Mical Damasceno descarta apoio a Weverton Rocha e afirma que PTB trabalha com nome de Edivaldo Holanda Júnior

A presidente estadual do PTB, Mical Damasceno, descartou nesta quarta-feira (9), qualquer possibilidade do partido apoiar a pré-candidatura de Weverton Rocha (PDT), como vem sendo divulgado por pessoas alinhadas ao projeto do pedetista. De acordo com a deputada estadual, “o PTB não vai mais com partidos contrário ao presidente Bolsonaro”, portanto “não procede” a informação que exista um dialogo entre os petebistas e o senador.

Mical Damasceno ainda reiterou que o projeto do PTB é lançar o ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior, como candidato a governador. A deputada estadual já foi até Brasília conversar com o presidente nacional Roberto Jefferson para viabilizar a candidatura própria do partido no estado.

Além de Mical, outro presidente de partido no Maranhão também negou dialogo envolvendo um possível apoio partidário a Weverton Rocha, assim como tinha sido divulgado. O deputado federal Edilázio Júnior negou que o PSD queira apoiar o senador maranhense e que o partido também tem a ambição de uma candidatura própria. Informação esta divulgada pelo blog Atual7.

Partidos aliados

Weverton Rocha vem propagando que já conta com o apoio do PDT, DEM, Cidadania, PSL, Republicanos e PSB, porém o PSB deve mudar de lado em breve, uma vez que o mandato de Luciano Leitoa como presidente do diretório estadual encerra em julho de 2021 e a sigla deve passar a ser comandada por aliados de Flávio Dino que tem preferência pelo nome de Carlos Brandão.

Já o Republicanos e PSL são partidos que orbitam no entorno do presidente de Jair Bolsonaro e podem ter seus rumos completamente modificados de acordo com os interesses da direção nacional.

Diego Emir