Em encontro com senador Roberto Rocha, ministro Tarcísio anuncia projeto de construção do novo aeroporto de Balsas

Antiga bandeira do senador Roberto Rocha, a boa nova foi dada pessoalmente ao parlamentar pelo ministro Tarcísio de Freitas

O ministro de Estado da Infraestrutura, o engenheiro Tarcísio Gomes de Freitas, deu pessoalmente a notícia na noite da última sexta-feira, 12, ao senador Roberto Rocha (PSDB): o Ministério, por meio da Secretaria Nacional de Aviação Civil, já autorizou à Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba – Codevasf- a abrir processo de licitação para a contratação dos serviços de elaboração de estudos e projeto básico de construção do novo aeroporto regional de Balsas, uma antiga luta do senador maranhense por se tratar de uma obra estruturante considerada de extrema importância para o desenvolvimento da região Sul do Maranhão.

A área onde será construído o novo aeroporto de Balsas já tem endereço: será às margens da BR-230 (Transamazônica) a 17 km da sede do município. O senador, que desde de 2015 havia levantado esta bandeira, ainda no ano passado destinou R$ 2,4 milhões para serem aplicados na fase de licitação. Essa primeira fase, pelo que se informa, terá um prazo para conclusão de 15 meses.

Em sua residência, o senador, ao receber do ministro a boa notícia sobre o novo aeroporto de Balsas, aproveitou e fez outro pedido importante para o Maranhão, especificamente para a Região Tocantina: solicitou recursos para duplicação da BR-010, de Imperatriz à Açailândia, considerada a capital do ferro gusa do Maranhão. Na ocasião, o senador informou ao ministro que na semana ainda neste mês de junho, será publicado o resultado da licitação do projeto. O aceno por parte do ministro para mais essa reivindicação, conforme Roberto Rocha, foi positivo.

Na região Sul do Maranhão há uma unanimidade quanto à construção do novo Aeroporto: a implementação da integração e o desenvolvimento econômico daquele lado do Estado com ênfase ao agronegócio, uma vez que Balsas é considerada a capital do Matopiba, sigla que congrega regiões do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, responsáveis por grande parte da produção de grãos no País.

Em entrevista recente, o senador Roberto Rocha informou que a obra do novo aeroporto está orçada em 90 milhões e constará com o que há de mais moderno no setor, o que vai favorecer o pouso e decolagem de grandes aeronaves que hoje só é possível nos aeroportos de São Luís e Imperatriz.

“Trata-se de uma obra importante que fomentará o desenvolvimento econômico do Maranhão e, consequentemente, de toda região do Matopiba” declarou.

Turismo- Além de ser muito forte no agronegócio, a região Sul do Maranhão é considerada um importante fronteira turística do Estado, onde está localizado o Parque Nacional da Chapada das Mesas, muito procurado por turistas do Brasil e do Exterior. O senador ressalta que esse é um setor que também vai se beneficiar com o novo aeroporto.