Estudantes do Curso de Design de Interiores da UEMA Campus Codó participam de palestra com representante da empresa Jacaré Home Center

No último dia 19 de maio, representantes da empresa Jacaré Home Center estiveram no Campus Codó da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) para ministrar uma palestra destinada aos estudantes do curso tecnólogo em Design de Interiores.

O evento foi organizado pela professora da disciplina Atelier de Projeto – Design de ambiente de saúde, Débora Garreto, e pela arquiteta e designer Naiara Aquino.

Durante a palestra, a gerente da loja Jacaré Home Center em Codó, Gilmara Machado, apresentou diferentes tipos de MDF com os quais a empresa trabalha, destacando a qualidade e as vantagens de cada tipo de material para diversas aplicações.

Ao final da palestra, os alunos receberam kits fornecidos pela empresa.

Os alunos expressaram entusiasmo com a palestra, valorizando a oportunidade de aprender diretamente com profissionais do setor e de ter contato com materiais que serão essenciais em suas futuras carreiras. A iniciativa reforça a importância de integrar a teoria aprendida em sala de aula com a prática profissional, preparando os estudantes para os desafios do mercado de trabalho.

“Tivemos a oportunidade de conhecer a história da empresa, suas operações e a gama de produtos disponíveis, recebemos amostras dos materiais, tudo isso enriquece nosso conhecimento, especialmente na disciplina de Atelier de Projeto – Design de ambiente de saúde, na qual aprendemos sobre móveis planejados também”, comentou a estudante Gleyce Rego.

Assessoria de Comunicação Institucional

Ministério da Saúde faz mudanças para atender procedimentos transexuais no SUS

O Ministério da Saúde anunciou uma alteração significativa na classificação de gênero para mais de 200 procedimentos médicos, com o objetivo de permitir procedimentos para pessoas transexuais através do Sistema Único de Saúde (SUS).

Com esta mudança, homens e mulheres poderão agora realizar diversos tratamentos e exames que anteriormente eram restritos com base no sexo biológico. A lista inclui um total de 271 procedimentos, abrangendo vasectomia, tratamentos contra o câncer de útero, parto, mastectomia (retirada das mamas) e exames específicos para a saúde de ambos os sexos.

Anteriormente, a tabela de procedimentos do Ministério da Saúde mantinha restrições que dificultavam o acesso de pessoas transgênero a diversos procedimentos. A decisão de alterar esta classificação foi influenciada por uma demanda apresentada pelo Partido dos Trabalhadores (PT) ao Supremo Tribunal Federal (STF) em 2021.

Um exemplo destacado é o de pessoas que se identificam como do sexo feminino, mas que ainda possuem próstata, e enfrentavam obstáculos para realizar exames de próstata. Da mesma forma, mulheres biológicas que se identificam como homens e que não tinham passado pela cirurgia de retirada do útero encontravam dificuldades para obter tratamentos relacionados ao órgão reprodutor.

A lista de procedimentos também inclui cirurgias relacionadas à redesignação sexual, como a construção de vagina e a amputação peniana. No entanto, vale lembrar que esses procedimentos já são realizados pelo SUS desde 2008.

O Ministério da Saúde afirma que a mudança é um passo importante para assegurar a equidade no atendimento de saúde e para respeitar as identidades e necessidades de toda a população, garantindo que todos recebam o tratamento adequado e necessário.

GOSPEL PRIME

Vereador Dr. José Mendes defende a instituição do Índice Municipal de Educação Inclusiva

Em seu discurso durante a 12ª Sessão Ordinária da Câmara de Codó, realizada na última terça-feira, dia 21 de maio, o vereador Dr. José Mendes, levou a tribuna da Casa temas de grande relevância para toda comunidade codoense, como a educação inclusiva no município.

Autor de vários Projetos de Lei sobre o tema, o parlamentar iniciou destacando a Lei Nº 13.146, de 6 de julho de 2015, que institui a Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência), destinada a assegurar e a promover, em condições de igualdade, o exercício dos direitos e das liberdades fundamentais por pessoa com deficiência, visando à sua inclusão social e cidadania.

O vereador defendeu o respeito a Lei em todas as esferas do poder público e o debate sobre o tema de forma ampla e abrangente, para a garantia de direitos, de tratamento e do ensino adequados. “É um tema de suma importância, que é a educação inclusiva no Brasil, no Maranhão e em Codó. Nós devemos tratar a educação inclusiva como prioridade no sistema educacional do município, no Maranhão e no Brasil. As pessoas portadoras com deficiência têm o mesmo direito das pessoas normais. O artigo 5º da Constituição diz que todos são iguais perante a lei. E o estatuto da pessoa com deficiência garante esse direito a essas pessoas. Precisamos dar acessibilidade, dar instrumento para que essas pessoas tenham aprendizado igualitário às pessoas normais. Devemos tirar o preconceito e trazer a pessoa portadora com deficiência como uma pessoa normal em nosso sistema educacional”, defendeu o edil

Projeto para o Índice Municipal de Educação Inclusiva

Para que Codó avance nas políticas públicas sobre o tema e garanta o tratamento e ensino adequado a esse público, o vereador anunciou que irá elaborar um Projeto de Lei para instituir o Índice Municipal de Educação Inclusiva (IMEI) no sistema municipal de ensino. “Iremos trazer para esta Casa o Projeto para instituir o Índice Municipal que vai calcular justamente essas distorções com relação aos portadores com deficiência e adequar a forma como devem ser tratados dentro do sistema educacional do município de Codó e vai proporcionar e existência de dados importantes para trabalhar essa importante questão e a adequação das escolas e trazer as famílias e comunidade escolar para o debate”. Justificou o vereador Doutor Mendes.

Danilo José de Castro Ferreira é nomeado procurador-geral de Justiça do Ministério Público

Primeiro da lista tríplice, com 189 votos, na eleição realizada nesta segunda-feira, 20, o procurador de justiça Danilo José de Castro Ferreira foi nomeado pelo governador Carlos Brandão nesta terça-feira, 21, como novo procurador-geral de justiça do Ministério Público do Maranhão.

Danilo José de Castro Ferreira será o chefe do MPMA no próximo biênio, substituindo Eduardo Nicolau. A posse deverá ser realizada no mês de junho.

Conforme a Constituição Federal, ao chefe do Executivo compete a escolha do procurador-geral de justiça, a partir da lista tríplice encaminhada pelo Ministério Público.

“Quero agradecer ao governador Carlos Brandão, aos membros do Ministério Público, à Comissão Eleitoral, aos outros candidatos. Vamos continuar trabalhando pelo bem da nossa instituição e, principalmente, pelo povo maranhense”, destacou Danilo José de Castro Ferreira.

Eduardo Nicolau parabenizou o novo PGJ e desejou sucesso durante sua atuação à frente do órgão ministerial. “Lutamos por um Ministério Público forte e esse processo democrático é muito importante para isso. Desejo muito sucesso ao Dr. Danilo e já me coloco à disposição para continuar trabalhando pelo bem da nossa população”, ressaltou.

Redação: CCOM-MPMA