UFMA e Sebrae assinam Protocolo de Intenções para formação de cursos relacionados ao Programa Nacional de Educação Empreendedora

Na noite de quarta-feira, 17, o reitor Natalino Salgado assinou um Protocolo de Intenções para formação de cursos e soluções ligados ao Programa Nacional de Educação Empreendedora. A assinatura ocorreu no Multicenter Sebrae e contou também com as assinaturas do pró-reitor da Agência de Inovação, Empreendedorismo, Pesquisa, Pós-Graduação e Internacionalização (Ageufma), Fernando Carvalho Silva; do diretor superintendente do Sebrae-MA, Albertino Leal; da gerente estadual de Cultura de Educação Empreendedora, Raíssa Amaral; do diretor técnico do Sebrae-MA, Mauro Borralho; do presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae-MA, Raimundo Coelho; e da diretora de Administração e Finanças do Sebrae-MA, Rachel Jordão.

Rachel Jordão explicou primeiramente sobre a proposta do Protocolo de Intenções e sobre a importância da união das instituições em torno de ações voltadas para a educação empreendedora por meio da parceria. Em seguida, o diretor superintendente do Sebrae-MA comentou a valorização dos professores como objetivo para a disseminação do conhecimento sobre o empreendedorismo. “Não se muda um estado, um país sem o professor. A universidade tem esse viés, e temos tudo para conseguirmos nossos objetivos do Protocolo de Intenções via debates do Conselho Deliberativo. Só nos interligando teremos condições para realizarmos essas ações”, pontuou Leal.

O reitor Natalino Salgado destacou que, já em sua primeira gestão como reitor, em 2007, duas das ações foi implantar as diretorias de Empreendedorismo e de Inovação. “Desde então, temos assumido o empreendedorismo como um compromisso. A sociedade precisa crescer, evoluir e, para isso, precisa de conhecimento para gerar emprego, renda e maneiras de buscar sustentabilidade. É com alegria que estamos registrando essas boas intenções e, com a participação do Sebrae Maranhão, temos a garantia que teremos êxito nessas ações”, declarou.

O pró-reitor da Ageufma ponderou sobre iniciativas que podem ser discutidas em conjunto com base no Protocolo de Intenções, como a qualificação de professores para atuarem na educação empreendedora. “Temos todas as condições de evoluirmos e temos que trabalhar juntos para estimularmos as habilidades empreendedoras em nossos alunos, proporcionar oportunidades a eles”, acrescentou.

Por: Luciano Santos