Blog do Leonardo Alves - Compromisso com o Leitor!

Conselho indigenista denuncia ameaças contra técnicos em território de conflito agrário no Maranhão

O Conselho Indigenista Missionário (CIMI) emitiu uma nota nesta sexta-feira (16) que aponta supostas ameaças a um Grupo de Trabalho da Fundação Nacional do Índio (FUNAI) que fará um Relatório Circunstanciado de Identificação e Delimitação (RCID) em um território na região de Viana, a 110 km de São Luís.

O grupo está nas terras disputadas por fazendeiros e índios Akroá Gamella. De acordo com o CIMI, três homens em um carro não identificado circularam na região a procura de lideranças dos Gamella.

O CIMI também afirma que a FUNAI se comprometeu em acionar a Polícia Federal para garantir a segurança dos pesquisadores que estão na área elaborando o RCID e que, até o momento, tanto os pesquisadores quanto os indígenas estão sob risco.

Em abril de 2017, pelo menos 10 pessoas ficaram feridas em um confronto entre índios e fazendeiros, no povoado Bahias, na cidade de Viana. A região é alvo de conflito agrário.

Segundo o CIMI, após o caso os Gamella realizaram uma ocupação na sede na FUNAI, em São Luís, que determinou a criação do Grupo de Trabalho (GT) para Identificação e Delimitação da Terra Indígena. O grupo iniciou as atividades em novembro de 2018.

G1

Categoria: Notícias

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*