Profesor Marcos fala sobre a troca-troca de partidos nos últimos dias

Foi notória a correria de muitos pré-candidatos nos últimos dias em busca de uma sígla partidária que lhe proporcione o direito e as condições necessárias para disputar o pleito eleitoral que se avizinha, algo comum e natural para grande parte dos políticos a nível nacional, estadual e municipal neste período, porém, é muito importante e oportuno que os eleitores já possam ir analisando desde já o compromisso, coerência, objetivos e responsabilidade desses pré-candidatos à partir das suas “infidelidades partidárias” prática comum neste país infelizmente!

É bom que percebamos o que realmente estar por trás de tudo isto?

Por que um partido e/ou grupo político tão defendido e/ou criticado por alguém pode da noite para dia fazer com que este(a) ou aquele(a) cidadão(ã) mude de idéia sobre ele?

Estariam essas pessoas em defesa dos ideais partidários? Em busca do bem estar da coletividade? Ou na defesa de seus interesses pessoais?

Que este texto sirva de reflexão desde já diante de nossas escolhas nas eleições que se aproximam.

Prof. Marcos, sindicalista e filiado do PSOL desde 2011.