PEDRO NERES e ANDRÉ JANSEN se reúnem com estudantes universitários no Salão Nobre da Prefeitura

Na noite desta quarta-feira (12), Pedro Neres e o secretário de Governo, André Jansen, representando o prefeito Zé Francisco, se reuniram com estudantes universitários que se deslocam de Codó para Caxias com o objetivo de ouvir os acadêmicos referente ao problema do aumento na mensalidade de ônibus.

O Blog do Leonardo Alves acompanhou a reunião.

O prefeito Zé Francisco não participou  porque viajou a São Luís em busca de recursos para o município. O vereador oposicionista, Valdeci Calixto, sem ser convidado oficialmente, apareceu na reunião tentando tomar a frente da questão causando divergências durante as discussões fazendo chamada ao vivo para André Vitral, secretário adjunto de Juventude.

Durante a reunião foi formada uma comissão representativa de estudantes que atuará junto à Prefeitura de Codó para solução do problema.

Seguiremos acompanhando essa situação.

COVID-19: Ministério Público do Maranhão cobra cumprimento de critérios técnicos para vacinação de crianças

Com o objetivo de garantir o cumprimento das normas de segurança para a vacinação de crianças de cinco a 11 anos contra a Covid-19 nos municípios maranhenses, o Ministério Público do Maranhão realizou nesta terça-feira, 11, reunião com representantes da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem), Vigilância Sanitária Estadual e membros do Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Maranhão.

A reunião, por meio virtual, foi conduzida pela promotora de justiça e coordenadora do Centro de Apoio Operacional de Defesa da Saúde do MPMA, Maria da Glória Mafra Silva. Ela destacou que a vacinação infantil deve ser realizada, obrigatoriamente, dentro dos parâmetros de segurança sanitária, sob pena de responsabilização dos gestores e demais responsáveis.

A representante do Ministério Público destacou que a vacinação exige um planejamento operacional de conservação, distribuição e aplicação dos imunizantes nas crianças.  “Temos uma preocupação com a logística necessária para que a vacinação atenda às orientações específicas estabelecidas pela Anvisa para as crianças”, esclareceu Glória Mafra.

A promotora de justiça explicou que o Ministério da Saúde corroborou as orientações da Anvisa e, dentre as recomendações, o público infantil não deve ser vacinado em sistema de drive-thru (veículos) e precisa ter um espaço totalmente separado dos adultos.

Além disso, a vacinação infantil contra a Covid-19 não pode ser aplicada junto com outros imunizantes (influenza, H3N2, dentre outras) a fim de evitar a administração errada das vacinas e também causar aglomerações nas filas.

PRECAUÇÕES

O Ministério da Saúde determina, na Nota Técnica nº 2/2022, que a vacinação das crianças seja iniciada após treinamento completo das equipes de saúde que farão a aplicação, considerando que “a grande maioria dos eventos adversos pós-vacinação é decorrente da administração do produto errado à faixa etária, da dose inadequada e da preparação errônea do produto”.

Outro item da nota assinala que a vacinação seja realizada em ambiente específico e separado de adultos, em espaço acolhedor e seguro para a população. A sala para aplicação das vacinas nas crianças precisa ser exclusiva para a imunização contra o coronavírus. “Não havendo disponibilidade de infraestrutura para essa separação, que sejam adotadas todas as medidas para evitar erros de vacinação”. Também é indicado que as crianças imunizadas permaneçam no local por 20 minutos.

ESCALONAMENTO

Glória Mafra enfatizou aos participantes da reunião que o Ministério da Saúde estabeleceu o escalonamento da vacinação infantil. Pelo documento, as vacinas serão aplicadas seguindo prioridades e um cronograma por faixa etária.

Segundo a nota técnica, devem ser vacinadas, primeiramente, crianças com deficiência permanente ou comorbidades, seguidas de crianças indígenas e depois crianças que vivam em lar com pessoas de alto risco para evolução grave da Covid.

Após a imunização desses segmentos, devem ser vacinadas, por faixa etária, crianças entre 10 e 11 anos, 8 e 9 anos, 6 e 7 anos, e, por fim, com 5 anos.  “A vacinação deve obedecer aos parâmetros e prioridades, considerando o momento epidemiológico atual”, afirmou Glória Mafra.

Redação: Johelton Gomes (CCOM-MPMA)

Operação Irmandade da Polícia Federal investiga desvio de recursos de verbas federais no Maranhão

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quarta-feira, 12/01/2022, nas cidades de São Luís/MA, Pinheiro/MA e Palmeirândia/MA, a Operação Irmandade, com a finalidade de desarticular organização criminosa estruturada para promover fraudes licitatórias, desvio de recursos públicos e lavagem de dinheiro no âmbito do Município de Pinheiro/MA, envolvendo verbas federais do Fundo Nacional de Saúde e do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica.

A investigação se concentra nos Pregões 030/2018 e 016/2020, que custaram cerca de R$ 38 milhões aos cofres públicos, e deram origem a contratos firmados com empresas pertencentes aos membros da organização criminosa.

Foram localizados diversos indícios no sentido de que o proprietário de fato dessas empresas seria o gestor público municipal, o que se confirmou por meio da análise das movimentações bancárias. Nessa oportunidade, constatou-se que parte dos pagamentos realizados pelo Poder Público para tais empresas era revertido para as contas do servidor público.

Diante desses fatos, a Polícia Federal cumpriu 11 (onze) mandados de busca e apreensão, 10 (dez) mandados de sequestro de valores, além de ordens de suspensão do exercício da função pública, proibições de acessar ou frequentar a prefeitura, de manter contato com os outros investigados e de ausentar-se da comarca de sua residência durante a investigação.

Ao todo 60 (sessenta) policiais federais cumpriram as determinações judiciais expedidas pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região, que decorreram de uma representação elaborada pela Polícia Federal.

Se confirmadas as suspeitas, os investigados poderão responder por fraude à licitação (Art. 96, inciso I, Lei 8.666/93), peculato (Art. 312, Código Penal), lavagem de capitais (Art. 1º, caput, Lei 9.613/84) e integrar organização criminosa (Art. 2º, Lei 12.850/13). Somadas, as penas podem chegar a 34 anos de prisão.

A denominação “Irmandade” faz referência à composição da organização criminosa, que possui, tanto no núcleo político, quanto no núcleo empresarial, irmãos participantes do estratagema criminoso.

Comunicação Social da Polícia Federal no Maranhão

Seletivo do Programa Ensinar da UEMA tem inscrições prorrogadas até o dia 17

 As inscrições para o Seletivo Simplificado do Programa Ensinar da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) foram prorrogadas até o dia 17 de janeiro.

Ao todo, serão oferecidas 2.030 vagas distribuídas em 22 polos. As aulas tem carga horária semanal de 20h, sendo 16h presenciais aos sábados e domingos e 4h de atividades orientadas.

Prefeitura de Codó inicia processo de matrícula da rede municipal de ensino

A prefeitura de Codó realiza, por meio da Secretaria Municipal de Educação, Ciência, Tecnologia e Inovação (SEMECTI), iniciou nesta segunda-feira (10), as matrículas da rede municipal de ensino de 2022. O período de pré-matrículas para os alunos novatos que pretendem ingressar na educação municipal de Codó

“Os pais ou responsáveis procurem a escola mais próxima de sua residência e apresente a documentação necessária, toda Secretaria de Educação está mobilizada para que os nossos alunos retomem as atividades do ano letivo”, destacou a secretária de educação, Raquel Paula.

As matrículas serão realizadas entre os dias 10 a 28 de janeiro, é importante ressaltar que, mesmo depois deste período, os alunos podem ser matriculados na Rede Municipal.

ASCOM- PMC