Blog do Leonardo Alves - Compromisso com o Leitor!

Com o apoio de personalidades, ministério lança vídeo de combate ao suicídio e automutilação

Durante este mês – conhecido como Setembro Amarelo para a prevenção ao suicídio – o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) dá continuidade às ações da campanha “Acolha a Vida”. Nesta terça-feira (10), o órgão lançou mais um vídeo de combate à automutilação e suicídio. Participam da produção audiovisual a empresária e ativista Luiza Brunet, a atriz Regina Duarte, o velejador Lars Grael e o técnico de vôlei Bernardinho. Os participantes não receberam cachê.

O lançamento ocorreu durante o “Simpósio de Prevenção ao Suicídio e Automutilação”, na Câmara dos Deputados, em Brasília. O evento fez alusão ao Dia Mundial para a Prevenção ao Suicídio.

“Precisamos de famílias unidas e toda a sociedade para o sucesso das ações. Precisamos entender essa explosão de casos de suicídio e automutilação. Nossas crianças, nossos jovens, estão em profunda dor. Por isso a importância de tirar este estigma de que quem está se cortando, impondo sofrimentos ao próprio corpo, está querendo apenas aparecer”, afirma a ministra Damares Alves.

No âmbito da campanha, Damares destaca que é extremamente necessário proporcionar um espaço seguro às pessoas que pensam em suicídio ou estão se autolesando. “Elas precisam conversar sobre o assunto, sem julgamentos. Isso faz a diferença”.

A ministra observa, ainda, que é indispensável buscar ajuda de profissionais da saúde mental para uma avaliação. “Vamos acolher. Não maltratem nem critiquem. Abracem, procurem ajuda. Para vocês que não sabem o que fazer, nós temos o Disque 100 (Disque Direitos Humanos) aqui no ministério. Ligue para nós”, convida a ministra.

Vídeo

Para o técnico de vôlei Bernardinho, o acolhimento é essencial. “Eu, como professor, sei que o dia a dia na escola é muito corrido. Pode ser, até mesmo, estafante para o profissional da educação. Mas hoje eu queria chamar a atenção para outro fenômeno que está acontecendo nas muitas salas de aula – a automutilação.”

“Quem faz isso contra o próprio corpo não está querendo chamar a atenção. Pode ser o sinal de uma dor profunda que só vai sarar com acolhimento, atenção dos pais, da escola e com ajuda médica e psicológica. Em casos extremos, acione o serviço de emergência. Não demore. Pois, a criança ou adolescente pode estar em perigo. Se envolva, abrace, ame”, convida.

Dor

A empresária e ativista Luiza Brunet chama a atenção para o cuidado proveniente dos pais. “Quem tem filho como eu ou é responsável por cuidar de alguém tem sempre a mesma preocupação – se estão bem na escola, se estão bem alimentados, se estão se vestindo bem e se estão bem com os amigos. Mas pouca gente pode perceber que, atrás de uma rotina aparentemente normal, pode haver um profundo sofrimento. E esse sofrimento, essa dor, é capaz de levar a pessoa a cometer violência contra o seu próprio corpo. E até mesmo pôr fim à sua própria vida”, lamenta.

“Se você conhece alguém que está passando por esse tipo de problema, não agrida, não se omita, ela não está fazendo isso para chamar a atenção. Acolha essa pessoa com amor e com carinho, depois encaminhe aos profissionais de saúde mental. Não demore, pois, a pessoa que você ama pode estar em perigo. Abrace! Envolva!  Acolha a vida!”, completa Luiza Brunet.

 Rotina

“É triste o que eu tenho para falar para você que me acompanha há tantos anos na tv. Se lembra como as coisas eram diferentes? Hoje está tudo tão mais simples, tão mais rápido, tão veloz, que às vezes a gente nem percebe que alguém do nosso lado está passando por dificuldade. Dificuldade, que pode levar essa pessoa a passar por sofrimento intenso, inclusive depressão”, observa a atriz Regina Duarte.

“E depressão não é só tristeza, desânimo. É uma doença clínica que pode levar a pessoa que a gente ama a praticar violência contra o próprio corpo. E às vezes a coisa fica tão mais grave que pode levar a pessoa a pensar ou mesmo tentar tirar a própria vida. Então, se você conhece alguém assim, que está dando sinais de tristeza profunda ou que tenha marcas de cor”, enfatiza a artista.

Internet

O velejador Lars Grael ressalta problemas referentes à má utilização das tecnologias. “A gente sabe que mudanças chegam e nos surpreendem, não é mesmo? A internet é uma dessas realidades. Já parou para pensar quantas horas você passa conectado? Hoje isso é tão normal, que eu mesmo não consigo imaginar nossas vidas sem isso. Tem muita coisa boa na internet. Mas, é bom a gente ficar atento, pois principalmente para as crianças e adolescentes esse mundo digital pode estar cheio de armadilhas.”

“Ative as opções de controle por faixa etária, converse e eduque sobre conteúdos adequados para a idade. Acompanhe as conversas pela internet pois, a privacidade do seu filho não vale mais que a segurança e o bem-estar dele. Existem pessoas muito mal-intencionadas, perversas mesmo, que induzem as crianças a comportamentos de risco. Mudanças repentinas de comportamento, isolamento e marcas de cortes pelo corpo ou outros ferimentos são sinais de que alguém que você tanto ama pode estar em perigo”, acrescenta.

O atleta finaliza com uma dica. “Procure ajuda dos profissionais de saúde mental e não se omita. Se flagrar esse tipo de situação chame a polícia. Se envolva, ame, abrace. Acolha a vida”, aconselha.

Campanha

O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) lançou a campanha “Acolha a Vida” em abril deste ano. A iniciativa visa prevenir suicídios e automutilação em todas as faixas etárias, especialmente crianças, adolescentes e jovens.

A ação conta com a consultoria do psicólogo especialista em Prevenção do Suicídio e doutorando da Universidade de Brasília (UnB), Carlos Aragão, e do psiquiatra da Infância e da Adolescência do Hospital Universitário de Brasília (HUB), André Salles.

Simpósio

Palestrante no “Painel 4 – Projetos de prevenção e combate ao suicídio e automutilação”, durante o evento na Câmara a ministra também colocou em destaque demais ações do MMFDH referentes à temática. A atividade teve, ainda, a participação de secretários nacionais do ministério.

Entre os destaques, a Lei nº 13.819/2019 – Política Nacional de Prevenção da Automutilação e do Suicídio. A norma prevê que a notificação compulsória deverá ter caráter sigiloso e vale para os casos de tentativa de suicídio e automutilação por estabelecimentos de saúde, segurança, escolas e conselhos tutelares.

Também foram enfatizadas as parcerias com a União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale) e Associação Nacional das Universidades Particulares (ANUP). A primeira visa a realização de seminários regionais e cooperações com o Legislativo. A segunda tem a proposta de capacitar o corpo docente e colaboradores para auxiliarem estudantes em situação de sofrimento.

Assista o vídeo: 

mdh

 

Vigia de escola é preso suspeito de exploração sexual de adolescentes

A Polícia Militar prendeu no último sábado (21) um homem identificado como Claudenir Soares Pereiras, de 47 anos, por suspeita de violência sexual contra três adolescentes no município Vila Nova dos Martírios, a 660 km de São Luís.

Segundo a polícia, Claudemir trabalhava como vigia em uma escola da rede municipal do município. O conteúdo pornográfico com as vítimas foi encontrado no celular do conduzido. De acordo com as primeiras informações, os crimes aconteciam em áreas de matagal.

A denúncia chegou aos policiais por meio do Conselho Tutelar. O homem foi encaminhado para a Delegacia Regional de Polícia Civil de Açailândia, que ficou responsável pela investigação do caso.

G1

Equipe da Secretaria de Meio Ambiente de Codó participa de capacitação em São Luis

As mudanças esperadas pela nova reforma administrativa já aprovada pela Câmara Municipal ,que desmembra e retorna algumas das secretarias que foram fundidas no inicio do Governo Nagib ,já começa a mostrar um trabalho diferenciado e apresenta a comunidade codoense disposição e vontade de avanço.

Em agenda institucional na Capital São Luis o mais novo Secretario de Meio Ambiente popularmente chamado por Pr. Carlos já participou de capacitação técnica no auditório da FAMEM(Federação dos Municípios do Estado do Maranhão),promovida pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente,visando o maior número de municípios maranhenses a pleitear proposta do Edital MMA-2019 com Objetivo de melhorar a Gestão de Resíduos Sólidos no Município.

“ O município de Codó é um dos poucos que apresentam condições minimas para pleitear recurso de tamanha importância ,principalmente para uma temática tão contextualizada que é a de resíduos sólidos é com esse compromisso que assumimos essa pasta no intuito de contribuir com a administração e poder desenvolver o equilibro ambiental dentro de Codó.”(Pr. Carlos)

 

codonoticias

 

Enquanto Nagib e Zé Francisco estão inelegíveis, RICARDO ARCHER está elegível para disputar as próximas eleições

O ex-prefeito de Codó Ricardo Archer (PSL), segue elegível e continua levando adiante seus planos para disputar as eleições 2020.

Ricardo Archer

Sem as concorrências de  Nagib e Zé Francisco, Archer ficou mais forte ainda.
Nagib e Zé  Francisco estão impedidos de disputar o governo municipal, após serem declarados inelegíveis por oito anos pelo Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA).
Archer garantiu ao Blog do Leonardo Alves que é pré-candidato e segue firme para disputar as próximas eleições. Como já divulgamos aqui no blog, a reversão judicial da elegibilidade do ex-prefeito foi conquistada judicialmente. Ele está elegível e não há nada que o impeça de disputar as eleições 2020.
Conforme documento abaixo enviado ao blog, Ricardo está em dias com a Justiça Eleitoral.

Tiro de Guerra realiza plantio de árvores no Parque Ambiental de Codó

Seguindo o cronograma de atividade do Projeto Verde Brasil, o Tiro de Guerra realizou, na manhã desta sexta-feira (20), o plantio de mudas visando à recuperação do Parque Ambiental de Codó.

O Projeto Verde Brasil, lançado no dia 03 de setembro, é uma parceria do Tiro de Guerra 08-007 e a Prefeitura de Codó, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, e visa não só o combate a incêndios florestais pela brigada formada pelos atiradores como também o plantio de mudas de árvores e a conscientização da sociedade codoense.

O ato contou com a participação do prefeito Francisco Nagib, dos atiradores do Tiro de Guerra, alunos e professores do Instituto Federal e da rede municipal de ensino. Entre as mudas plantadas estão espécies como Jacarandá, Ipê Amarelo e Ipê Roso (Pau d’arco).

O Projeto Verde Brasil tem também um aspecto educativo de conscientização, ao estimular os jovens sobre a importância da preservação das áreas verdes. Esta parceria contribui ainda mais para a melhoria da qualidade de vida da população e para a sustentabilidade da cidade, por meio dos diversos benefícios trazidos pela arborização urbana.


Ascom/Tiro de Guerra

Damares Alves denuncia revista por apologia ao crime de aborto

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, denunciou a revista feminista Azmina por apologia ao crime de aborto.

Damares foi alertada sobre a publicação no Twitter da revista, onde ensina passo a passo de como fazer um aborto, além de uma matéria compartilhada no site que autodeclara ser “jornalismo feminista independente”.

O tuíte foi duramente criticado no microblog, inclusive com denúncias encaminhadas ao Ministério Público Federal (MPF) e a Polícia Federal (PF).

Apesar das denúncias ao Twitter, a rede social comunicou que investigou o conteúdo e “não viu nenhuma violação as regras da empresa”, por isso manteria a publicação.

Já a ministra Damares Alves considerou o conteúdo criminoso, já que faz apologia a uma prática proibida no país. “Uma apologia ao crime e que pode colocar tantas meninas e mulheres em risco”, escreveu Damares no Twitter.

A ministra disse que encaminhou a denúncia as autoridades competentes e que estará acompanhando o procedimento contra a publicação.

 

Gospel Prime

SINTSERM-CODÓ SOBRE O OCORRIDO NA ESCOLA SÃO FRANCISCO

É perceptível as reclamações e problemas apresentados em boa parte das recém reformadas escolas da rede municipal de ensino principalmente no que tange às instalações elétricas.

O volumoso recurso dos precatórios que estão sendo aplicados nestas reformas com altíssimo custo terminam fazendo com que o trabalho não fique a contento, haja visto, a queixa constante por parte de alunos e professores quanto ao funcionamento dos ar-condicionados, sendo que nem sempre a instalação elétrica é adequada para utilização dos mesmos.

Não queremos aqui fazer um pré-julgamento do que possa ter provocado o ocorrido na escola São Francisco, mas ao que tudo indica pode ter sido problemas na instalação elétrica por não suportar a carga de energia utilizada.

Sem se falar que em algumas escolas têm-se observado também ar-condicionados muito pequenos para o tamanho das salas, ou seja, aparelhos com btus não equivalente ao espaço na qual ele foi instalado.

Nós do sindicato temos denunciado e cobrado constantemente essa problemática aos órgãos responsáveis.

Esperamos que com este incidente na escola São Francisco todas essas falhas possam ser corrigidas o quanto antes.

Desembargador Raimundo Melo nega habeas corpus a ex-prefeito de Santa Luzia, acusado de estupro de vulnerável

O Desembargador Raimundo Nonato Magalhães Melo, membro da 1a Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Maranhão, negou liminar em habeas corpus impetrado em favor de Ilzemar Oliveira Dutra, ex-prefeito de Santa Luzia. Ele foi preso no último dia 15 de setembro, acusado da prática do crime de estupro de vulnerável contra uma criança de três anos.

Em sua decisão, Raimundo Melo registrou que não se vislumbra a assistência do bom direito em favor de Ilzemar Dutra. Isto porque, ao analisar a decisão que restringiu sua liberdade não se observa qualquer motivo – ilicitude ou ilegalidade – que justifique a revogação da prisão neste momento, por via liminar.

O desembargador registrou ainda que “somente a decisão judicial flagrantemente afrontosa aos preceitos constitucionais e legais, ou aquela absolutamente desprovida de fundamentação, enquadram-se em situação a fundamentar o pedido de soltura imediata”.

Por fim, o relator do habeas corpus registrou ainda que a questão da
concessão da liminar confunde-se muito com o mérito, e, em nome do princípio da Colegialidade, o pedido deve ser submetida à análise do órgão colegiado – 1ª Câmara Criminal –, oportunidade na qual poderá ser feito exame aprofundado das alegações defensivas após manifestação da Procuradoria Geral de Justiça. Não há prazo para julgamento do habeas corpus.

error: Content is protected !!