Blog do Leonardo Alves - Compromisso com o Leitor!

De olho em 2020, PT define estratégias para ampliar atuação municipal

Os secretários estaduais de Organização do PT estiveram reunidos na quarta (27) para definir a restruturação da legenda antes das eleições municipais de 2020 e realizar de maneira tranquila e harmoniosa a renovação das direções nos estados antes do Congresso Nacional do partido que acontece no dia 8 de setembro.

O encontro também serviu para apresentar o calendário de lutas contra a reforma da Previdência e todas as agendas que devem pautar o campo progressista durante os próximos meses – com destaque para a JornadaLula Livre que acontece em todo o Brasil de 7 de 10 de abril.

Para a secretária Nacional de Organização, Gleide Andrade, o momento serviu ainda para “ajustar os ponteiros, discutir os calendários e as demais questões que serão objeto de deliberação da Executiva”. Um dos temas abordados foi justamente a necessidade de transformar as comissões provisórias espalhadas por todo o país em Diretórios Municipais, já com o foco no próximo pleito eleitoral.  “Temos absoluta certeza que o ano que vem o PT deverá apresentar para a sociedade os melhores candidatos a prefeito e a vereador. O Brasil está com saudade da forma de o PT governar. Os municípios estão com saudade da forma petista de governar”, ressalta.

Planejar o fortalecimento do partido a médio prazo, no entanto, não altera em nada o foco nas lutas mais urgentes do partido e de todo o campo progressistas. “Durante a reunião também aproveitamos para passar a todos o calendário de mobilização contra a reforma da Previdência. Nós queremos parar o Brasil. Para isso, temos que orientar os nossos diretórios a procurarem os movimentos sociais, os partidos aliados, as forças da sociedade que são contra esta reforma para criar uma sinergia muito forte contra a proposta”, explica Gleide.

Jornada Lula Livre

A partir do próximo dia 7 de abril todos os olhos do país estarão voltados para a luta em defesa da liberdade deLula – em Curitiba, a data que marca o primeiro ano da prisão política e arbitrária do ex-presidente, acontece o grande ato nacional da Jornada Lula Livre. A mobilização acontecerá também em todo o país, com iniciativas programadas até o dia 10.

A Jornada Lula Livre é parte da reorganização das estratégias de mobilização dos comitês populares espalhados por todas as regiões da nação e reativa e fortalece a campanha Lula Livre lançada ano passado. Embora o lema e a razão das lutas continuem os mesmos, a jornada também se readequará aos lamentáveis desdobramentos políticos que aconteceram no país a partir da eleição de Jair Bolsonaro, como a reforma de Previdência.

“Esta semana ficou evidente que prisão de Lula é política. Se alguém tinha dúvida ela acabou com a soltura do Temer. Não pode uma pessoa ser presa sem ter a menor prova do crime que ele cometeu. E é justamente por esta causa que, junto da campanha da reforma da Previdência e a reestruturação do partido, vamos seguir até o fim na luta pela liberdade de Lula”, avalia Gleide.

Campanha de filiação

A reunião também serviu para reforçar a nova Campanha de Filiação do PT, lançada na terça-feira (27) e que pretende cativar cada vez mais militantes dispostos a se juntarem ao PT na luta pelos direitos das mulheres e LGBTs, no combate ao racismo, na luta contra a reforma da Previdência e, principalmente, por Lula Livre e para reconstruir todas as políticas públicas que estão sendo destruídas pelo governo de Jair Bolsonaro(PSL). “Queremos voltar a ver o povo brasileiro andar de cabeça erguida novamente”.

Gleide ressalta que, além de veicular a campanha em todas as redes sociais do partido, é de extrema importância que a campanha de filiação também seja feita nas cidades diretamente com o povo. “É preciso dialogar com as pessoas olho no olho, mano a mano, para reforçar as nossas propostas e cativar cada vez mais pessoas a se juntarem a nós’”, reitera.

pt.org.br

Categoria: Notícias
error: Content is protected !!