Projeto Audiovisual da UEMA resgata as relações de memória e Identidade em São Luís

Produzir imagens audiovisuais, com depoimentos de idosos a partir de suas histórias de vida e na confrontação de suas memórias. Esse é o objetivo do projeto de extensão intitulado “Audiovisual e fotografias: relações de memória e identidade nos espaços urbanos a partir dos registros do Museu da Memória Audiovisual do Maranhão -MAVAM e da memória de idosos”. O projeto, coordenado pela prof.ª Rose Panet, já existe há dois anos e está em sua segunda experiência. O estudo é contemplado pelo EDITAL N. O O 3 / 2 0 I 8 d a PROEXAE/UEMA .
“Acreditamos que conhecer é o primeiro passo para preservar. A produção de um documento audiovisual é, portanto, um registro importante de resgate e memória. A equipe foi muito colaborativa, mostraram-se interessada e empolgada com o projeto da pesquisa e com o resultado a ser produzido”, ressaltou a coordenadora do projeto, prof.ª Rose Panet.
Para essa ação foram utilizados os métodos bibliográficos, documentais, a observação sistemática e comparativa das imagens fotográficas e audiovisuais visualizadas (fotoelicitação). No momento do contato com as imagens foi realizado o registro audiovisual do resgate das memórias de quem viveu as transformações urbanas e   sociais.
PHOTO-2019-06-25-12-04-19
Em seguida, a partir das entrevistas filmadas e consentidas, foram realizadas as gravações. As imagens audiovisuais, principalmente a memória dos mais vividos, tiveram o papel de protagonistas sociais. “Como sou professora e também cineasta, o projeto nasce com o desejo de produzir imagens audiovisuais aliadas a depoimentos de idosos confrontados às imagens fotográficas e audiovisuais antigas disponíveis no Museu do Audiovisual do Maranhão, trazendo reflexões sobre a dimensão da memória e das transformações urbanas”, concluiu Panet.
Entre os resultados obtidos, se encontra um  documento audiovisual que está à disposição da comunidade acadêmica e da sociedade ludovicense.
A professora Rose Panet é cidadã franco-brasileira, doutora em Antropologia, professora do curso de Arquitetura e Urbanismo da UEMA e cineasta. Realizou o documentário “Manuel Bernardino: o Lênin da Matta”, narrado por Zeca Baleiro e o c u r t a – m e t r a g e m “Amniogênese”, além de 16 filmes etnográficos. Foi a primeira mulher no Maranhão a roteirizar e dirigir um filme de longa-metragem financiado pelo Fundo Setorial de Audiovisual da ANCINE.  
UEMA