PTB assina pacto liderado pela ministra Damares Alves para garantir eleição de vereadoras em todos os municípios

O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, liderado pela ministra Damares Alves, promoveu nesta quinta-feira (27) um encontro virtual para registrar a assinatura do “Pacto pela Inserção de Mais Mulheres na Política nas Eleições de 2020”. O acordo contou com o apoio do Partido Trabalhista Brasileiro, e foi assinado pela presidente nacional do PTB Mulher, Graciela Nienov. Dezoito partidos participaram da discussão e elaboração do documento, que visa firmar o compromisso que os partidos políticos elejam pelo menos uma mulher em cada câmara municipal do país.

Em uma live nas redes sociais, conduzida pela secretária de Políticas para Mulheres, Cristiane Britto, a assinatura do tratado foi formalizada, e as representantes das agremiações puderam falar sobre a importância dessa iniciativa da ministra Damares e do governo do presidente Jair Bolsonaro para que um número significativo de candidaturas femininas seja fomentado. A ideia do pacto é também poder oferecer as ferramentas possíveis para que as mulheres possam ter êxito e conquistar vitórias no pleito deste ano.

Ao falar durante o evento on-line, Graciela Nienov elogiou a iniciativa da pasta e da ministra Damares, e destacou o apoio e o incentivo que as mulheres petebistas recebem do presidente nacional da legenda, Roberto Jefferson.

“No PTB, nosso presidente Roberto Jefferson nos apoia em tudo que necessitamos, nos incentiva, e nunca deixa, nas entrevistas e discursos que faz, de falar sobre a importância da mulher na política. Nosso presidente sempre exalta as qualidades que as mulheres possuem, a força delas em conseguir se equilibrar entre o trabalho e a casa, entre as obrigações profissionais e a família. No PTB, temos todo o apoio que precisamos para poder obter vitórias e contribuir cada vez mais com as discussões e tomada de decisões para a melhoria da vida da população”, afirmou.

A dirigente disse ainda que o pacto celebrado pelo governo Bolsonaro com os 18 partidos poderá levar à maior vitória que as mulheres já tiveram em uma eleição no Brasil.

“Fico feliz por essa iniciativa da ministra Damares e da secretária Cristiane, que demonstra o carinho e o cuidado que o governo tem com a mulher brasileira. E quando nós aqui, nesse pacto, falamos na luta por maior igualdade entre homens e mulheres, estamos falando de igualdade de trabalho, de oportunidades, e é para isso que estamos dispostas a lutar. Meus parabéns ao Ministério da Mulher, que está possibilitando que a população entenda a importância que a mulher tem e o quanto ainda precisamos evoluir em todas as áreas. E esse pacto, acima de tudo, demonstra que o governo federal está, sim, interessado nas nossas pautas, está, sim, atuando junto com os partidos para que mais e mais mulheres possam sair vitoriosas nas urnas. Nós, do PTB, estamos aqui para contribuir com vocês, nos colocamos à disposição para trabalharmos juntos. Vamos fazer a diferença em nosso país, em cada município, em casa Estado, e que, nesta eleição de 2020, as vozes femininas possam chegar nas câmaras de vereadores de todas as cidades. Tenho certeza que, a partir deste pacto, as mulheres terão vez, voz e voto em todo o Brasil”, concluiu a presidente do PTB Mulher.

De acordo com dados do Cadastro Eleitoral, em 2016, aproximadamente 1,3 mil municípios não elegeram uma única vereadora, a despeito das mulheres representarem 52,5% dos eleitores brasileiros. No mesmo ano, menos de 8 mil mulheres foram eleitas para mandatos nas câmaras municipais. No Poder Executivo, somente 636 mulheres foram eleitas para governar – o que representa apenas 11,6% das prefeituras do país – em municípios com menor densidade populacional e menor renda per capita.

“Não podemos repetir os números de 2016, que deixou 1.290 municípios sem nenhuma vereadora eleita. Nesse sentido, convocamos toda a sociedade para participar deste projeto e deste pacto por mais mulheres na política”, destacou a secretária Cristiane Britto durante a live.

Agência Trabalhista de Notícias