Veja os crimes que a Empresa Precision Soluções em Diagnósticos LTDA e o Prefeito de Timbiras podem responder

Empresas de fachadas e laranjas sendo usadas para dar andamento a licitações na compra de insumos comprados ao coronavirus são investigadas pela Policia Federal no Maranhão. Nos documentos provas de itens super faturados.

De acordo com a Superintendência da Polícia Federal no Maranhão são vários os indícios de crimes. Segundo Cassandra Parazi, Superintendente da PF no Estado, existem indícios muitos fortes de conluio ali das empresas que participaram, houve um superfaturamento relevante e muito significativo, um valor muito discrepante dessas máscaras. Vários indícios que somados demonstram ao que tudo indica que houve fraude nesse processo, superfaturamento, fraude na licitação, desvio de recurso, associação criminosa, lavagem de dinheiro e por aí em diante, concluiu a delegada.

Esses indícios de crimes envolvendo as mesmas empresas foram constatados em alguns municípios maranhenses, entre eles está Timbiras, conforme relatou o Delegado Federal Júlio Sombra, a empresa de fachada que ganhou o processo licitatório em São Luís, foi a mesma que ganhou em Timbiras e outras cidades do Estado, e as empresas concorrentes pertencem ao mesmo grupo econômico.

 

Os investigados devem ainda responder pelos crimes de corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro, superfaturamento na compra de bens, fraude em processo licitatório, e associação criminosa. A Polícia Federal não descartou a possibilidade de realizar novas ações de enfrentamento a corrupção relacionadas as ações de combate a pandemia do covid – 19 nos próximos dias.

Existem vários outros trabalhos em andamento com o objetivo de tolher esse tipo de prática. “A gente acredita que terão outras operações nos próximos dias ou meses, nesse mesmo sentido”. concluiu  Sandro Jansen, Delegado Regional de Combate à corrupção.