" /> UFMA é destaque no Prêmio Fapema 2019 com 16 premiações em diversas áreas científicas
Blog do Leonardo Alves - Compromisso com o Leitor

UFMA é destaque no Prêmio Fapema 2019 com 16 premiações em diversas áreas científicas

SÃO LUÍS – Uma noite memorável, marcada pelo sentimento de dever cumprido e pela emoção do reconhecimento: esse foi o cenário da solenidade do Prêmio Fapema, realizado na noite dessa quinta, 5, no Teatro Arthur Azevedo. Em sua 15ª edição, a premiação organizada pela Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema) homenageou a professora Terezinha de Jesus Almeida Silva Rêgo, patrimônio vivo da Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Farmacêutica e Bioquímica, com doutorado em Botânica pela Universidade de São Paulo (USP), Terezinha Rêgo, aos 85 anos de idade, segue sua dedicação à pesquisa científica, à frente do Herbário Ártico Seabra, instalado na Cidade Universitária Dom Delgado.

“Estou muito sensibilizada e não posso deixar de agradecer à minha Universidade, que sempre acreditou no nosso trabalho e nos deu um recanto para que esse grande projeto pudesse acontecer. É uma emoção muito grande saber que a Universidade Federal do Maranhão conseguiu mostrar sua grandeza e a riqueza da flora maranhense. Essa parceria já se estende por mais de cinquenta anos e vai continuar”, relatou, emocionada, Terezinha Rêgo.

Os vencedores, em cada categoria, foram conhecidos na cerimônia de premiação, e, além de terem seus trabalhos e pesquisas divulgados, receberam um diploma e o troféu oficial do concurso, símbolo maior de seus méritos. O Governo do Estado do Maranhão destinou, ainda, recursos da ordem de R$ 200 mil para premiações em dinheiro, distribuídos de acordo com a categoria e modalidade, valorizando ainda mais o trabalho dos contemplados.

“É uma emoção imensa receber o reconhecimento por um trabalho que a gente vem desenvolvendo há mais de um ano. Apresentamos um resultado positivo e abrimos portas para novas pesquisas com o apoio da UFMA, que tem sido fundamental. A sensação que temos é que esse é um projeto que ainda vai dar muitos frutos”, declarou o aluno de Engenharia Mecânica da Universidade Federal do Maranhão Arthur Vinícius Sousa Silva, vencedor da categoria Jovem Cientista na área de Ciências Exatas e Engenharia, cujo título da pesquisa é “Aplicação potencial de escamas de peixe como matéria-prima em processos termoquímicos para geração de energia limpa”.

O orientador do trabalho, Glauber Cruz, professor e pesquisador do Departamento de Engenharia Mecânica da UFMA, também falou da emoção em receber o prêmio: “Nossa vitória no prêmio Fapema é uma grande honra e a certeza de que o trabalho está sendo feito da melhor maneira possível, e é claro que estou muito orgulhoso, porque sei da importância dele para a ciência e para os pesquisadores maranhenses. Quanto ao meu aluno, é uma emoção ímpar em ver em seu rosto a alegria de estar entre os melhores da categoria, em meio a tantos outros estudantes de iniciação científica. Essa é a prova de que, por vezes, aquela pesquisa a que, inicialmente, as pessoas não dão tanta importância se torna grandiosa, ganhando um caráter inovador e tecnológico”.

O pró-reitor da Agência de Inovação, Empreendedorismo, Pesquisa, Pós-Graduação e Internacionalização (Ageufma), Fernando Carvalho, representou o reitor Natalino Salgado e falou da dupla alegria em relação ao Prêmio Fapema 2019. “Falar de Terezinha Rêgo é sempre uma emoção pelo que ela representa na área de plantas medicinais, que eleva o nome da Universidade Federal do Maranhão para o mundo inteiro. A homenagem que ela recebeu no Prêmio Fapema é indiscutivelmente merecida. E esse grande número de categorias às quais a UFMA está sendo indicada advém da potencialidade dos nossos pesquisadores. Temos grandes nomes nas diversas áreas do conhecimento, e o desenvolvimento desses trabalhos acaba trazendo esse resultado como referência de instituição de ensino, pesquisa e extensão no Estado do Maranhão”, pontuou.  

Prêmio FAPEMA 2019

As produções finalistas da categoria Popvídeo Ciências foram disponibilizadas no site da Fapema para que a sociedade maranhense pudesse votar, escolhendo aquela que melhor representa as necessidades regionais. A categoria, destinada a estudantes de ensino médio ou técnico, graduação, mestrado e doutorado vinculados às instituições de ensino públicas ou sem fins lucrativos do nosso estado, levou em conta a originalidade e habilidade do candidato para transmitir e divulgar a pesquisa científica por meio de comunicação oral, concisa, clara e objetiva.

Leonardo Victor Galvão Moreira, acadêmico do último ano do curso de Medicina da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), foi um dos ganhadores nessa categoria com o trabalho “Efeitos de óleos essenciais obtidos de produtos naturais em três modelos experimentais de inflamação”. A pesquisa teve a orientação da professora Luciana Salles Branco de Almeida do Departamento de Odontologia II/CCBS (UFMA). O vídeo descreve brevemente os efeitos positivos de dois óleos essenciais obtidos de produtos naturais: o óleo essencial da bergamota e o cinamaldeído, em três modelos experimentais de inflamação.

Já a estudante de Design da Universidade Federal do Maranhão Raide Paula Diniz Araújo, foi contemplada por seu trabalho “Desenvolvimento de vidrados cerâmicos mediante incorporação de resíduos sólidos”. “Realizei essa pesquisa no laboratório de cerâmica da UFMA e recebi total suporte da Universidade. Eu fico extremamente feliz com esse resultado porque é um trabalho coletivo. Temos, além dos professores que nos preparam para o mercado, a dedicação dos funcionários da limpeza que cuidam do laboratório com muito carinho, o pessoal administrativo que resolve toda a parte burocrática facilitando nossa vivência acadêmica, por tudo isso, essas pessoas estão sendo representadas aqui também”, revelou a vencedora.

Considerada uma das mais importantes premiações científicas do Norte-Nordeste, o Prêmio Fapema tem por objetivo valorizar e reconhecer ações inovadoras e relevantes de pesquisadores, inventores e profissionais de comunicação com atuação de destaque no estado. Entre as instituições de nível superior, a Universidade Federal do Maranhão foi destaque entre as indicações e ganhadores em diversas categorias, entre elas: Pesquisador Junior, Pesquisador Sênior, Jovem Cientista, Tese de Mestrado, Tese de Doutorado, Inovação Tecnológica, Jornalismo Científico, Popvídeo Ciências e Prêmio Especial de honra ao mérito entregue ao professor Eduardo Bezerra de Almeida Júnior pelo trabalho desenvolvido no Programa de Pós-Graduação em Biodiversidade Conservação (CCBS) da UFMA.

“De 2013 a 2018, foram mais de três mil artigos científicos produzidos no Maranhão. Desses, 75% são da UFMA, o que mostra a excelência da instituição, que tem a maior quantidade de professores doutores e é a que produz mais pesquisa. Na nossa 15ª edição, escolhemos o nome de uma pessoa de grande relevância para nosso estado e para nosso país, que é a doutora Terezinha Rêgo, que nos brinda hoje com sua presença e está aqui para receber essa grata homenagem”, declarou o presidente da Fapema, André Luís Silva dos Santos.

 

UFMA

Categoria: Notícias
error: Content is protected !!