Empresa de TI registrada em salão de beleza faturou R$ 4,7 milhões da SNJ

Brasília – O Secretário da Juventude, Assis Filho, participa do programa Por Dentro do Governo da TV NBR (José Cruz/Agência Brasil)

A Secretaria Nacional da Juventude (SNJ) fechou um contrato sem licitação de R$ 7,5 milhões na área de Tecnologia da Informação (TI), com uma empresa registrada num endereço onde funciona um salão de beleza, na cidade de Jupí, agreste de Pernambuco.

Segundo O Globo, primeiro a publicar a informação, trata-se da Linkcon Internacional. Do valor acordado para a construção de uma plataforma onde brasileiros iam gerar suas “identidades jovens”, pelo menos R$ 4,7 milhões foram pagos até o ano passado, quando o Tribunal de Contas da União (TCU) determinou a suspensão dos pagamentos, após força-tarefa da Corte descobrir o caso.

Procurado pela reportagem, o titular da SNJ no governo de Michel Temer (MDB), o também emedebista Francisco de Assis Costa Filho, disse que, para fechar o contrato, fez apenas uma busca na internet pelo nome da empresa.

“Nós visitamos no Google, no mapa, o endereço que eles haviam apontado. Mas não me recordo o nome da cidade. Não nos preocupamos pois eles já tinham contrato com outros contratos com o governo federal, então a gente supõe que a empresa existe”, disse.

Segundo O Globo, porém, a história de Assis Filho não bate com a investigação do TCU.

No Google, como o ex-secretário Nacional da Juventude diz ter procurado, ao se digitar o endereço da Linkcon, a imagem que aparece é a mostrada abaixo. Assis Filho, diz a reportagem, se de fato fez a busca, saberia se tratar de uma região simples, sem indícios de funcionamento de um polo tecnológico capaz de honrar um contrato milionário na pasta. Além disso, laudos da área técnica da SNJ revelam que a Linkcon não prestou os serviços para o qual foi contratada.

A SNJ, no governo de Jair Bolsonaro (PSL), foi realocada no ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos. Segundo O Globo, a atual gestão disse que vai verificar quais serviços foram efetivamente prestados, que colabora com a auditoria do TCU e que está avaliando as providências administrativas cabíveis, inclusive o ressarcimento ao erário.

Além da Secretaria Nacional da Juventude, também contrataram a 
Linkcon Internacional, sem licitação, os ministérios do Turismo, da Saúde, da Integração Nacional e da Defesa.

 

Atual7