Instituto Exata.