Hoje é o Dia Municipal de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes em Codó

Neste domingo de Páscoa (04), uma data é marcada no calendário do Município de Codó.

De acordo com o Projeto de Lei n° 05 de 2013, de autoria do vereador Pastor Max, o dia 04 de abril é instituído como o Dia Municipal de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A lei recebe o nome de “Márcia dos Santos” em homenagem à menina que foi vítima de violência no dia 04 de abril de 2006 e como forma de lembrar e combater esses crimes em nível municipal.

O dia 04 de abril foi marcado por um crime brutal contra a criança Márcia dos Santos, que chocou o município de Codó e sua morte ainda causa indignação e revolta na população. Sensibilizado e preocupado com essa problemática, o vereador Pastor Max, apresentou em 08 de abril de 2013,  Projeto de Lei, que institui o Dia Municipal de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes no município e teve aprovação de todos os vereadores.

“O caso Márcia nunca será esquecido pela população e Márcia sempre será lembrada em nossos corações. Nós temos que garantir o direito das nossas crianças e a Lei que estabelece o dia municipal do combate a violência infantil vai fortalecer as ações e os debates em todos os âmbitos da sociedade em geral, pra que este tipo de ações desumanas não voltem jamais a acontecer em nosso município”, disse o vereador  pastor Max Tony, autor do projeto na Câmara.

Vereador Pastor Max em visita ao Memorial Márcia dos Santos no ano de 2018

LEMBRAR É COMBATER

No dia 04 de abril de 2006, no município de Codó, Márcia dos Santos Silva, de apenas 10 anos, saiu de sua residência para uma aula de educação física na escola Almerinda Bayma, no turno vespertino. Por conhecer seus dois assassinos, e por inocência, aceitou o convite de segui-los até o matagal do riacho.

Segundo consta no inquérito policial que no local, Márcia foi obrigada a fumar maconha, amarrada, e violentada sexualmente, e, porque gritava muito, os homens resolveram matá-la degolando-a com uma faca. O corpo da vítima só foi encontrado quatro dias depois já em avançado estado de decomposição ainda com uma das pernas amarrada em um tronco de árvore.

Um dos assassinos da menina, se enforcou três dias depois da morte de Márcia num pé de Caju do Cemitério do Sabiazal. O outro, foi a júri popular em 2009 sendo condenado, há 25 anos de prisão.

CAMPANHA MUNICIPAL EM CODÓ EM TEMPOS  DE PANDEMIA

Em virtude da pandemia do coronavírus, diferente dos anos anteriores,  este ano a campanha não contará com ações presenciais para marcar a data, evitando assim a aglomeração de pessoas.

Visita ao Memorial Márcia dos Santos

A Secretaria Municipal de Assistência Social, por meio do Centro de Referência de Assistência Social (CREAS), que trabalha com demandas de violação de direitos, organiza uma live que será realizada no dia 10 de abril para levar informações a respeito da Lei Municipal 1.631, de 18 de abril de 2013 – “Márcia dos Santos”. A campanha municipal oficialmente começa hoje (04) e encerra no dia 18 de maio, Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

DENÚNCIAS

Qualquer pessoa que tiver conhecimento de casos de abusos e a exploração sexual de crianças e adolescentes pode denunciar através do Disque 100. O serviço funciona 24 horas por dia, incluindo sábados, domingos e feriados. As ligações podem ser feitas de qualquer terminal telefônico ou móvel.

Redação: Blog do Leonardo Alves