Ministério e GDF anunciam quatro novas casas da mulher brasileira

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, e governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, anunciaram, nesta segunda-feira (2), construção de quatro novas unidades da Casa da Mulher Brasileira (CMB). O investimento será de aproximadamente R$ 3,6 milhões.

As casas serão construídas em São Sebastião, Sobradinho II, Sol Nascente e Recanto das Emas. “Nós vamos fazer essas quatro aqui no DF e depois vamos levar essa experiencia para todo o Brasil”, ressaltou a ministra.

Ao contrário da CMB construída em Brasília, atualmente interditada para reformas, as novas unidades serão erguidas em um novo modelo, mais barato, pensado para cidades menores. Cada uma vai custar cerca de R$ 800 mil. As anteriores, passavam dos R$ 13 milhões.

“As casas são um instrumento poderosíssimo para proteger mulheres da violência, mas no formato que foi feita no passado, ela era muito grande e há cidades pequenas no Brasil não conseguem ter uma casa tão grande”, explicou Damares Alves.

As novas unidades serão implementadas com recursos de emendas da bancada parlamentar do DF na Câmara dos Deputados. Segundo a ministra, o ministério deve implementar mais 25 CMBs ainda este ano.

A Casa

A Casa da Mulher Brasileira facilita o acesso aos serviços especializados para garantir condições de enfrentamento da violência, o empoderamento da mulher e sua autonomia econômica. É um passo definitivo do Estado para o reconhecimento do direito de as mulheres viverem sem violência.

MDH