Trinta e sete formandos dos cursos de História, Biologia e Pedagogia da UFMA Campus de Codó colam grau em cerimônia remota

“Ser professor é um ato de coragem”: assim iniciou a paraninfa oficial da Colação de Grau da Universidade Federal do Maranhão – Câmpus Codó, Gleiciane Carvalho, em noite de celebração aos 37 formandos dos cursos de Ciências Humanas – História, Ciências Naturais – Biologia e Pedagogia. A solenidade, referente ao primeiro semestre de 2020, ocorreu na segunda-feira, 29, e foi transmitida no Canal Institucional da UFMA no YouTube.

A professora do Curso de Pedagogia, Gleiciane Brandão de Carvalho, celebrou a coragem e a ousadia dos estudantes ao conquistar a realização de um sonho: ser professor.  “Sei o quanto estão comemorando e felizes com este diploma, para muitos, o primeiro da família. Ser professor em um país que desvaloriza e desqualifica o papel de tal profissional é, sem dúvida, um ato de resistência e vocês são a resistência. Quero parabenizá-los por terem conseguido, por serem corajosos e ousados. Demonstro, aqui, o meu orgulho a cada um de vocês, pois tenho a certeza que, do Câmpus Codó da UFMA, saem excelentes profissionais qualificados para assumirem a sala de aula”, discursou.

Para a Oradora Oficial da Cerimônia, do curso de Pedagogia, Deusilene Teixeira, cada momento vivenciado – como as discussões com os colegas em sala de aula, as dificuldades com as disciplinas, as provas e os seminários que deram bastante trabalho – foi gratificante e deixarão muitas saudades. Para ela, uma das disciplinas mais desafiadoras e essenciais no currículo do curso é o estágio.

“Foi nas escolas que percebemos a realidade das crianças, das quais, na maioria das vezes, vivem em situação de vulnerabilidade econômica e, como consequência, dificulta na aprendizagem desses alunos. Esses estágios nos dão a oportunidade de experimentar momentos únicos que jamais a teoria poderia nos proporcionar. Com essas práticas, pudemos lecionar e saber, de fato, o quão gratificante é ser professor. Para aqueles que tiveram a oportunidade, assim como eu tive, de participar de Programas de Extensão, como a Residência Pedagógica, pudemos ampliar ainda mais nosso aprendizado sobre o ambiente escolar e ter a certeza de que somos capazes de contribuir para o crescimento da rede municipal de ensino da cidade de Codó”, proferiu.

Apesar de todas as limitações que a pandemia impôs, a UFMA se reinventou para continuar contribuindo a sociedade, pontuou o vice-reitor Marcos Fábio Belo Mattos. “Fizemos um esforço grande para nos adequar às normativas de prevenção da covid-19, iniciativas de assistência estudantil, protocolos de segurança sanitária e tantas outras ações com o fim último de não deixar a universidade parada. Fizemos o que tinha que ser feito para que a vida dos nossos estudantes pudesse continuar o seu curso, porque sabemos que este diploma será crucial para a qualidade de vida que vocês buscam, para realização profissional que sonham e, por que não, para ajudar na luta contra todos os problemas que estarão postos no rastro desta pandemia”, declarou.

Dando continuidade, ele lembrou aos formandos que encontrarão um mundo diferente daquele quando entraram na UFMA. “O nosso desejo é que vocês possam, com esse instrumento que agora recebem, se sair bem e serem produtivos e realizados. Desejamos que todos possam ter sucesso, saúde e condições de desenvolver da melhor maneira possível a profissão que escolheram. Se cuidem e que Deus abençoe a todos”, finalizou o vice-reitor.

A mesa virtual foi composta pelo vice-reitor Marcos Fábio Belo Mattos; pela pró-reitora de Ensino, Isabel Ibarra; pela pró-reitora de Gestão de Pessoas, Marília Cristina Valente Viana; pelo pró-reitor de Planejamento, Gestão e Transparência, Walber Pontes; pelo pró-reitor de Assistência Estudantil, Leonardo Soares; pela pró-reitora de Extensão e Cultura, Josefa Bentivi Andrade; pelo pró-reitor da Agência de Inovação, Empreendedorismo, Pesquisa, Pós-Graduação e Internacionalização, Fernando Carvalho Silva; pela superintendente do Hospital Universitário da Universidade Federal do Maranhão, Joyce Santos Lages; e pelo diretor do Câmpus de Codó, Arlane Manoel Vieira.

Assista à Colação de Grau do Câmpus de Codó:

 

Por: Maiara Pacheco

Produção: Marcos Paulo Albuquerque